ERADICATION PROGRAM OF FOOT AND MOUTH DISEASE IN THE STATE OF SÃO PAULO: EVALUATION OF OFFICIAL DATA OBTAINED BETWEEN 1997-2012

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorRodrigues, Acácio Romualdo Assoni-
Autor(es): dc.creatorOliveira, Luís Guilherme De-
Autor(es): dc.creatorGatto, Igor Renan Honorato-
Autor(es): dc.creatorAlmeida, Henrique Meiroz De Souza-
Autor(es): dc.creatorRossi, Gabriel Augusto Marques-
Autor(es): dc.creatorMechler, Marina Lopes-
Autor(es): dc.creatorSamara, Samir Issa-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:41:33Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:41:33Z-
Data de envio: dc.date.issued2018-11-12-
Data de envio: dc.date.issued2018-11-12-
Data de envio: dc.date.issued2017-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/1089-6891v18e-40675-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/157898-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/157898-
Descrição: dc.descriptionAbstract Foot and mouth disease (FMD), a highly contagious disease that affects cloven-hoofed animals, is known by the economic losses it causes in farms and in regions where it is endemic. The State of São Paulo has not recorded FMD outbreaks since 1996. Based on official data from 1997 to 2012, this study organized, analyzed, and confronted the following information with the current literature: a) the FMD vaccination rates from 1997 to 2012 in São Paulo; b) the results of the official monitoring designed to demonstrate the effectiveness of vaccination against FMD; c) the passive surveillance procedures and compliance with reports of suspected vesicular disease in the State of São Paulo; d) the results of the official monitoring designed to demonstrate the absence of viral circulation in the State of São Paulo; e) the relation between the preventive measures adopted by the veterinarian official service with the challenge of FMD outbreaks in other neighboring states. Finally, the description of the free area without vaccination implementation prospects for the State of São Paulo, classification granted by the World Organization for Animal Health (OIE). The data analysis showed that sanitary measures, strategies, and the methodology to assess the efficacy of the FMD eradication program in the State of São Paulo were efficient. Even though the data suggest that the state is able to upgrade to a FMD free area without vaccination, some aspects should be taken into account, such as the structure of the state's Official Veterinary Service, disease control programs in states epidemiologically related with São Paulo and the commitment of the whole supply chain with surveillance and eradication of FMD.-
Descrição: dc.descriptionResumo A Febre Aftosa (FA), doença altamente contagiosa que afeta os animais biungulados, é reconhecida pelos prejuízos econômicos nas propriedades e nas regiões onde é endêmica. O Estado de São Paulo não registra focos de FA desde 1996. A partir de dados oficiais obtidos de 1997 a 2012, este estudo organizou, analisou e confrontou as seguintes informações com a literatura pertinente: a) as taxas de vacinação contra FA de 1997 a 2012 no Estado de São Paulo; b) os resultados do monitoramento oficial delineado para demonstrar a eficiência da vacinação contra a FA; c) os procedimentos de vigilância passiva e de atendimento às notificações de suspeitas de doenças vesiculares no Estado de São Paulo; d) os resultados do monitoramento oficial delineado para demonstrar a ausência de circulação viral no Estado de São Paulo; e) a relação entre as medidas preventivas adotadas pelo serviço veterinário oficial diante de focos de FA em outros Estados limítrofes. Finalmente, foram descritas as perspectivas de implementação de área livre sem vacinação para o Estado de São Paulo, classificação outorgada pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). A análise dos dados demonstrou que as medidas, estratégias e métodos de avaliação do programa de erradicação da FA aplicadas no Estado São Paulo foram eficientes para o objetivo a que se propõem. Apesar dos pontos analisados apresentarem-se favoráveis à mudança de classificação do Estado de São Paulo para área livre de FA sem vacinação, outros aspectos deverão ser verificados, como a estrutura do Serviço Veterinário Oficial estadual, o nível de controle de Estados com vínculo epidemiológico com o Estado de São Paulo e o comprometimento de toda a cadeia produtiva com a vigilância da FA.-
Formato: dc.format--
Idioma: dc.languageen-
Publicador: dc.publisherUniversidade Federal de Goiás-
Relação: dc.relationCiência Animal Brasileira-
Relação: dc.relation0,216-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectanimal health program-
Palavras-chave: dc.subjectcloven-hoofed animals-
Palavras-chave: dc.subjectvaccination-
Palavras-chave: dc.subjectvesicular disease-
Palavras-chave: dc.subjectanimais biungulados-
Palavras-chave: dc.subjectdoença vesicular-
Palavras-chave: dc.subjectprograma sanitário animal-
Palavras-chave: dc.subjectvacinação-
Título: dc.titleERADICATION PROGRAM OF FOOT AND MOUTH DISEASE IN THE STATE OF SÃO PAULO: EVALUATION OF OFFICIAL DATA OBTAINED BETWEEN 1997-2012-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.