Estudo fitoquímico e potencial biológico de cactos da Mata Atlântica do gênero Rhipsalis Gärtner (Cactaceae)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorKamikawachi, Renan Canute-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-11T01:00:32Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-11T01:00:32Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-03-18-
Data de envio: dc.date.issued2019-03-18-
Data de envio: dc.date.issued2019-02-15-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/181066-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/181066-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.description88882.180443/2018-01-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ciências Farmacêuticas - FCFAR-
Descrição: dc.descriptionApesar dos diversos relatos do uso de Rhipsalis Gaërtn (Cactaceae) por populações tradicionais no tratamento de uma gama de enfermidades, há pouquíssimos estudos fitoquímicos com esse grupo de cactos e por vezes estes são superficiais, apenas indicando a possível presença de algumas classes de produtos naturais. Ademais, estudos avaliando a atividade biológica de Rhipsalis são escassos. Neste viés, este trabalho objetivou investigar a composição química do gênero Rhipsalis e avaliar possíveis atividades ligadas à sua composição, subsidiando desta forma seu uso popular. Esta dissertação foi dividida e organizada da seguinte forma: a primeira parte apresenta uma introdução geral sobre plantas medicinais e sua importância, assim como uma revisão sobre estudos fitoquímicos em Cactaceae. Em seguida, foram redigidas três seções: na primeira, investigamos a composição química de Rhipsalis teres (Vell.) Steud identificando 5 saponinas derivadas do ácido oleanólico, 2 flavonoides C-glicosilados derivados da apigenina e 2 ácidos fenólicos; na segunda, investigamos a composição química do gênero Rhipsalis identificando 28 saponinas cujo core é o ácido oleanólico e 8 flavonoides, também sugerimos fingerprints para cada espécie avaliada com base nas substâncias majoritárias, os resultados quantitativos obtidos por UPLC-MS foram eficientes na identificação das espécies com base na filogenia; na terceira, avaliamos as atividades antioxidante, antifúngica e anti-inflamatória de espécies de Rhipsalis destacando-se como espécies mais promissoras a R. paradoxa no ensaio antioxidante e R. cereuscula no ensaio de atividade anti-inflamtória.-
Descrição: dc.descriptionDespite the several reports of the use of Rhipsalis Gaërtn (Cactaceae) by traditional populations in the treatment of a range of diseases, there are very few phytochemical studies with this group and sometimes these are superficial, only indicating the possible presence of some classes of natural products. In addition, there are very few studies evaluating the biological activity of Rhipsalis. Therefore, this work aimed to investigate the chemical composition of the genus Rhipsalis and to evaluate possible activities related to its composition, thus subsidizing its popular use. This dissertation was divided and organized as follows: the first part presents a general introduction on medicinal plants and their importance as well as a review on phytochemical studies in Cactaceae. Then, three sections were written: in the first one, we investigated the chemical composition of Rhipsalis teres, identifying 5 saponins derived from oleanolic acid, 2 C-glycosilated flavonoids derived from apigenin and 2 phenolic acids; in the second section, we investigate the chemical composition of the genus Rhipsalis identifying 28 saponins whose core is oleanolic acid and 8 flavonoids, we also suggested fingerprints for each species evaluated on the basis of the majority compounds, the quantitative results obtained by UPLC-MS were efficient in the identification of the species based on the phylogeny; in the third, we evaluated the antioxidant, antifungal and anti-inflammatory activities of Rhipsalis species, with R. paradoxa being the most promising species in the antioxidant assay and R. cereuscula in the anti-inflammatory assay.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectespectrometria de massas-
Palavras-chave: dc.subjectsaponinas-
Palavras-chave: dc.subjectfingerprints-
Palavras-chave: dc.subjectanti-inflamatória-
Palavras-chave: dc.subjectmass spectrometry, saponins, fingerprint, anti-inflammatory-
Palavras-chave: dc.subjectmass spectrometry-
Palavras-chave: dc.subjectsaponins-
Palavras-chave: dc.subjectanti-inflammatory-
Título: dc.titleEstudo fitoquímico e potencial biológico de cactos da Mata Atlântica do gênero Rhipsalis Gärtner (Cactaceae)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.