Do espaço ao lugar: contribuições para a qualificação dos espaços para bebês e crianças pequenas

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCocito, Renata Pavesi-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:19:56Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:19:56Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-06-30-
Data de envio: dc.date.issued2017-06-30-
Data de envio: dc.date.issued2017-05-17-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/151013-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/151013-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Educação - FCT-
Descrição: dc.descriptionA pesquisa “Do espaço ao lugar – contribuições para a qualificação dos espaços para bebês e crianças pequenas” está vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia de Presidente Prudente/SP. O objeto da investigação é o espaço no âmbito da Educação Infantil e seu objetivo geral é compreender como os espaços para bebês e crianças pequenas podem ser organizados e estruturados de maneira que possam constituir-se em lugar e um elemento curricular, alinhado a uma perspectiva crítica de educação e à autonomia da criança. A pesquisa apresenta como objetivos específicos: Definir os conceitos de espaço, ambiente e lugar considerando a indissociabilidade entre os mesmos e o potencial transformador da organização do espaço para a qualidade da educação de crianças; discutir como a organização do espaço para bebês e crianças pequenas é abordada nos documentos oficiais brasileiros e em pesquisas brasileiras; refletir sobre o papel do professor de Educação Infantil diante da organização do espaço e da constituição do lugar; propor ações em que a organização do espaço atue como promotora da qualificação dos espaços para crianças e potencialmente constituidora de identificação do espaço como lugar. O espaço é considerado um elemento curricular. A pesquisa parte da hipótese de que a organização dos espaços pode favorecer a edificação de uma Educação Infantil de qualidade. Trazemos como problemática: como os espaços devem ser estruturados de forma que possam agir como um elemento potencialmente promotor da qualidade na educação de bebês e crianças pequenas? A fundamentação teórica se sustenta em quatro áreas do conhecimento: Educação, Geografia, Arquitetura e Urbanismo e Psicologia. A pesquisa qualitativa caracteriza-se como do tipo documental e bibliográfica. São apresentadas propostas para a (re)estruturação dos espaços de instituições que atendem bebês e crianças pequenas de maneira que favoreçam o acolhimento, o sentimento de pertença e a constituição do espaço como lugar, destacamos: Cantos e Cantos Temáticos, Territórios de Aprendizagem e o Cesto dos Tesouros. Com base em característica do ambiente apresentamos questionamentos acerca das especificidades dos seguintes elementos: espaço, sala de referência, decoração, mobiliário, materiais e prática pedagógica. Com relação ao professor de Educação Infantil evidenciamos características de cunho objetivo, subjetivo e formativo, que tem por finalidade oferecer subsídios para a edificação da prática pedagógica relacionada a organização do espaço. Foram tecidos caminhos para o planejamento e estruturação do trabalho docente com enfoque na apropriação do espaço como lugar. Este direcionamento da ação docente perpassa, obrigatoriamente, pela reflexão: voltarse para si, para seu entorno e para sua prática. Destacamos que o processo “do espaço ao lugar” é possível de ser vivenciado nas instituições, no entanto é necessário reflexão, ação, envolvimento, oportunidades, formação, decisão, compreensão e aproximação da equipe pedagógica com os conceitos de espaço, ambiente e lugar. Evidenciamos que o lugar é onde queremos que nossas crianças estejam: elas estão no espaço e se relacionam no ambiente, mas desejamos que vivenciem e interiorizem o espaço da instituição como lugar. A pesquisa procura incidir nesta trajetória e fazer com que os caminhos para a constituição do lugar sejam percorridos nas instituições.-
Descrição: dc.descriptionThe study "From space to place - contributions to the qualification of spaces for babies and young children" is part of the Postgraduate Program in Education of the Faculty of Science and Technology of Presidente Prudente / SP. The aim of the study was to investigate the space on Early Childhood Education and understand how spaces for babies and young children can be organized and structured in order to be constituted in a place and a curricular element, aligned to a critical perspective of education and to the autonomy of the child. The specific objectives were: define the concepts of space, environment and place considering the inseparability between them and the transformative potential of the organization of space for the quality of education of children; discuss how the organization of space for babies and young children is addressed in official Brazilian documents and in Brazilian research; reflect about the role of the preschool teacher in the organization of space and the constitution of the place; propose actions in which the organization of the space promote the qualification of spaces for children and potentially constitute the identification of space as a place. The space is considered a curricular element. The study starts from the hypothesis that the organization of the spaces can favor the construction of a Child Education with quality. The guiding question of the study was how spaces must be structured in such a way that they can act as an element that potentially promotes quality in the education of infants and young children? The theoretical basis was based on four areas of knowledge: Education, Geography, Architecture and Urbanism and Psychology. The qualitative research was characterized as documentary and bibliographic type. For the proposals presented for the (re)structuring of the spaces of institutions that attend babies and young children favoring the reception, the feeling of belonging and the constitution of space as place, we highlighted: Songs and Thematic Songs, Learning Territories and the Basket of Treasures. Based on the characteristics of the environment, we presented questions about the specificities of the following elements: space, reference room, decoration, furniture, materials and pedagogical practice. Among the Infant Education teacher, we showed objective, subjective and formative characteristics that aimed to offer subsidies for the construction of the pedagogical practice related to the organization of space. Teaching methods were used to plan and structure teaching work with a focus on the appropriation of space as a place. This direction of the teaching action necessarily goes through the reflection: turning to oneself, to its environment and its practice. We highlighted that the process "from space to place" is possible to be experienced in institutions, however it is necessary to reflection, action, involvement, opportunities, formation, decision, understanding and approach of the pedagogical team with the concepts of space, environment and place. We evidenced that the place is where we want our children to be: they are in space and relate to the environment, but we want them to experience and internalize the space of the institution as a place. The study was focus on this trajectory and walked paths for the constitution of the place to be followed for the institutions.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectEducação infantil-
Palavras-chave: dc.subjectEspaço-
Palavras-chave: dc.subjectAmbiente-
Palavras-chave: dc.subjectLugar-
Palavras-chave: dc.subjectOrganização do espaço-
Título: dc.titleDo espaço ao lugar: contribuições para a qualificação dos espaços para bebês e crianças pequenas-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.