Revisão taxonômica das espécies do grupo Moenkhausia oligolepis (Teleostei: Ostariophysi: Characiformes)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorReia, Lais-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:29:20Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:29:20Z-
Data de envio: dc.date.issued2018-04-23-
Data de envio: dc.date.issued2018-04-23-
Data de envio: dc.date.issued2018-02-22-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/153684-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/153684-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ciências Biológicas (Zoologia) - IBB-
Descrição: dc.descriptionO gênero Moenkhausia ainda se encontra alocado como incertae sedis na família Characidae, com 88 espécies válidas. Moenkhausia oligolepis foi investigada com o intuito de verificar se esta representa uma única espécie ou um complexo de espécies, buscando assim esclarecer questões taxonômicas sobre o gênero. Além de M. oligolepis analisamos as espécies M. sanctaefilomenae, M. forestii e M. australe, pois observamos que estas são mais similares entre si quando comparadas as outras espécies do grupo “complexo Moenkhausia oligolepis/M. sanctaefilomenae”. Sendo assim, estamos considerando essas quatro espécies como o grupo “Moenkhausia oligolepis”. Foram analisados, através de dados morfométricos e merísticos, 321 lotes, totalizando 1522 espécimes disponíveis em coleções ictiológicas brasileiras e estrangeiras. A partir de nossas analises, foram identificadas e propostas duas novas espécies, distribuídas nas bacias dos rios Tapajós (Moenkhausia sp. n.1) e Guaporé (Moenkhausia sp. n.2). Nossos resultados não suportam a hipótese proposta por Benine et al. (2009), de que Moenkhausia oligolepis represente um complexo de espécies, uma vez que não foram detectados caracteres morfológicos diagnósticos justificando a separação e descrição tradicional entre os táxons dos rios Amazonas, Araguaia e Paraguai. Aqui, apontamos as variações morfológicas populacionais de M. oligolepis, como também discussões sobre sua distribuição e a sua relação com algumas espécies do complexo Moenkhausia oligolepis/M. sanctaefilomenae. As redescrições de M. australe e M. sanctaefilomenae são apresentadas com comentários, e ampliamos a distribuição de M. forestii para o rio Mamoré.-
Descrição: dc.descriptionThe genus Moenkhausia remaining as incertae sedis in the Characidae, with 88 valid species. Moenkhausia oligolepis was investigated in order to verify if it represents a single species or a complex, with the intention to illuminate taxonomic issues about the genus. Beside to M. oligolepis we analyzed the species M. sanctaefilomenae, M. forestii and M. australe, because we observed that these species are more similar to each other when compared to the other species of the group "Moenkhausia oligolepis / M. sanctaefilomenae complex ". Therefore, we are considering these four species as the group "Moenkhausia oligolepis". 321 lots were analyzed through morphometric and meristic data, totaling 1522 specimens available in Brazilian and foreign ichthyological collections. From our analyzes, two new species were identified and proposed, distributed in the rivers Tapajós (Moenkhausia sp. n.1) and Guaporé (Moenkhausia sp. n.2) basins. Our results do not support the hypothesis that Moenkhausia oligolepis is a species complex as proposed by Benine et al. (2009), since no morphological diagnostic characters were observed justifying the separation and traditional description among the taxa of the rivers Amazonas, Araguaia and Paraguay basins. Here we point out the population morphological variations of M. oligolepis, as well as discussions about their distribution and their relationship with some species of the Moenkhausia oligolepis / M. sanctaefilomenae complex. The redescriptions of M. australe and M. sanctaefilomenae are presented with comments and we have extended a distribution of M. forestii to the Mamoré River.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectMoenkhausia sanctaefilomenae-
Palavras-chave: dc.subjectM. australe-
Palavras-chave: dc.subjectM. forestii-
Palavras-chave: dc.subjectpeixes neotropicais-
Palavras-chave: dc.subjectdiversidade-
Palavras-chave: dc.subjecttaxonomia alfa-
Palavras-chave: dc.subjectMoenkhausia sanctaefilomenae-
Palavras-chave: dc.subjectM. australe-
Palavras-chave: dc.subjectM. forestii-
Palavras-chave: dc.subjectalpha taxonomy-
Palavras-chave: dc.subjectneotropical fish-
Palavras-chave: dc.subjectdiversity-
Título: dc.titleRevisão taxonômica das espécies do grupo Moenkhausia oligolepis (Teleostei: Ostariophysi: Characiformes)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.