Entre vozes e digressões: uma leitura de Um tal Lucas (1979), de Julio Cortázar.

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorJuknevicius, Lucas Fernando Ribeiro-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-11T00:59:21Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-11T00:59:21Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-02-07-
Data de envio: dc.date.issued2019-02-07-
Data de envio: dc.date.issued2018-12-17-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/180679-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/180679-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Letras - FCLAS-
Descrição: dc.descriptionEste trabalho consiste numa leitura da obra Um tal Lucas (1979), de Julio Cortázar. Embora a produção cortazariana seja vasta e bastante explorada, o título em pauta não figura entre os mais abordados, fator que motivou a realização do presente estudo. Assim, o objetivo geral é discutir pontos importantes da construção narrativa, realizando uma leitura de forma a conjugar as várias partes do livro como sendo componentes de uma obra única, a partir da discussão de elementos como as configurações do narrador e suas vozes, a digressão como recurso literário, as referências intertextuais e a autorreferenciação, dentre outros aspectos. O aporte para as reflexões perpassa os trabalhos de Davi Arrigucci Jr. (1973), Saúl Yurkievich (1980), Roland Barthes (2012; 2017), Mikhail Bakhtin (2010; 2011), Oscar Tacca (1983) e Umberto Eco (1994), a fim de pensar a questão dos gêneros textuais e das vozes, e examinar como o corpus, de forma criativa, maneja os temas que apresenta. Como resultado, numa perspectiva mais ampla, o trabalho tenciona trazer a obra à luz, conferindo-lhe um lugar de maior evidência na bibliografia de Cortázar. Além disso, o estudo revela a engenhosidade na construção de Um tal Lucas descontruindo as barreiras convencionais dos gêneros, dos sujeitos e da escrita.-
Descrição: dc.descriptionThis paper consists of a reading of A certain Lucas (1979), of Julio Cortázar. Although the Cortazarian work is wide and has been vastly explored, this title does not figure among the most studied books, reason that has motivated the realization of this essay. Then, the general objective is to highlight some important points inside the narrative construction by reading in a way to combine the several parts as belonging to a unique work, based on a discussion of elements such as the narrator configurations and its voices, the digression as a literary process, the intertextual references and self-references, among other aspects. The theoretical support for these reflexions exceeds works of Davi Arrigucci Jr. (1973), Saúl Yurkievich (1980), Roland Barthes (2012; 2017), Mikhail Bakhtin (2010; 2011;2016), Oscar Tacca (1983), in order to think about textual genres and the voices and exanimate how the corpus, in a creative way, handle the themes. As a result, on the whole, the work intends to bring this book to the light, granting it as a mayor evidence place in Cortázar bibliography. Besides, this paper revels the ingenuity in A certain Lucas construction destroying the barriers of the genres, the subject and the writing.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectUm tal Lucas-
Palavras-chave: dc.subjectNarrativa argentina moderna-
Palavras-chave: dc.subjectIntertextualidade-
Palavras-chave: dc.subjectJulio Cortázar-
Palavras-chave: dc.subjectDigressão-
Palavras-chave: dc.subjectVozes Narrativas-
Palavras-chave: dc.subjectIntertextuality-
Palavras-chave: dc.subjectNarrative voices-
Título: dc.titleEntre vozes e digressões: uma leitura de Um tal Lucas (1979), de Julio Cortázar.-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.