Relação entre o índice de massa corporal e a gravidade da asma em adultos

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorPelegrino, Nilva Regina Gelamo-
Autor(es): dc.creatorFaganello, Márcia Maria-
Autor(es): dc.creatorSanchez, Fernanda Figueirôa-
Autor(es): dc.creatorPadovani, Carlos Roberto-
Autor(es): dc.creatorGodoy, Irma de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T17:08:56Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T17:08:56Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2007-12-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132007000600006-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/17050-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/17050-
Descrição: dc.descriptionOBJETIVO: O aumento do índice de massa corporal (IMC) tem sido associado a uma maior prevalência da asma em adultos. O presente estudo tem o objetivo de avaliar a associação entre a prevalência da obesidade e a gravidade da asma. MÉTODOS: Prontuários de duzentos asmáticos acima dos 20 anos de idade foram avaliados retrospectivamente. A asma foi classificada quanto à gravidade através da história clínica e do diagnóstico registrados, dos resultados da espirometria e da medicação prescrita. O IMC foi calculado e foram considerados obesos os pacientes com IMC > 30 kg/m². RESULTADOS: 23% dos pacientes apresentavam asma intermitente, 25,5%, asma persistente leve, 24%, asma persistente moderada e 27,5%, asma persistente grave. O IMC < 29,9 kg/m² foi observado em 68% dos pacientes e em 32% o IMC foi > 30 kg/m². O odds ratio da relação entre a obesidade e a gravidade da asma foi de 1,17 (CI95%: 0,90-1,53; p > 0,05). CONCLUSÕES: Na amostra estudada não foi encontrada correlação entre a obesidade e a gravidade da asma nem no sexo masculino, nem no feminino.-
Descrição: dc.descriptionOBJECTIVE: Elevated values of body mass index (BMI) have been associated with higher prevalence of asthma in adults. The aim of the present study is to evaluate the association between obesity and asthma severity. METHODS: Medical records of two hundred patients older than 20 years of age were evaluated retrospectively. Asthma severity was established after the evaluation of the medical history and diagnosis recorded, spirometry results and the medicines prescribed. BMI was calculated and patients were classified as obese when the BMI was > 30 kg/m². RESULTS: 23% of the patients presented intermittent asthma, 25.5% presented mild persistent asthma, 24% presented moderate persistent asthma, and 27.5% presented severe persistent asthma. Values of BMI < 29.9 kg/m² were observed in 68% of the patients and in 32% the BMI was > 30 kg/m². The odds ratio of the correlation between obesity and asthma severity was 1.17 (95% CI: 0.90-1.53; p > 0.05). CONCLUSIONS: In the sample evaluated in this study no correlation between obesity and asthma severity was found for either gender.-
Formato: dc.format641-646-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherSociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia-
Relação: dc.relationJornal Brasileiro de Pneumologia-
Relação: dc.relation1.532-
Relação: dc.relation0,448-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectAsma-
Palavras-chave: dc.subjectÍndice de massa corporal-
Palavras-chave: dc.subjectDistribuição por sexo-
Palavras-chave: dc.subjectObesidade-
Palavras-chave: dc.subjectAsthma-
Palavras-chave: dc.subjectBody mass index-
Palavras-chave: dc.subjectSex distribution-
Palavras-chave: dc.subjectObesity-
Título: dc.titleRelação entre o índice de massa corporal e a gravidade da asma em adultos-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.