Avaliação reprodutiva do macho de Tomodon dorsatus (dipsadidae), do estado de São Paulo, nas diferentes estações do ano

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorAbud, Luciane Lily-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:42:32Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:42:32Z-
Data de envio: dc.date.issued2018-11-22-
Data de envio: dc.date.issued2018-11-22-
Data de envio: dc.date.issued2018-10-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/158322-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/158322-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Outro-
Descrição: dc.descriptionO ciclo reprodutivo das serpentes é caracterizado a partir de análises macroscópicas e histológicas do trato reprodutivo ao longo do ano. Estudos sobre eventos reprodutivos masculinos normalmente, não incluem qualquer análise microscópica, estando sujeitos a conclusões equivocadas. A histologia pode ser utilizada para caracterizar a condição testicular e ciclo espermatogênico em serpentes. Portanto, o uso dela é indispensável para o estudo do ciclo reprodutivo em serpentes. Este trabalho teve como objetivo realizar uma análise da morfologia do trato reprodutivo da serpente Tomodon dorsatus nas diferentes estações do ano. Para tanto, foram utilizados 50 espécimes de Tomodon dorsatus provenientes da coleção hepetológica do Instituto Butantan e 6 indíviduos vivos que foram eutanasiados posteriormente. O testículo, rim e ducto deferente foram mensurados e em seguida coletados fragmentos destinados para análise histológica. A largura do túbulo seminífero foi maior no outono (p=0,001); o epitélio obteve maior altura no verão (p=0,001). Os testículos estavam ativos ao longo do ano, porém, a espermiogênese obteve um pico no verão; no outono, a maioria dos indivíduos estava em espermiogênese ou iniciando a regressão; no inverno, alguns indivíduos estavam em recrudescência ou em regressão. Espermatozoides foram encontrados no lumem dos ductos deferentes em todas as estações do ano. O comprimento renal foi maior no outono (p=0,027) e não houve diferença significativa na largura renal (p=0,237). A largura do segmento sexual renal (SSR) foi maior no inverno (p=0,001), assim como a espessura do epitélio do SSR (p=0,001). Apesar da grande atividade testicular entre os indivíduos, o ciclo reprodutivo de Tomodon dorsatus pode ser considerado sazonal semi-sincrônico em nível populacional, devido ao pico de atividade espermiogênica na estação quente, e descontínuo em nível individual. O segmento sexual renal (SSR) apresentou variação ao longo do ano, ocorrendo hipertrofia no inverno e primavera, coincidindo com a época de cópula. Os machos de Tomodon dorsatus estocam espermatozoides nos ductos deferentes ao longo do ano.-
Descrição: dc.descriptionThe snake reproductive cycle is characterized by macroscopical and histological analysis of the reproductive tract. Studies on reproductive cycle in the male do not included histological analysis, which can lead a erroneous conclusions. The histology is used to characterized the testicular conditions and spermatogenesis in snakes. Thus, the histology is pivotal to study the reproductive cycle in snakes. The aim of this study was analysed the morphology of the male reproductive tract in the snake Tomodon dorsatus in the different seasons of the year. For this purpose, 50 specimens of Tomodon dorsatus from the hepetological collection of the Butantan Institute and 6 living individuals were used and later euthanized. The testicular, kidney and vas deferens were measured and then fragments were collected for histological analysis. The width of the seminiferous tubule was greater in the autumn (p = 0.001); the epithelium had higher height in the summer (p = 0.001). The testicles were active throughout the year, however, the spermiogenesis peaked in the summer; in the fall, most individuals were either in espemiogenesis or initiating regression; in winter, some individuals are in recrudescence or regression. There were spermatozoa in the lumen of the vas deferens at all seasons of the year. Renal length was higher in autumn (p = 0.027), width did not show a significant increase (p = 0.237). The width of the renal sexual segment (SSR) was higher in winter (p = 0.001), as well as the thickness of the SSR epithelium (p = 0.001). Despite the great testicular activity among individuals, the reproductive cycle of Tomodon dorsatus can be considered semi-synchronous seasonal at the population level, due to the peak of spermiogenic activity in the hot season, and discontinuous at the individual level. The sexual segment of the kidney (SSR) presented variation throughout the year, occurring hypertrophy in winter and spring, coinciding with the 4 copulation period. The males of Tomodon dorsatus stock spermatozoa in the vas deferens throughout the year.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectSerpentes-
Palavras-chave: dc.subjectMorfologia-
Palavras-chave: dc.subjectSegmento sexual renal-
Palavras-chave: dc.subjectBiologia reprodutiva-
Palavras-chave: dc.subjectSnakes-
Palavras-chave: dc.subjectMorphology-
Palavras-chave: dc.subjectSexual segment of the kidney-
Palavras-chave: dc.subjectReproductive biology-
Título: dc.titleAvaliação reprodutiva do macho de Tomodon dorsatus (dipsadidae), do estado de São Paulo, nas diferentes estações do ano-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.