O crítico Machado de Assis e a Semana Literária

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorGrandolpho, Marina Venâncio-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-11T01:42:40Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-11T01:42:40Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-10-17-
Data de envio: dc.date.issued2019-10-17-
Data de envio: dc.date.issued2019-08-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/190761-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/190761-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Estudos Literários - FCLAR-
Descrição: dc.descriptionO objetivo do presente trabalho é apresentar os 30 textos publicados na coluna Semana Literária, dado que eles nunca foram publicados integralmente e/ou reunidos numa mesma edição até o presente momento, e tratar das significações desse compêndio crítico-literário publicado por Machado de Assis de janeiro a julho de 1866 no Diário do Rio de Janeiro, pensando-o como uma produção decisiva na formação do escritor-crítico oitocentista. A coluna será lida considerando a formação crítico-literária do autor carioca, demarcada pelo período que precede à sua publicação. Nesse sentido, o estudo que se apresenta procurará apontar a importância da Semana Literária para o contexto oitocentista, revelando o papel de crítico literário machadiano e o seu trabalho pedagógico, ensinando a autores da época, e a si mesmo, os caminhos literários possíveis. Além disso, buscar-se-á confirmar que a coluna em questão foi decisiva para os rumos do escritor carioca, operando, ao mesmo tempo, como um projeto crítico-literário machadiano, no qual ele expôs suas principais ideias sobre a crítica e a concepção literárias defendidas por ele, e como um “manual de literatura” (MASSA, 2008) oitocentista, posto que seus textos se apresentavam no sentido de orientar e aperfeiçoar execuções literárias, apresentando, descrevendo e explicando noções e/ou diretrizes que nesse ponto da formação machadiana já estavam consideravelmente desenvolvidas.-
Descrição: dc.descriptionThis thesis presents 30 articles published in the column Semana Literária that were never before reunited in a single volume up to the present time and discuss the meanings of this literary compendium written by Machado de Assis from January to July in 1866 for the Diário do Rio de Janeiro, a work that is analysed here as central in Machado de Assis’ critical and literary formation. The column will be read considering the author’s literary-critical formation, defined by the period that predates its publishing. In this sense, this study will seek to point at the relevance of the column to the 1800’s context, revealing the role of the literary critic in Assis’ work and his pedagogical effort, teaching other writers of the period and himself literary possible paths to follow. Besides that, this thesis intends to confirm that the column was decisive in Machado de Assis’ formation, operating, simultaneously, as a literary-critical machadian project, in which he exposed his main ideas on the critical and literary conceptions defended by him, and as a 1800’s “manual of Literature” (Massa, 2008), once his texts were written in the sense of orientating and perfecting literary executions, presenting, describing and explaining notions and/or orientations that in this point of his formation were already considerably well developed-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectMachado de Assis-
Palavras-chave: dc.subjectCrítica Literária-
Palavras-chave: dc.subjectSemana Literária-
Palavras-chave: dc.subjectLiterary Criticism-
Título: dc.titleO crítico Machado de Assis e a Semana Literária-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.