A reforma curricular paulista e a percepção docente acerca de sua implementação: estudo de caso de uma escola interiorana

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorOrtega, Daiani Vieira-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-11T01:07:32Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-11T01:07:32Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-08-09-
Data de envio: dc.date.issued2019-08-09-
Data de envio: dc.date.issued2019-06-24-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/183162-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/183162-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Educação - FCT-
Descrição: dc.descriptionEste trabalho desenvolveu-se no interior da linha de pesquisa “Formação dos Profissionais da Educação, Políticas Educativas e Escola Pública”, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP/Campus de Presidente Prudente. Nossa proposta foi analisar o processo de implementação da reforma curricular no estado de São Paulo, realizada durante a gestão de José Serra (2007-2010), e suas decorrências no trabalho docente, a partir da percepção de professores de uma escola estadual paulista. Diante do nosso objetivo precípuo e a partir de uma abordagem qualitativa, realizamos um estudo de caso em um pequeno município do interior do estado de São Paulo envolvendo pesquisa bibliográfica sobre a temática em tela, entrevista semiestruturada com professores que atuavam na rede estadual no ano da implementação da reforma e análise de documentos. A referida reforma foi formulada por especialistas em educação e implementada de forma vertical (de cima para baixo), sem que aa vozes que ecoam do chão das escolas fossem ouvidas. Uma nova concepção de ensino emergiu com ela, centrada no desenvolvimento de competências e habilidades e tendo no construtivismo seu aporte psicológico. Os resultados da pesquisa apontam que a falta de participação dos professores na formulação da reforma e as diferenças de concepção de educação presentes nos materiais advindos da mesma são responsáveis pela rejeição dos professores e adoção de estratégias de resistência. Na realidade pesquisada, mesmo diante do conjunto de ações que visaram garantir a consolidação da reforma (EFAP, SARESP, Bônus), os professores refletem sobre a prática pedagógica e adotam estratégias para construir um conhecimento contextualizado com a realidade dos seus alunos.-
Descrição: dc.descriptionThis research is linked to the line “Formação dos Profissionais da Educação, Políticas Educativas e Escola Pública” of the Programa de Pós-Graduação em Educação of the São Paulo State University/Presidente Prudente Campus. Our purpose was to analyze the implementation process of the São Paulo state curriculum reform, carried out during the José Serra management (2007-2010), and its consequences in the teacher work, from the perception of teachers of a school from the interior of the state. In view of our primary objective and using a qualitative approach, we made a case study involving bibliographical research on the subject matter, semi-structured interview with teachers who worked in the state network in the year of implementation of the reform and analysis of documents. The reform was formulated by education experts and implemented vertically (from top to bottom), without the voices echoing off the school floor being heard. A new conception of teaching emerged with it, centered in the development of competences and abilities and having in the constructivism its psychological contribution. The research results indicate that teachers' lack of participation in the formulation of the reform and the differences of the conception of education present in the materials resulting from it are responsible for the rejection by teachers and the adoption of resistance strategies. In the researched reality, even in the face of the set of actions that aimed to ensure the consolidation of the reform (EFAP, SARESP, Bonus), the teachers reflect on pedagogical practice and adopt strategies to build a knowledge contextualized with the reality of their students.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectPolítica educacional-
Palavras-chave: dc.subjectReforma curricular paulista-
Palavras-chave: dc.subjectPercepção docente-
Palavras-chave: dc.subjectEstado de São Paulo-
Palavras-chave: dc.subjectEducation policy-
Palavras-chave: dc.subjectSão Paulo State curriculum reform-
Palavras-chave: dc.subjectTeacher perception-
Palavras-chave: dc.subjectSão Paulo State-
Título: dc.titleA reforma curricular paulista e a percepção docente acerca de sua implementação: estudo de caso de uma escola interiorana-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.