Classificação climática de Holdridge para o estado de Mato Grosso

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
???dc.contributor.advisor???: dc.contributor.advisorTetto, Alexandre Françapt_BR
Autor(es): dc.contributor.authorMengatto, Ana Paula Rigopt_BR
???dc.contributor.other???: dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Ciencias Agrárias. Curso de Engenharia Florestalpt_BR
Data de aceite: dc.date.accessioned2017-03-16T23:25:16Z-
Data de aceite: dc.date.accessioned2017-03-17T13:51:35Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2017-03-16T23:25:16Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2017-03-17T13:51:35Z-
Data de envio: dc.date.issued2015pt_BR
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/1884/44541-
Fonte: dc.identifier.urihttp://www.educapes.capes.gov.br/handle1884/44541-
Descrição: dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Alexandre França Tetto.pt_BR
Descrição: dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná,Setor de Ciências Agrárias, Curso de Engenharia Florestal.pt_BR
Resumo: dc.description.abstractResumo: O clima é um fator importante por estar relacionado com a produtividade de atividades agrícolas e florestais, bem como com a distribuição da vegetação. Com o intuito de obter maior compreensão dessa interação entre os ambientes e o clima são definidos sistemas de classificação climática. O objetivo deste trabalho foi classificar o estado de Mato Grosso segundo o "Sistema de Zonas de Vida" proposto por Holdridge em 1966. Os dados de temperatura e precipitação dos 141 municípios mato-grossenses foram adquiridos por meio de banco de dados disponibilizados pelos autores do artigo "Köppen's climate classification map for Brazil", registrados entre os anos de 1950 e 1990. A partir dos dados de temperatura concedidos, foi calculada a biotemperatura que, posteriormente, foi utilizada em algumas etapas da classificação: a) diagrama de "zonas de vida" de Holdridge; e b) pisos altitudinais do sistema de zonas de vida de Holdridge. Nessas etapas foram utilizadas a biotemperatura média dos mais de 25 anos de registros, a precipitação total anual, a latitude e a altitude. Além das duas etapas anteriores, a latitude foi utilizada também na tabela de extensões aproximadas das regiões latitudinais. Após a classificação, fez-se o mapeamento do clima do estado utilizando o sistema de informações geográficas ArcGIS. Os resultados obtidos foram as seguintes classificações para o estado de Mato Grosso: floresta úmida subtropical basal (9,99%) e premontana (22,22%), floresta úmida tropical basal (24,63%) e premontana (0,96%), transição entre floresta seca e úmida subtropical premontana (1,11%), transição entre floresta úmida e muito úmida subtropical basal (18,13%) e premontana (0,97%) e transição entre floresta úmida e muito úmida tropical basal (21,98%). Depois de comparar a classificação de Holdridge com a classificação de Köppen e a vegetação, pode-se concluir que as zonas de vida de Holdridge seguem o mesmo padrão da classificação de Köppen e possuem relação com a vegetação do estado, sendo apropriadas para classificar o clima do estado de Mato Grosso.pt_BR
Tamanho: dc.format.extent41 f. : il. (algumas color.), mapas, grafs., tabs.pt_BR
Tipo de arquivo: dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
Relação: dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
Palavras-chave: dc.subjectClimatologiapt_BR
Palavras-chave: dc.subjectVegetação e clima - Mato Grossopt_BR
Palavras-chave: dc.subjectClassificação climática - Mato Grossopt_BR
Palavras-chave: dc.subjectMato Grosso - Climapt_BR
Título: dc.titleClassificação climática de Holdridge para o estado de Mato Grossopt_BR
Tipo de arquivo: dc.typeoutropt_BR
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Rede Paraná Acervo

Não existem arquivos associados a este item.