Frequência de exposição a arboviroses e caracterização da Síndrome de Guillain-Barré em uma coorte clínica de pacientes atendidos no Instituto Hospital de Base do Distrito Federal de maio de 2017 a abril de 2019

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorRomero, Gustavo Adolfo Sierra-
Autor(es): dc.contributorl.amatos@hotmail.com-
Autor(es): dc.creatorMatos, Luíza Morais de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:20:49Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:20:49Z-
Data de envio: dc.date.issued2021-07-09-
Data de envio: dc.date.issued2021-07-09-
Data de envio: dc.date.issued2021-07-09-
Data de envio: dc.date.issued2020-11-29-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/41380-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/605706-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Pós-graduação em Medicina Tropical, 2020.-
Descrição: dc.descriptionIntrodução: A Síndrome de Guillain Barré (SGB) é uma polirradiculoneuropatia aguda autoimune de espectro clínico heterogêneo, curso monofásico, evolução favorável, porém com potencial de sequelas. Caracteriza-se principalmente por fraqueza muscular bilateral dos membros, alterações sensoriais, disautonomia, hipo ou arreflexia e dor. Considerada a causa mais importante de paralisia flácida aguda em todo mundo, apresenta uma incidência que varia de 0,5 a 2 casos para cada 100.000 pessoas por ano. Afeta todas as faixas etárias, é discretamente mais prevalente em homens e a letalidade varia entre 2% e 10%. No contexto da epidemia de ZIKV, cujo potencial patogênico sobre o sistema nervoso começa a ser reconhecido, a exploração da possível exposição a essa infecção e a SGB reveste especial importância dada a possibilidade de que um grande contingente populacional seja exposto aos arbovírus e um número maior de casos SGB possa ocorrer em contextos epidêmicos. Objetivos: Descrever as características clínicas e laboratoriais da SGB em pacientes atendidos no Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF) de maio de 2017 a abril de 2019 e a frequência de exposição recente à infecção por ZIKV, DENV e CHIKV nesses pacientes. Metodologia: Trata-se de uma coorte clínica de pacientes admitidos na emergência neurológica do IHBDF com SGB no período de maio de 2017 a abril de 2019. O estudo faz parte da iniciativa ZARICS (Zika and other Arboviroses Infections Cohort Studies) do Núcleo de Medicina Tropical (NMT) da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB). Os pacientes foram acompanhados 1-2, 4, 8, 13, 26 e 52 semanas a partir da admissão. Resultados: Quarenta e um pacientes foram incluídos no estudo. A maioria dos pacientes era do sexo masculino (61%), a mediana de idade foi 40 anos (7-75anos), 83% apresentaram eventos desencadeadores da SGB. Dentre os sintomas e fatores de exposição prévios que poderiam sugerir infecção por arbovírus observou- se: febre (32%), diarreia (20%), rash cutâneo ou exantema (7%), artralgia (7%), história de picada de mosquito (5%). Quatro pacientes apresentaram sorologia positiva para DENV. Não houve detecção laboratorial de ZIKV ou CHIKV. Os achados clínicos observados foram: dor (46%), envolvimento de nervos cranianos (54%), déficits sensitivos (58%), ataxia (15%) e disfunção autonômica (42%). Em relação a classificação da forma clínica: 83% apresentou forma clássica, 2% apresentou forma faringo-cérvico-braquial (FCB), 2% Síndrome de Miller Fisher (SMF), 7% sobreposição SGB-SMF, 2% sobreposição SMF-FCB. O estudo de condução nervosa evidenciou: Polineuropatia inflamatória desmielinizante aguda (51%), Neuropatia axonal motora aguda (17%), Neuropatia axonal sensitivo motora aguda (15%) e forma indeterminada (17%). Na admissão, 54% dos pacientes apresentavam grau 4 de incapacidade, 17% grau 3, 12% grau 2, 10% grau 5 e 7% grau 1. Dentre os casos, 90% recebeu imunoglobulina humana. Internação em UTI ocorreu em 17% dos pacientes e 15% deles apresentou necessidade de intubação orotraqueal e ventilação mecânica. A mediana de tempo permanência em UTI foi de 8 dias. As complicações durante internação na UTI foram: pneumonia, pneumotórax, estenose traqueal, hipocalemia, trombose venosa profunda e 1 caso de óbito por provável comprometimento de tronco cerebral (encefalite de Bickerstaff). Todos os pacientes que sobreviveram apresentaram melhora do quadro durante o acompanhamento de longo prazo. Conclusão: o estudo apresenta a descrição do comportamento clínico, laboratorial e eletromiográfico de pacientes com SGB em centro de referência terciária/quaternária do Distrito Federal acompanhados por um período de 52 semanas. Foi possível confirmar a exposição a DENV, reafirmando a importância dessa arbovirose como evento desencadeador da SGB. Os dados apresentados são úteis para a construção do conhecimento local sobre a SGB e para alertar sobre o papel de arbovírus na gênese da doença.-
