Propagação de Dovyalis sp. pelo processo de mergulhia aérea

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorAlmeida, Eduardo José de-
Autor(es): dc.creatorJesus, Natanael de-
Autor(es): dc.creatorGanga, Rita Maria Devós-
Autor(es): dc.creatorBenassi, Antonio Carlos-
Autor(es): dc.creatorScaloppi Junior, Erivaldo José-
Autor(es): dc.creatorMartins, Antonio Baldo Geraldo-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T16:37:44Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T16:37:44Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2004-12-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452004000300033-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/3582-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/3582-
Descrição: dc.descriptionCom objetivo de avaliar a capacidade de propagação vegetativa de Dovyalis sp. pelo método da alporquia, realizou-se o presente trabalho. Foram utilizados ramos com cerca de 50 centímetros, os quais receberam os tratamentos: 0; 1.000; 3.000; 5.000 e 7.000 mg/kg de ácido indolbutírico (AIB) diluídos em lanolina, em duas épocas do ano: outono e primavera. No outono, considerou-se como subparcelas as localizações dos alporques por toda a planta, analisando-as como alporques da parte superior e inferior da copa e das faces norte e sul da planta. Na primavera, por insuficiência de ramos, apenas foram consideradas as doses com AIB. Nas épocas estudadas, o outono foi a que demonstrou maior percentagem de enraizamento e número de raízes (93,93 e 10,26 %, respectivamente). Obteve-se que o enraizamento independe da posição do ramo na planta, para esta época. O maior comprimento de raízes foi obtido na primavera.-
Descrição: dc.descriptionAiming to stud the capacity of vegetative propagation of Dovyalis sp. by layering method, this work was developed. It was used branches of 50 cm length, which received the following treatments: 0; 1,000; 3,000; 5,000 and 7,000 mg/kg of indolbutiric acid (IBA) diluted in lanolina, in two periods: autumn and spring. In autumn the layering was distributed in superior and inferior part of the canopy and north and south sides of the plant. In spring, due to few branches it was just considered treatments with IBA. The autumn period demonstrated the highest percentage of root formation (93.93 %) and number of roots (10.26 %), and the root formation do not depend on branch position on the plant. The highest length of root was obtained in spring.-
Formato: dc.format511-514-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherSociedade Brasileira de Fruticultura-
Relação: dc.relationRevista Brasileira de Fruticultura-
Relação: dc.relation0.475-
Relação: dc.relation0,410-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectDovyalis-
Palavras-chave: dc.subjectmarcottage-
Palavras-chave: dc.subjectauxin-
Palavras-chave: dc.subjectVegetative propagation-
Palavras-chave: dc.subjectDovyalis-
Palavras-chave: dc.subjectalporquia-
Palavras-chave: dc.subjectAuxina-
Palavras-chave: dc.subjectPropagação vegetativa-
Título: dc.titlePropagação de Dovyalis sp. pelo processo de mergulhia aérea-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.