Helmintos parasitas de Ameivula pyrrhogularis (Squamata: Teiidae) na caatinga, Brasil

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorSilva, Lidiane Aparecida Firmino da-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:28:46Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:28:46Z-
Data de envio: dc.date.issued2018-04-12-
Data de envio: dc.date.issued2018-04-12-
Data de envio: dc.date.issued2018-02-26-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/153498-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/153498-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ciências Biológicas (Zoologia) - IBB-
Descrição: dc.descriptionA Caatinga é um ecossistema a ser investigado, pois apresenta distintos ambientes e uma fauna endêmica de lagartos. Ameivula pyrrhogularis é um teídeo encontrado no Nordeste, na zona de transição entre Caatinga, Cerrado e floresta estacional decidual e, até o presente momento, nenhum estudo parasitológico foi conduzido para esta espécie. A presente pesquisa teve como objetivo registrar o parasitismo em A. pyrrhogularis procedentes de quatro áreas do Ceará. É apresentado um inventário das espécies de helmintos, o qual foi constituído de nove taxa: Oochoristica travassosi (Cestoda), cistacantos (Acanthocephala), larvas de nematoide não identificadas, Cruzia sp., Oswaldofilaria sp., Physaloptera sp. e espécimes adultos de Parapharyngodon sp., Pharyngodon cesarpintoi e Physalopteroides venancioi (Nematoda). Para estes parasitas, foram verificados os parâmetros de infecção, trazendo a informação dos hospedeiros em que estas espécies já foram registradas. Foi observado que fatores biológicos (ontogenia, tamanho e sexo) do hospedeiro não influenciaram a abundância parasitária, mas significativas diferenças foram constadas de acordo com as estações e localidade analisadas, sendo que as maiores abundâncias de parasitas foram registradas em período de estiagem e em área conservada, indicando que os helmintos podem ser favorecidos em seus ciclos biológicos pela condição ambiental. Foi caracterizada a dieta de A. pyrrhogularis e demonstrado que a mesma sofre influencia espacial, o que reflete na disponibilidade de presas. Além disso, é sugerido que os itens alimentares possivelmente estejam associados aos helmintos parasitas, visto que as Ordens Coleoptera, Lepidoptera e Orthoptera mostraram-se correlacionadas com a abundância de O. travassosi.-
Descrição: dc.descriptionThe Caatinga is a Brazilian ecosystem still to be investigated due to its different environments and an endemic fauna of lizards. Ameivula pyrrhogularis belongs to the Teiidae and is found in the Northeast of Brazil, in the transition area between Caatinga, Cerrado, and temporary deciduous forest. To date, any parasitological study has been performed for this species. This research aimed to record the parasitism in A. pyrrhogularis from four areas of Ceará State, Brazil. An inventory of the helminth species is presented, which was composed by nine taxa: Oochoristica travassosi (Cestoda), cystacanths (Acanthocephala), larvae of unidentified nematode, Cruzia sp., Oswaldofilaria sp., Physaloptera sp., and adult specimens of Parapharyngodon sp., Pharyngodon cesarpintoi, and Physalopteroides venancioi (Nematoda). Infection parameters were verified for these parasites, bringing information on the hosts in which these species have already been registered. It was observed that biological factors (ontogeny, size, and sex) of the hosts did not influence the parasite abundance, but significant differences were recorded according to stations and locations, with the greatest parasite abundance reported in the dry season, indicating that the helminths can be favored in their biological cycles by environmental conditions. The diet of A. pyrrhogularis was characterized and showed that it is spatially influenced, which reflects the availability of prey. Moreover, it is suggested that food items may be associated with parasitic helminths since the orders Coleoptera, Lepidoptera, and Orthoptera have been correlated with the abundance of O. travassosi.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectParasitismo-
Palavras-chave: dc.subjectCestoide-
Palavras-chave: dc.subjectNematoides-
Palavras-chave: dc.subjectDieta-
Palavras-chave: dc.subjectLagarto-
Palavras-chave: dc.subjectParasitism-
Palavras-chave: dc.subjectCestodes-
Palavras-chave: dc.subjectNematodes-
Palavras-chave: dc.subjectDiet-
Palavras-chave: dc.subjectLizard-
Título: dc.titleHelmintos parasitas de Ameivula pyrrhogularis (Squamata: Teiidae) na caatinga, Brasil-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.