Isolamento, caracterização molecular e soroepidemiológica da Leptospira spp. de suínos abatidos no Estado de São Paulo

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorBastos, Carla Resende-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-11T00:58:32Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-11T00:58:32Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-01-09-
Data de envio: dc.date.issued2019-01-09-
Data de envio: dc.date.issued2018-11-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/180378-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/180378-
Descrição: dc.descriptionConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionCNPq 141190/2016-7-
Descrição: dc.descriptionCAPES PDSE 88881.131604/2016-01-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV-
Descrição: dc.descriptionA carne suína é a proteína de origem animal mais produzida e consumida no mundo, sendo o Brasil o quarto no ranking de produção e exportação mundial, com perspectivas de crescimento. Devido à proximidade homem-animal deste seguimento, é fundamental que se conheça a sanidade dos suínos, e entre as diversas doenças deve-se destacar a leptospirose, uma importante zoonose de caráter ocupacional que atinge vários elos da cadeia produtiva, como: funcionários da granja, médicos veterinários, magarefes e a população em geral. O trabalho teve como objetivo geral realizar isolamento, caracterização molecular e soroepidemiológica da Leptospira spp. em suínos abatidos no Estado de São Paulo e como objetivos específicos identificar a variabilidade genética de forma acurada e determinar as sorovariedades presentes. Foram analisadas 1.284 amostras de sangue, 980 amostras de urina e 74 rins de suínos adultos, clinicamente saudáveis, oriundos de granjas das regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul, abatidos em 3 matadouros-frigoríficos localizados na Mesorregião de Ribeirão Preto no Estado de São Paulo, no ano de 2016. Para o diagnóstico sorológico foi utilizada a técnica de soroaglutinação microscópica com uma coleção de antígenos de 38 sorovares. As amostras de urina e rim foram semeadas em meios de cultivo, e os isolados foram confirmados e caracterizados pelas técnicas de sorogrupagem, PCR (gene lipL32), VNTR e sequenciamento nucleotídico dos genes rrs e secY, e os resultados obtidos foram utilizados para elaborar árvores filogenéticas. Pela técnica de isolamento foi possível ter êxito em 5 culturas, de amostras de tecido renal e urina de suínos, nomeadas Unesp01, Unesp02, Unesp03, Unesp04 e Unesp05, sendo encontradas leptospiras das especies L. interrogans e L. santarosai, dos sorogrupos: Icterohaemorrhagiae (Unesp01 e Unesp05), Autumnalis (Unesp02 e Unesp04) e Sejroe (Unesp03). No sequenciamento nucleotídico dos genes rrs (16S) e secY, as amostras Unesp01, Unesp02, Unesp04 e Unesp05 demonstraram 100% de similaridade com a sequência de Leptospira interrogans, e a amostra Unesp03 demostrou 99% de similaridade com a sequência da espécie L. santarosai. Na sorologia, observou-se 46,57% (598/1.284) de sororreagentes a pelo menos uma das 38 sorovariedades de Leptospira spp. utilizadas, apresentando reatividade a 86,84% (33/38) dos sorovares utilizados da coleção de antígenos. A caracterização sorológica e molecular é fundamental para a compreensão da epidemiologia da infecção por este importante agente etiológico. O isolamento propicia material para uma ampla variedade de análises e a possibilidade da utilização do isolado como parte da coleção de antígenos para os testes sorológicos, enquanto a sorologia dá subsídios em estudos em que não há disponibilidade de tempo ou amostra ideal para o isolamento. Os resultados do trabalho demonstram a circulação do agente nas granjas de suínos, condição de risco para os trabalhadores da cadeia produtiva da carne e para a saúde pública em uma visão geral.-
Descrição: dc.descriptionPork is the most widely consumed animal protein in the world, Brazil being the fourth largest producer and exporter in the world, with growth prospects. Due to the man-animal proximity of this follow-up, it is essential to know the sanity of the swines, and among the various diseases should be highlighted leptospirosis, an important occupational zoonosis that reaches several links in the production chain, such as: Farm employees, veterinarians, doctors and the population in general. The objective of this study was to isolate and characterize molecular and seroepidemiologically the Leptospira spp. in swine slaughtered in the State of São Paulo, and as specific objectives to identify the genetic variability in an accurate way and determine the serovarities present. A total of 1,284 blood samples, 980 urine samples and 74 kidneys, of clinically healthy adult swine, from Central-West, Southeast and South swine farms, slaughtered in three slaughterhouses located in the Meso-region of Ribeirão Preto, State of São Paulo, in the year 2016, were analyzed. For the serological diagnosis, the microscopic sero-agglutination technique was used with a collection of antigens of 38 serovars. Urine and kidney samples were seeded in culture media and the isolates were confirmed and characterized by serogrouping, PCR (lipL32 gene), VNTR, and nucleotide sequencing of the rrs and secY genes, and the results obtained were used to elaborate phylogenetic trees. The isolates were identified in five culture: Unesp01, Unesp02, Unesp03, Unesp04 and Unesp05, and leptospiras of the L. interrogans and L. santarosai species of the serogroups: Icterohaemorrhagiae (Unesp01 and Unesp05), Autumnalis (unesp02 and Unesp04) and Sejroe (Unesp03). In the nucleotide sequencing of the rrs and secY gene, the Unesp01, Unesp02, Unesp04 and Unesp05 samples demonstrated 100% similarity to the Leptospira interrogans sequence, and the Unesp03 sample demonstrated 99% similarity to the L. santarosai sequence. In serology, 46.57% (598/1,284) were seroreactors, observed in at least one of the 38 serovars of Leptospira spp. used, presenting reactivity to 86.84% (33/38) of the serovars used in the antigen collection. Serological and molecular characterization is fundamental for the understanding of the epidemiology of infection by this important etiological agent. The isolation provides material for a wide variety of analyzes and the possibility of using it as part of the collection of antigens for the serological tests, while the serology gives subsidies in surveys in studies where there is no time availability or ideal sample for isolation. The results of the work show the circulation of the agent in the pig farms, a risk condition for workers in the meat production chain and for public health in an overview.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectEspiroqueta-
Palavras-chave: dc.subjectZoonose-
Palavras-chave: dc.subjectLeptospirose-
Palavras-chave: dc.subjectEpidemiologia-
Palavras-chave: dc.subjectZoonosis-
Palavras-chave: dc.subjectLeptospirosis-
Palavras-chave: dc.subjectSus scrofa domesticus-
Palavras-chave: dc.subjectSpirochete-
Palavras-chave: dc.subjectEpidemiology-
Título: dc.titleIsolamento, caracterização molecular e soroepidemiológica da Leptospira spp. de suínos abatidos no Estado de São Paulo-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.