Imunorreatividade da p53 associada à ausência de mutações no gene TP53 em linfomas caninos

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCalazans, Sabryna Gouveia-
Autor(es): dc.creatorRodigheri, Sabrina Marin-
Autor(es): dc.creatorFernandes, Simone Crestoni-
Autor(es): dc.creatorAmorim, Renée Laufer-
Autor(es): dc.creatorSequeira, Julio Lopes-
Autor(es): dc.creatorSena, Janete Apparecida Desidério-
Autor(es): dc.creatorDaleck, Carlos Roberto-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T16:31:54Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T16:31:54Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2010-06-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782010000600034-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/992-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/992-
Descrição: dc.descriptionSabendo-se da influência das mutações no gene TP53 no desenvolvimento das neoplasias e da discrepância entre os resultados obtidos pelas técnicas de sequenciamento e imunoistoquímica, esta pesquisa teve como objetivo relacionar a sequência do TP53 com a imunorreatividade da p53. Foram obtidas amostras de linfoma de 12 cães. O diagnóstico histopatológico foi determinado pela classificação de Kiel. O imunofenótipo e a imunomarcação da p53 foram determinados por imunoistoquímica. Para reação com a p53, utilizou-se anticorpo policlonal anti-p53 (CM1) na diluição de 1:500. A região do gene TP53 compreendida entre os exons quatro e nove foi amplificada por PCR e submetida ao sequenciamento. Apesar dos resultados obtidos pela imunoistoquímica, nenhuma mutação foi encontrada nas sequências analisadas. Conclui-se que a imunorreatividade da p53 pela imunoistoquímica não pode ser atribuída à presença de mutações no domínio central do gene TP53.-
Descrição: dc.descriptionTP53 mutations are usually involved in cancer, but sequencing and immunohistochemistry results are often controversial. Thus, the aim of this study was to associate TP53 sequence with p53 immunostaining in dogs with lymphoma. Tumor samples were collected from 12 dogs with lymphoma and were included in this study. Histopathological diagnosis was performed according to Kiel classification. Immunohistochemistry was performed to identify immunophenotype as well as p53 expression. Polyclonal antibody anti-p53 (CM1) was used at a 1:500 dilution. The region that encompasses exons 4-9 was amplified by f PCR reactions and sequencing was then performed. Nevertheless, gene mutations were not observed in any sequence. In conclusion, immunoreactivity of p53 by means of immunohistochemistry should not be indicator of presence of mutations in the core domain of TP53 gene.-
Formato: dc.format1444-1447-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Federal de Santa Maria (UFSM)-
Relação: dc.relationCiência Rural-
Relação: dc.relation0.525-
Relação: dc.relation0,337-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectcão-
Palavras-chave: dc.subjectimunoistoquímica-
Palavras-chave: dc.subjectlinfossarcoma-
Palavras-chave: dc.subjectp53-
Palavras-chave: dc.subjectsequenciamento-
Palavras-chave: dc.subjectdog-
Palavras-chave: dc.subjectimunohistochemistry-
Palavras-chave: dc.subjectlymphosarcoma-
Palavras-chave: dc.subjectp53-
Palavras-chave: dc.subjectsequencing-
Título: dc.titleImunorreatividade da p53 associada à ausência de mutações no gene TP53 em linfomas caninos-
Tipo de arquivo: dc.typetexto-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.