Descrição: dc.descriptionIntroduction: Guillain Barré Syndrome (GBS) is an acute autoimmune polyradiculoneuropathy of heterogeneous clinical spectrum, monophasic course, favorable evolution, but with potential for sequelae. It is mainly characterized by bilateral muscular weakness of the limbs, sensory changes, dysautonomia, hypo or areflexia and pain. Considered the most important cause of acute flaccid paralysis worldwide, it has an incidence that varies from 0.5 to 2 cases per 100,000 people per year. It affects all age groups, is slightly more prevalent in men and the lethality varies between 2% and 10%. In the context of the ZIKV epidemic, whose pathogenic potential on the nervous system is beginning to be recognized, the exploration of the possible exposure to this infection and GBS is particularly important given the possibility that a large contingent of the population will be exposed to arboviruses and a larger number of GBS cases can occur in epidemic contexts. Objectives: to describe the clinical and laboratory characteristics of GBS in patients treated at Instituto Hospital de Base at Distrito Federal (IHBDF) from May 2017 to April 2019 and the frequency of recent exposure to ZIKV, DENV and CHIKV infection in these patients. Methods: this is a clinical cohort of patients admitted to the neurological emergency of the IHBDF with GBS from May 2017 to April 2019. The study is part of the ZARICS (Zika and other Arboviroses Infections Cohort Studies) initiative of the Center for Tropical of the University of Brasília (UnB). Patients were followed up 1-2, 4, 8, 13, 26 and 52 weeks from admission. Results: forty-one patients were included in the study. Most patients were male (61%), the median age was 40 years (7-75 years), 83% had GBS triggering events. Among the symptoms and previous exposure factors that could suggest arbovirus infection, the following were observed: fever (32%), diarrhea (20%), skin rash (7%), arthralgia (7%), mosquito bite (5%). Four patients had positive DENV serology. There was no laboratory detection of ZIKV or CHIKV. The clinical findings observed were: pain (46%), cranial nerve involvement (54%), sensory deficits (58%), ataxia (15%) and autonomic dysfunction (42%). Regarding the classification of the clinical form: 83% had a classic form, 2% had pharyngo-cervico-brachial form (FCB), 2% Miller Fisher Syndrome (SMF), 7% overlap SGB-SMF, 2% overlap SMF-FCB. The study of nerve conduction showed: acute demyelinating inflammatory polyneuropathy (51%), acute motor axonal neuropathy (17%), acute motor sensitive axonal neuropathy (15%) and indeterminate form (17%). Upon admission, 54% of the patients had score 4 in GBS Disability Scale Score, 17% score 3, 12% score 2, 10% score 5 and 7% score 1. Among the cases, 90% received human immunoglobulin. Intensive Care (ICU) admission occurred in 17% of the patients and 15% of them needed orotracheal intubation and mechanical ventilation. The median length of stay in the ICU was 8 days. Complications during ICU stay were: pneumonia, pneumothorax, tracheal stenosis, hypokalemia, deep vein thrombosis and 1 case of death from probable brainstem involvement (Bickerstaff's encephalitis). All patients who survived had an improvement in their condition during long-term follow-up. Conclusion: this study presents the description of the clinical, laboratory and electromyographic characteristics of patients with GBS in a reference hospital in the Distrito Federal, monitored for a period of 52 weeks. It was possible to confirm exposure to DENV, reaffirming the importance of this arbovirus as a triggering event of GBS. The data presented are useful for building local knowledge about GBS and to warn about the role of arboviruses in the genesis of the disease.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectSíndrome de Guillain-Barré-
Palavras-chave: dc.subjectArbovírus-
Palavras-chave: dc.subjectDengue-
Palavras-chave: dc.subjectCoorte clínica-
Palavras-chave: dc.subjectSíndrome de Guillain-Barré - diagnóstico-
Palavras-chave: dc.subjectSíndrome de Guillain-Barré - prognóstico-
Título: dc.titleFrequência de exposição a arboviroses e caracterização da Síndrome de Guillain-Barré em uma coorte clínica de pacientes atendidos no Instituto Hospital de Base do Distrito Federal de maio de 2017 a abril de 2019-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.