A organização do espaço rural: estrutura e lógica das propriedades rurais familiares em Ipeúna/SP

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorFernandes, Sibeli-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-11T00:27:14Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-11T00:27:14Z-
Data de envio: dc.date.issued2018-12-12-
Data de envio: dc.date.issued2018-12-12-
Data de envio: dc.date.issued2018-11-07-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/180211-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/180211-
Descrição: dc.descriptionConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionCNPq: 168222/2017-5.-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Geografia - IGCE-
Descrição: dc.descriptionO município de Ipeúna localiza-se no interior do estado de São Paulo, pequeno município urbano industrial, que mantém em seu território atividades industriais de significado econômico na área da metalurgia, agroindústria de frangos e aviação civil. Coloca-se no chamado quadrilátero açucareiro do Estado, área com grande densidade e intensidade da monocultura canavieira praticada em moldes convencionais, trazendo como consequência uma paisagem não diversa, além de uma pecuária pouco desenvolvida. Em contra partida, a estrutura fundiária é baseada em pequenas propriedades que configuram espaços com potencial para geração de trabalho e renda. A partir desse entendimento, defende-se aqui a tese que mesmo dentro de um espaço dominado pela produção moderna, representado pela monocultura canavieira e pela atividade pecuária pouco desenvolvida, além da presença de indústrias de representatividade nacional, é possível encontrarmos a lógica de organização familiar nas propriedades existentes, tendo em vista que o processo de ocupação do município esteve diretamente ligado à tradição agrícola com base no trabalho familiar. Em busca dessa comprovação definiu-se como objetivo geral caracterizar a organização do espaço rural no município de Ipeúna/SP, identificando a presença da lógica familiar e do potencial para multifuncionalidade, elencando o potencial produtivo, paisagístico, turístico e cultural das propriedades rurais. Para a realização desta pesquisa utilizou-se o método pluralista e as contribuições da abordagem sistêmica. Através de visitas, anotações em caderno de campo, aplicação de formulário (organizado segundo a divisão do sistema da agricultura e grau de modernização dos agricultores), tabulação, análise e compreensão dos elementos, foi possível demonstrar a estrutura e a lógica de organização das propriedades rurais. A presença da lógica de organização familiar pode ser identificada, como vulnerável, pois, a propriedade rural não é mais um local de moradia desses agricultores, tal motivo deve-se a falta de segurança. Para os proprietários de terra, a propriedade rural representa o local de produzir e trabalhar, já na perspectiva dos beneficiários de reforma agrária, o assentamento garante, um local de moradia, além disso, ele oferece uma série de atributos, como a força de trabalho, que favorecem a implantação de um modelo de fazer agricultura em moldes naturais. As famílias tradicionais do município não são agricultoras familiares, elas são proprietárias de terras. A produção de alimentos é diversificada, presente na maioria das propriedades e pode ser considerada como uma das premissas básicas na organização da agricultura familiar. A alternatividade dos produtos está representada pela produção de mandioca e milho. A cana-de-açúcar e a pecuária são as atividades tradicionais e mostram a integração dos agricultores com as indústrias. A introdução da multifuncionalidade da paisagem como uma estratégia de reprodução social e territorial, fortalecerá a agricultura familiar. É vontade do poder público local que o desenvolvimento rural de base natural e do turismo em área rural se concretize, é um projeto futuro do município. Para que isso se torne realidade é importante que ocorra a efetiva integração da iniciativa privada, do poder público e principalmente da comunidade na tomadas de decisões e na elaboração de políticas públicas.-
Descrição: dc.descriptionThe city of Ipeúna, in the countryside of the state of Sao Paulo, Brazil, is a small industrial urbanized city that houses significant industrial activities in metallurgy, industrial poultry farming, and civil aviation. It lays in a region known as the Brazilian sugar belt, where the conventional farming of sugar cane is widely spread and livestock production levels are low – making its landscape little diverse. In contrast, its land structure is based on small rural proprieties full of potential for fomenting labor activities and income raising. Thus, this study aims to state that, even in a region where modern farming plays a big whole – through sugar cane monoculture, low levels of livestock production, and big national enterprises – it is possible to find family-based organizations at small rural properties, once the settlement of the city was directly connected to traditional farming based on family farms. In order to substantiate such thesis, we aimed to characterize the organization of the rural area of the city of Ipeúna-SP, identifying the existence of family farms and their multifunctional potential when it comes to production, landscaping, tourism, and culture. To do so, this research used the pluralist