Susceptibilidade de Rhodnius neglectus, Rhodnius robustus e Triatoma infestans (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae) à infecção por duas cepas de Trypanosoma cruzi (Kinetoplastidae, Trypanosomatidae) utilizando xenodiagnóstico artificial

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorMartins, Luciamáre Perinetti Alves-
Autor(es): dc.creatorRosa, João Aristeu da-
Autor(es): dc.creatorCastanho, Roberto Esteves Pires-
Autor(es): dc.creatorSauniti, Guilherme Lopes-
Autor(es): dc.creatorMedeiros Júnior, Hermano-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T16:46:56Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T16:46:56Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2000-12-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822000000600007-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/7986-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/7986-
Descrição: dc.descriptionA susceptibilidade de ninfas de 3º estádio de Rhodnius neglectus, R. robustus e Triatoma infestans às cepas Y e AMJM de Trypanosoma cruzi foi verificada utilizando xenodiagnóstico artificial. Para a leitura do xenodiagnóstico, as fezes dos triatomíneos foram examinadas a cada dois dias, a partir do 5º até o 31º dia pós infecção, pela técnica de compressão abdominal. Os resultados mostraram diferenças na susceptibilidade dos triatomíneos para as duas cepas estudadas e o período ótimo de leitura variou do 11º ao 19º dias para a cepa Y e do 11º ao 15º dias para a cepa AMJM. Também, pôde-se concluir que para a cepa Y, as três espécies de triatomíneos demonstraram boa susceptibilidade, enquanto para a cepa AMJM, a melhor susceptibilidade foi observada com R. neglectus, seguida pelo T. infestans e R. robustus.-
Descrição: dc.descriptionThe susceptibility of 3rd instar nymph of Triatominae Rhodnius neglectus, R. robustus and Triatoma infestans to Trypanosoma cruzi Y and AMJM strains was verified using artificial xenodiagnosis. After the accomplishment of the xenodiagnosis, the faeces of the Triatominae were analyzed on two-day intervals from day 5 until day 31 post infection, using the abdominal compression technique. The results showed differences in the susceptibility of the Triatominae for the two strains studied, and the optimal period reading differed from day 11 to day 19 for the Y strain and from day 11 to day 15 for the AMJM strain. For the Y strain, all three Triatominae species showed good susceptibility, whereas in the AMJM strain, the highest susceptibility was observed with R. neglectus, followed by T. infestans and R. robustus.-
Formato: dc.format559-563-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherSociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT-
Relação: dc.relationRevista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical-
Relação: dc.relation1.358-
Relação: dc.relation0,658-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectRhodnius neglectus-
Palavras-chave: dc.subjectRhodnius robustus-
Palavras-chave: dc.subjectTriatoma infestans-
Palavras-chave: dc.subjectTrypanosoma cruzi-
Palavras-chave: dc.subjectXenodiagnóstico artificial-
Palavras-chave: dc.subjectRhodnius neglectus-
Palavras-chave: dc.subjectRhodnius robustus-
Palavras-chave: dc.subjectTriatoma infestans-
Palavras-chave: dc.subjectTrypanosoma cruzi-
Palavras-chave: dc.subjectArtificial xenodiagnosis-
Título: dc.titleSusceptibilidade de Rhodnius neglectus, Rhodnius robustus e Triatoma infestans (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae) à infecção por duas cepas de Trypanosoma cruzi (Kinetoplastidae, Trypanosomatidae) utilizando xenodiagnóstico artificial-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.