Estudo de sinais e sintomas da disfunção temporomandibular em crianças brasileiras

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorGoberna Fernandez, Isadora Martinelli Gonçalves-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:28:05Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:28:05Z-
Data de envio: dc.date.issued2018-04-02-
Data de envio: dc.date.issued2018-04-02-
Data de envio: dc.date.issued2018-03-02-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/153316-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/153316-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ciências Odontológicas - FOAR-
Descrição: dc.descriptionTemporomandibular Dysfunctions (TMD) include clinical problems involving the temporomandibular joint (TMJ), facial muscles, and other structures. In children, the epidemiology of TMD have not yet been well established. Thus, the objective of this study was to investigate the prevalence of signs and symptoms of Temporomandibular Dysfunction (TMD) and its association with systemic condition, medical and dental history, and demographic information, in dental records of children aged 3 to 9 years assisted in a preventive clinic of a public university, during 2009-2016. The clinical records of children (n=356) who attended at the Preventive and Sanitary Dentistry Clinic II of São Paulo State University, School of Dentistry of Araraquara were evaluated and the following data were collected: TMD signs and symptoms (response variable, through 8 questions of the Fonseca Anamnestic Index, answered jointly by the children and parents/guardians to the students of the third year of graduation in Dentistry), medical history and systemic condition, deleterious oral habits, oral condition, access to the dentist, oral hygiene and demographic data. The data were analyzed descriptively and through association tests, with a5% significance level. The independent variables with p<0.15 and with at least 5 cases per category were selected for a multiple logistic regression model. The prevalence of at least one TMD sign and/or symptom was 19.9%, with a high frequency of "yes" answers to the questions that addressed: joint noise and ear pain or near it. In multiple logistic regression, older children or those with dry mouth were more likely to have TMD signs and symptoms (p≤0,026). It was concluded that the prevalence of signs and symptoms of TMD reported was 19.9% and was significantly associated with age and the presence of dry mouth.-
Descrição: dc.descriptionAs Disfunções Temporomandibulares (DTM) compreendem problemas clínicos envolvendo a articulação temporomandibular (ATM), os músculos da face e outras estruturas. Em crianças, a epidemiologia da DTM ainda não está claramente estabelecida. Assim, o objetivo deste estudo foi investigar a prevalência de sinais e sintomas de DTM e a sua associação com condição sistêmica, história médica, odontológica e informações demográficas, em prontuários odontológicos de crianças de 3 a 9 anos de idade atendidas em uma clínica de prevenção de uma universidade pública, durante o período de 2009-2016. Os prontuários clínicos de crianças (n=356) atendidas na Clínica de Odontologia Preventiva e Sanitária II da Faculdade de Odontologia de Araraquara – UNESP, durante o período de 2009-2016, foram avaliados e os seguintes dados foram coletados: sinais e sintomas de DTM (variável resposta, através de 8 perguntas do Índice Anamnésico de Fonseca, respondidas em conjunto pelas crianças e pais/responsáveis aos alunos do terceiro ano de graduação em Odontologia), história médica e condição sistêmica, hábitos bucais deletérios, condição bucal, acesso ao dentista, higiene bucal e informações demográficas. Os dados foram analisados de forma descritiva e por meio de testes de associação, com nível de significância de 5%. As variáveis independentes que apresentaram p<0,15 e, com pelo menos 5 casos por categoria, foram selecionadas para um modelo de regressão logística múltipla (RLM). A prevalência de pelo menos um sinal e/ou sintoma de DTM foi de 19,9%, com maior frequência de respostas “sim” para as questões que tratavam de: ruídos na ATM e dor no ouvido ou na região próxima a ele. Na RLM, as crianças mais velhas, bem como aquelas com relato de presença de boca seca apresentaram maior probabilidade de ter sinais e sintomas de DTM (p≤0,026). Conclui-se que a prevalência de sinais e/ou sintomas de DTM foi de 19,9% e esteve significativamente associada à idade e presença de boca seca.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectDor facial.-
Palavras-chave: dc.subjectCriança.-
Palavras-chave: dc.subjectSinais e sintomas.-
Palavras-chave: dc.subjectSíndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular.-
Palavras-chave: dc.subjectFacial pain.-
Palavras-chave: dc.subjectChild.-
Palavras-chave: dc.subjectSigns and symptoms.-
Palavras-chave: dc.subjectTemporomandibular Joint Dysfuction Syndrome.-
Título: dc.titleEstudo de sinais e sintomas da disfunção temporomandibular em crianças brasileiras-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.