method and systemic approach contributions. We could demonstrate the structure and organization of the rural properties of the city by visiting them and taking notes; applying forms (considering different farming systems and different levels of modernization of the farmers), and developing charts for analyzing and comprehending such features. We could identify that the family farm organization of the region is vulnerable. Farmers no longer live at their rural properties due to their lack of security. Landlords now see their rural properties as work and production places. But, on the perspective of people who were benefited with the land reform, land settlement ensures not only a place for living, but it also offers labor force for organizing farming in natural molds. The most traditional families in the city are not family-based farmers, but landlords. In the region, food production is diverse, widespread in most rural properties and may be considered one of the basic premises of family farm organization. Manioc and corn farming represents the variety of the harvests in the region. Sugar cane and livestock show how farmers interact with local industries. Introducing landscaping multi-functionalism as a strategy for social and territorial reproduction shall strength family-based agriculture in the city. Public authorities have plans to develop the city’s natural farming and rural tourism. To do so, it is important that private organizations gather with public authorities and the community for decision-making and the development of public policies.-
Descrição: dc.descriptionEl municipio de Ipeúna se localiza en el interior del estado de São Paulo, pequeño municipio urbano industrial, que mantiene en su territorio actividades industriales de significado económico en el área de la metalurgia, agroindustria de pollos y aviación civil. Se sitúa en el llamado cuadrilátero azucarero del Estado, área con gran densidad e intensidad de monocultivo de caña de azúcar practicada de formas convencionales, trayendo como consecuencia un paisaje no diverso, además de una pecuaria poco desarrollada. En contraposición, la estructura agraria se basa en pequeñas propiedades rurales que configuran espacios con potencial para generación de trabajo y rentabilidad. A partir de ese entendimiento, se defiende la tesis que, dentro de un espacio dominado por la producción moderna, representado por el monocultivo de caña y por la actividad pecuaria poco desarrollada, además de la presencia de industrias de representatividad nacional es posible encontrar la lógica de organización familiar en las propiedades existentes, teniendo en cuenta que el proceso de ocupación del municipio estuvo directamente relacionado a la tradición agrícola basada en el trabajo familiar. En la búsqueda de esta comprobación se definió como objetivo general caracterizar la organización del espacio rural en el municipio de Ipeúna/SP, identificando la presencia de la lógica familiar y del potencial para multifuncionalidad, enumerando el potencial productivo, paisajístico, turístico y cultural de las propiedades rurales. La presencia de la lógica de organización familiar puede ser identificada, como vulnerable, pues, la propiedad rural ya no es un lugar de vivienda de esos agricultores, tal motivo se debe a la falta de seguridad. Para los propietarios de tierras, la propiedad rural representa el lugar de producir y trabajar, ya en la perspectiva de los beneficiarios de reforma agraria, el asentamiento garantiza, un local de vivienda, ofrece una serie de atributos, como la fuerza de trabajo, que favorecen la implantación de un modelo de hacer agricultura de formas naturales. Las familias tradicionales del municipio no son agricultoras familiares, ellas son propietarias de tierras. La producción de alimentos es diversificada, presente en la mayoría de las propiedades y puede ser considerada como una de las premisas básicas en la organización de la agricultura familiar. La alternativa de los productos está representada por la producción de yuca y maíz. La caña de azúcar y la pecuaria son las actividades tradicionales y muestran la integración de los agricultores con las industrias. La introducción de la multifuncionalidad del paisaje como una estrategia de reproducción social y territorial, fortalecerá la agricultura familiar. Es interés del poder público local que el desarrollo rural de base natural y del turismo en área rural se concretice, es un proyecto futuro del municipio. Para que esto se realice es importante que ocurra la efectiva integración de la iniciativa privada, del poder público y principalmente de la comunidad en la toma de decisiones y en la elaboración de políticas públicas.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectOrganização do espaço rural-
Palavras-chave: dc.subjectIpeúna/SP-
Palavras-chave: dc.subjectPropriedades rurais-
Palavras-chave: dc.subjectDiversidade no campo-
Palavras-chave: dc.subjectOrganization of rural areas-
Palavras-chave: dc.subjectRural properties-
Palavras-chave: dc.subjectFarming diversity-
Palavras-chave: dc.subjectOrganización del espacio rural-
Palavras-chave: dc.subjectPropiedades rurales-
Palavras-chave: dc.subjectDiversidad en el campo-
Título: dc.titleA organização do espaço rural: estrutura e lógica das propriedades rurais familiares em Ipeúna/SP-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.