O ensino de filosofia no ensino médio técnico: o exercício de si como modo de vida filosófica

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorVandresen, Daniel Salésio-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-11T01:00:14Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-11T01:00:14Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-03-08-
Data de envio: dc.date.issued2019-03-08-
Data de envio: dc.date.issued2019-02-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/180960-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/180960-
Descrição: dc.descriptionNão recebi financiamento-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Educação - FFC-
Descrição: dc.descriptionEsta tese tem por objetivo problematizar o ensino de filosofia no Ensino Médio Técnico dos Institutos Federais, pensando a atitude do exercício de si como a tarefa filosófica para a educação tecnológica. A pesquisa parte do referencial teórico de Michel Foucault, principalmente nos conceitos da ontologia do presente e da estética da existência, para pensar uma prática filosófica que se realize como atitude crítica e como modo de vida. A filosofia entendida como problematização das práticas de si é o fio condutor pelo qual pensamos a formação ético-política. Estes conceitos nos conduziram a seguinte questão norteadora da tese: como praticar, no ensino médio técnico, a filosofia como exercício de si? Nossa hipótese interpretativa é de que a constituição da tecnicidade biopolítica da subjetividade moderna conduziu ao esquecimento da capacidade de exercitar-se a si mesmo como condição de ultrapassagem do assujeitamento do indivíduo, esse diagnóstico pode ser percebido tanto na educação tecnológica, como também no ensino de filosofia quando predomina a transmissão abstrata do conhecimento, não permitindo que aconteça o exercício de si como prática da liberdade. O ensino de filosofia na educação tecnológica constituiu nosso objeto de problematização e lugar de fala, onde pudemos diagnosticar a produção de uma subjetividade relacionada à ordenação dos processos técnicos da vida (biotécnica). Por isso, no decorrer dessa tese analisamos tanto a educação tecnológica e um determinado uso da técnica, como também o ensino de filosofia, questionando seu uso técnico e pensando outro uso a partir da tékhne de si. A partir dessa descrição, entendemos como fundamental que o ensino de filosofia potencialize outro sentido para a educação tecnológica, diagnosticando o uso da tecnologia como constituição do sujeito, denunciando seu assujeitamento biopolítico e suscitando por meio do exercício de si a realização do modo de ser êthos. Em nossa análise, observamos a necessária atenção cotidiana com as práticas, pois é pela problematização das práticas que se pode construir uma atitude de dessubjetivação, ou seja, é pensando a prática filosófica como desaprendizagem que fazemos do cuidado de si a questão política da dessubjetivação. Enfim, consideramos que a tarefa ético-política do ensino de filosofia no ensino médio técnico seja o de proporcionar a aprendizagem do cuidado de si, um cuidado que se realiza em uma vida que se arrisca nos exercícios de si. Por isso, convidamos: tu tens que exercitar tua vida como forma de atenção ao viver como acontecimento.-
Descrição: dc.descriptionThe aim of this thesis is to inquire the teaching of philosophy in the technical high school in the Federal Institutes thinking of the attitude of the exercise itself as a philosophical task for the technological education. The search starts from the theoretical reference from Michel Foucault, mainly in the concepts of ontology of the present and of the aesthetics of the existence to think the philosophical practice which can be achieved as a critical attitude and as a lifestyle. The philosophy understood as a problematization of the practices themselves is the conducting wire in which we think about the ethical policy formation. These concepts conducted us to the following question which guided us in this thesis: How can we practice in the technical high school the philosophy as an exercise itself? Our interpretive hypothesis is that the constitution of the bio political technicity of the modern subjectivity conducted to the forgetfulness of the capacity to exercise ourselves as a condition to overtaking the individual’s assembling. This diagnosis can be noticed both in technological education and in the teaching of philosophy when it predominates the abstract transmission of the knowledge not allowing that happens the exercise itself as a practice of freedom. The teaching of philosophy in the technological education compose our object of investigation and the place of speech, where we could diagnose the production of a subjectivity related to the order of the life’s technical process (biotechnical). Therefore, along this thesis we analyzed the technological education, a certain use of the technique and also the teaching of the philosophy analyzing its technical use and thinking about another use from the tékhne itself. From this description we understood that it is fundamental that the teaching of philosophy potentiate other sense for the technological education, diagnosing the use of the technology as a constitution of the subject, reporting its bio political assembling and evoking by the exercise itself the achievement in the way to be êthos. In our analysis we observed the necessity to have attention with our daily practices, because when we problematize the practices we can build an attitude of desubjectivation. In other words, it is necessary to think about the philosophical practice as a way of unlearning, in which we do from the care itself about the political question of the desubjectivation. Finally, we considered that the ethical political task in the technical high school is the possibility to provide the leaning of the care itself, a care that is performed in a life that ventures in the exercise itself. That’s why, we invite: you have to exercise your life as a way of attention to live as a happening.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectEnsino de filosofia-
Palavras-chave: dc.subjectTécnica-
Palavras-chave: dc.subjectExercício de si-
Palavras-chave: dc.subjectProblematização-
Palavras-chave: dc.subjectDesaprendizagem-
Palavras-chave: dc.subjectPhilosophy teaching-
Palavras-chave: dc.subjectTechnical-
Palavras-chave: dc.subjectExercise itself-
Palavras-chave: dc.subjectProblematization-
Palavras-chave: dc.subjectUnlearning-
Título: dc.titleO ensino de filosofia no ensino médio técnico: o exercício de si como modo de vida filosófica-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.