Estudo comparativo dos métodos diagnósticos para Leishmaniose Visceral em cães oriundos de Ilha Solteira, SP

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorAssis, Juliana de-
Autor(es): dc.creatorQueiroz, Nina Marí Gual Pimenta de-
Autor(es): dc.creatorSilveira, Rita de Cássia Viveiros da-
Autor(es): dc.creatorNunes, Cáris Maroni-
Autor(es): dc.creatorOliveira, Trícia Maria Ferreira de Sousa-
Autor(es): dc.creatorNoronha Junior, Antonio Carlos Faconti de-
Autor(es): dc.creatorNeves, Maria Francisca-
Autor(es): dc.creatorMachado, Rosangela Zacarias-
Autor(es): dc.creatorBuzetti, Wilma Aparecida Starke-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T16:36:53Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T16:36:53Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2010-03-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.4322/rbpv.01901004-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/3115-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/3115-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionO objetivo da presente pesquisa foi avaliar comparativamente os métodos diagnósticos da Leishmaniose Visceral Canina (LVC), utilizando-se o ensaio imunoenzimático indireto (ELISA), a reação de imunofluorescência indireta (RIFI), a histoquímica (HE) e a imunoistoquímica (IMIQ) em tecidos de órgãos, como o baço, linfonodo e fígado. Além disso, a Reação em Cadeia pela Polimerase (PCR) das amostras de sangue e dos tecidos foi utilizada para comparar e confirmar os diagnósticos negativos e não conclusivos pelos métodos acima. Para esse estudo, foram utilizados 34 cães com diferentes sintomas da LVC, classificados em polissintomáticos, oligossintomáticos e assintomáticos e eutanasiados no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Ilha Solteira, SP. Os índices de positividade para os testes ELISA, IMIQ, RIFI e HE foram de 65,0, 62,0, 56,0 e 56,0%, respectivamente, sendo a maior positividade detectada nos cães polissintomáticos (92,0%), seguida pelos oligossintomáticos (57,0%) e assintomáticos (12,5%). A PCR confirmou os resultados positivos pelas outras técnicas e ainda detectou DNA do parasita nos tecidos de 100% dos cães negativos e em 89,0% dos suspeitos, elevando para 97,0% a positividade. em conclusão, a PCR demonstrou ser o método mais sensível e preciso para o diagnóstico definitivo da LVC.-
Descrição: dc.descriptionThe purpose of the present work was a comparative study of diagnostic methods for Canine Visceral Leishmaniasis (CVL) using serological methods, enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) and indirect fluorescent antibody test (IFAT), histochemical (HE) and immunohistochemical (IMHC) tests using spleen, lymph node and liver canine tissues. In addition, Polymerase Chain Reaction (PCR) was done in blood and in tissues in order to compare and confirm no conclusive and negative diagnosis by the methods above. For this study, 34 dogs were divided according to clinical signs in asymptomatic, oligosymptomatic and polisymptomatic Leishmania-infected dogs euthanized by Zoonotic Disease Control Center (CCZ) from Ilha Solteira, SP, Brazil. The positivism indexes of ELISA, IMHC, IFAT and HE were 65.0, 62.0, 56.0 and 56.0%, respectively with the highest numbers of positive dogs in polisymptomatic (92.0%) followed by oligosymptomatic (57.0%) and asymptomatic dogs (12.5%). Furthermore, PCR confirmed the positive results and detected DNA in tissues from 100% of negative dogs and 89.0% suspects raising the animal positivism index up to 97.0%. In conclusion, PCR was the most sensitive and a valuable method for a definitive CVL diagnosis.-
Formato: dc.format17-25-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherColégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária-
Relação: dc.relationRevista Brasileira de Parasitologia Veterinária-
Relação: dc.relation1.090-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectLeishmania (L.) chagasi-
Palavras-chave: dc.subjectImmunohistochemistry-
Palavras-chave: dc.subjectELISA-
Palavras-chave: dc.subjectIFAT-
Palavras-chave: dc.subjectPCR-
Palavras-chave: dc.subjectLeishmania (L.) chagasi-
Palavras-chave: dc.subjectImuno-histoquímica-
Palavras-chave: dc.subjectELISA-
Palavras-chave: dc.subjectRIFI-
Palavras-chave: dc.subjectPCR-
Título: dc.titleEstudo comparativo dos métodos diagnósticos para Leishmaniose Visceral em cães oriundos de Ilha Solteira, SP-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.