O papel da Escherichia coli na retocolite ulcerativa

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCanhizares, Thaisy Milanelli-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:21:06Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:21:06Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-08-25-
Data de envio: dc.date.issued2017-08-25-
Data de envio: dc.date.issued2017-08-04-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/151404-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/151404-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ciências Biológicas (Genética) - IBB-
Descrição: dc.descriptionRetocolite Ulcerativa (RU) é um tipo de patologia que acomete o cólon intestinal, se apresentando na forma de lesões superficiais de gravidade variável. Não possui causa definida, mas sabe-se que é influenciada por fatores genéticos e ambientais, na qual, esse último, inclui um desequilíbrio na composição de espécies da microbiota intestinal. Escherichia coli (E. coli), uma das bactérias que se encontra aumentada nesses pacientes, tem sido foco de estudos de caracterização, com o objetivo de esclarecer sua participação na etiologia ou complicação dos sintomas da doença. Esse trabalho adotou essa abordagem para a caracterização de uma coleção de E. coli isoladas de portadores de RU atendidos no Hospital das Clínicas da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (HC/UNESP) de Botucatu, com base em sua capacidade de produção de biofilme, sorotipagem e filotipagem. Juntamente a esses testes, foi realizada uma revisão bibliográfica sobre a possível relação da E. coli com a RU. O objeto de estudo dos testes foi uma coleção de E. coli composta por 68 isolados bacterianos de 34 portadores de RU e 44 de 22 indivíduos controle (CO). A tipagem bacteriana teve como foco genes que identificam os sorogrupos O25 e O83 e determinação de filogrupos da coleção de referência de E. coli (EcoR – A, B1, B2 e D). Os resultados obtidos foram: 1) predomínio de E. coli dos filogrupos B2 e A nos grupos CO (54,5% x 26,5%, p=0,01) e de portadores de RU (32,4% x 9,1%, p=0,04) respectivamente, 2) no grupo portador de RU, 8,8% e 11,8% dos indivíduos apresentaram os sorogrupos O25 e O83, respectivamente e, entre os CO, a prevalência de ambos os sorogrupos foi de 4,5% e, 3) isolados produtores de biofilme forte (Fo), moderado (Mo) e fraco (Fra) foram encontrados em 45,5%, 22,7% e 27,3% dos CO, respectivamente. Em portadores de RU, a prevalência foi de 32,4%, 8,8% e 14,7%, respectivamente. A divergência nos dados de filotipagem em relação à literatura denota o caráter de extensa variabilidade observada nas populações naturais de E. coli e que dificulta sua vinculação com a causa da RU. A ausência de diferença na prevalência de isolados produtores de biofilme entre os grupos sugere que tal propriedade não pode ser vinculada a um eventual potencial de E. coli em provocar ou complicar os sintomas da RU. A análise bibliográfica mostrou resultados divergentes sobre a relação da E. coli na RU, possivelmente devido às variações no método de colheita, características teciduais e método de quantificação das culturas, sendo necessário mais pesquisas sobre o tema para sua maior clareza.-
Descrição: dc.descriptionUlcerative colitis (UC) is a type of pathology that affects the intestinal colon, presenting as superficial lesions of different severity. It has no defined cause, but it is known to be influenced by genetic and environmental factors, which includes an imbalance in the composition of species of the intestinal microbiota. Escherichia coli (E. coli), one of the bacteria that is increased in these patients, has been the focus of characterization studies, to clarify its participation in the etiology or complication of the disease’s symptoms. Following a line of research already consolidated in our laboratory, this work adopted this approach for the characterization of a collection of E. coli isolated from UC patients treated at the HC / UNESP of Botucatu, based on its biofilm production capacity, serotyping and filotyping. Also, a literature review was performed on the possible relationship between E. coli and UC. The study’s object of these tests was a collection of E. coli composed of 68 bacterial isolates from 34 UC carriers and 44 from 22 control individuals (CO). Bacterial typing focused on genes that identify the O25 and O83 serogroups and determination of phylogroups from the E. coli reference collection (EcoR - A, B1, B2 and D). The results obtained were: 1) Predominance of E. coli of the phylogenetic groups B2 and A in the CO groups (54.5% x 26.5%, p = 0.01) and in the UC group (32.4% x 9, 1, p = 0.04), respectively. 2) In the UC group, 8.8% and 11.8% of the individuals had serogroups O25 and O83, respectively, and among CO, the prevalence of both serogroups was 4,5% and, 3) Isolated producers of strong (St), moderate (Mo) and weak (We) biofilms were found in 45,5%, 22,7% e 27,3% of the CO, respectively. In UC patients, the prevalence was 32.4%, 8.8% and 14.7%, respectively. The divergence in the data of phylotyping in relation to the literature denotes the character of extensive variability observed in the natural populations of E. coli and that makes it difficult to be linked to the cause of the UC. The absence of a difference in the prevalence of biofilm isolates among the groups suggests that such property can’t be linked to an eventual potential of E. coli to cause or complicate UC symptoms. The literature analysis showed divergent results on the relationship of E. coli and UC, possibly due to variations in the collection method, tissue characteristics and quantification method of the cultures, being necessary more researches on the subject for its greater clarity.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectEscherichia coli-
Palavras-chave: dc.subjectRetocolite ulcerativa-
Palavras-chave: dc.subjectFatores envolvidos-
Palavras-chave: dc.subjectFatores de virulência-
Palavras-chave: dc.subjectPatogênese-
Palavras-chave: dc.subjectUlcerative colitis-
Palavras-chave: dc.subjectFactors involved-
Palavras-chave: dc.subjectVirulence factors-
Palavras-chave: dc.subjectPathogenesis-
Título: dc.titleO papel da Escherichia coli na retocolite ulcerativa-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.