Atuação do vírus da diarreia viral bovina na via reprodutiva de machos suínos

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorStorino, Gabriel Yuri-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-11T00:58:53Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-11T00:58:53Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-01-18-
Data de envio: dc.date.issued2019-01-18-
Data de envio: dc.date.issued2018-12-13-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/180493-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/180493-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionProcesso FAPESP: 2017/00950-0-
Descrição: dc.descriptionCAPES código de financiamento: 001 (372.235.048-46)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV-
Descrição: dc.descriptionInfecções causadas pelo Vírus da Diarreia Viral Bovina em suínos podem resultar em leucopenia transiente, gastroenterite crônica, septicemia, e lesões hemorragicas. Tanto o vírus da Peste Suína Clássica (PSC) quando do Peste Vírus Atípico (APPV) são excretados no sêmen de cachaços infectados. Por compartilharem de regiões conservadas e apresentarem similaridade antigênica, é possível que não sejam as únicas espécies pertencentes ao gênero Pestivirus que possam ser excretadas no sêmen de suínos infectados. Em um primeiro momento, foram selecionados seis machos treinados para colheita de sêmen em manequim, dos quais foram colhidas amostras de sangue, sêmen e suabe prepucial a cada quatro dias até o 52º dia pós-inoculação com BVDV-2. Posteriormente, oito fêmeas foram adquiridas e alocadas em dois grupos: o grupo controle (n=2) e o grupo inseminado com sêmen contaminado com BVDV-2 (n=6) em laboratório, com o objetivo de mimetizar a transmissão do BVDV-2 via inseminação artificial. As amostras de sangue dos machos e das fêmeas, sêmen e suabe preprucial colhidos, foram testadas para a detecção do RNA viral pela técnica de RT-PCR. Uma alíquota de sangue total dos cachaços foi utilizada para realização de análises hematológicas, as quais mostraram redução significativa na contagem de monócitos e aumento significativo na contagem de linfócitos quando comparados os períodos pré e pós-inoculação com BVDV-2. Os títulos de anticorpos neutralizantes foram determinados por virusneutralização. Nenhum dos animais apresentou sinais clínicos e não foi observada excreção do BVDV-2 na via reprodutiva ou piora nos parâmetros seminais avaliados. A transmissão de BVDV-2 via inseminação artificial sob condições experimentais não foi observada.-
Descrição: dc.descriptionThe Bovine Viral Diarrhea Virus infection in pigs can result in transient leukopenia, chronic gastroenteritis, septicemia, and hemorrhagic lesions. Both the Classical Swine Fever Virus (CSF) and the Atypical Porcine Pestvirus (APPV) are shedding in semen of infected boars. Because they share conserved regions and present antigenic similarity, they may not be the only species belonging to the genus Pestivirus that can be shed in the semen of infected boars. At first, six trained males were selected for semen collection on a dummy. From those animals were collected blood, semen and preputial swab every four days until the 52nd day after inoculation with BVDV-2. Posteriorly, eight females were acquired and allocated to two groups: the control group (n = 2) and the inseminated group with BVDV-2 contaminated semen (n = 6), aiming to mimic BVDV-2 transmission by artificial insemination. Blood samples from males and females, semen and preputial swab collected, were tested for viral RNA detection by the RT-PCR technique. An aliquot of whole blood from the boars was used to perform hematological analyzes, which showed a significant reduction in monocyte counts and a significant increase in lymphocyte count when comparing periods before and after inoculation with BVDV-2. Neutralizing antibody titers were determined by virus neutralization. None of the animals presented clinical signs and no BVDV-2 shed was observed in the reproductive route nor worsening in the seminal parameters evaluated. Transmission of BVDV-2 via artificial insemination under experimental conditions was not observed.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectInseminação artificial-
Palavras-chave: dc.subjectPestivirus-
Palavras-chave: dc.subjectPestivirus-
Palavras-chave: dc.subjectQualidade seminal-
Palavras-chave: dc.subjectSêmen-
Palavras-chave: dc.subjectArtificial insemination-
Palavras-chave: dc.subjectSeminal quality-
Palavras-chave: dc.subjectSemen-
Título: dc.titleAtuação do vírus da diarreia viral bovina na via reprodutiva de machos suínos-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.