Crioterapia digital em equinos: avaliação doppler ultrassonográfica arterial

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorRivera, Gabriela Gomes-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:19:33Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:19:33Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-06-08-
Data de envio: dc.date.issued2017-06-08-
Data de envio: dc.date.issued2017-04-28-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/150868-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/150868-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionProcesso FAPESP: 2016/00663-7-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Cirurgia Veterinária - FCAV-
Descrição: dc.descriptionO uso da crioterapia digital tem sido utilizado como tratamento adjuvante nos casos de laminite equina. No entanto, os mecanismos e a real eficácia desse tratamento ainda precisam ser avaliados, pois mesmo na medicina humana ainda há falta de consenso quanto a sua eficácia. Com base nisso, o objetivo deste estudo foi analisar os efeitos da crioterapia sobre a perfusão digital dos equinos. Para tal, foram utilizados oito equinos hígidos sem histórico de afecções podais. Realizou-se uma avaliação dos efeitos locais e sistêmicos da crioterapia sobre a vascularização da artéria digital por Doppler espectral e registro da pressão arterial digital do membro torácico esquerdo (tratado) e do membro torácico direito (não tratado). As avaliações foram realizadas previamente (basal) em ambos os membros, e posteriormente à imersão do membro torácico esquerdo em solução refrigerada (4ºC) por 60 minutos ininterruptos, com intervalos de 10 minutos entre as avaliações. A análise multivariada mostrou que 37,2% da variação total dos parâmetros arteriais é explicada devido à associação entre o diâmetro, a área, o fluxo sistólico e médio (processo 1), 26% da variação total é explicada pela associação de pressão sistólica, diastólica e média (processo 2), 21% é atribuída à velocidade sistólica e média (processo 3) e 12%, à velocidade diastólica (processo 4). Os resultados não obtiveram diferença significativa no fator tratamento (p > 0,1) para todos os processos. Também não houve diferença significativa no fator temporal (p > 0,1), exceto o processo 3 e 4. Sendo que o processo 3 teve diferença significativa no fator interação (p < 0,1), o que não foi obtido no processo 4. O processo 3 (p < 0,05) apresentou um comportamento de efeito de 3°grau, o que aliás não foi visto nenhuma equação que elucidasse o membro não tratado. No caso de significância na análise de variância modelo misto (p ≤ 0,1) foi realizado o desdobramento dos processos avaliados. Para o desdobramento objetivando comparações múltiplas foi utilizado o teste Fisher (p ≤ 0,1) e obteve-se diferença significativa no membro tratado entre o T20 – T30, T20 – T40, T30 – T60 e T40 – T60 no processo 3 e no processo 4 no T60 em relação T0 – T40. Para as comparações entre os tratamentos utilizou-se o teste-T não paramétrico (p ≤ 0,05) e obteve-se diferença significativa no T50 entre os membros. Houve também diferença significativa em relação à correlação negativa no coeficiente de Pearson (p ≤ 0,1) entre os processo 1 e 3 em relação ao membro tratado, que obteve um coeficiente fraco (-0,32) e especificamente no T10, que apresentou um coeficiente moderado (- 0,63). Os resultados sugerem possível ação local da água resfriada, visto que apenas o membro tratado, no processo 3, apresentou variações ao longo do tempo. Além do mais, devido à alta variabilidade dos processos, é possível inferir que, embora não tenha havido diferença entre os processos (p > 0,05), principalmente entre 1 e 2, houve significância fisiológica do tratamento. As variações das médias observadas para o membro tratado indicaram ativação do sistema simpático. Esta, por sua vez, foi a responsável pela redução das variáveis do processo 1 e elevação das pressões do processo 2, para o membro tratado. As alterações observadas no membro tratado, principalmente em T10, identificado pelo coeficiente de correlação de Pearson, sugerem ativação de mecanismos de controle neuronais locais para manter o fluxo vascular local. Sugere-se que a ação local da água resfriada sobre microcirculação digital pode interferir na hemodinâmica local das artérias digitais palmares.-
Descrição: dc.descriptionCryotherapy has been extensile used as adjuvant treatment in cases of equine laminites, despite scientific evidence to sustain its efficacy and lack of consensus regarding its efficiency, even on human medicine. Therefore, we assessed the effects of cryotherapy over digital perfusion of horses. To that purpose, eight healthy adult horses, with no previous history of laminitis, were used. The local and systemic effects of cryotherapy were assessed by spectral Doppler ultrasound and mean arterial pressure acquisition of the left thoracic limb (treated limb) and right thoracic limb (no treated limb). Data was recorded previously (baseline) and at 10- minute intervals in between evaluations following immersion of the left thoracic limb into a cooled solution (4 oC), for 60 minutes. A multivariate analysis was used for statistical purposes. Digital artery diameter, area, systolic and mean arterial flow were intimately correlated (process 1) and were responsible for 37.2% of the variability observed on arterial parameters. Twenty-six percent of the variability were associated to the systolic, diastolic and mean systemic arterial pressure (process 2), 21% to systolic and mean blood velocity (process 3) and 12% was correspondent to diastolic velocity (process 4). No statistical significance was observed for treatment (p > 0.1), regarding all processes. There was statistical difference between treated and nontreated limbs regarding Process 3 at T50 (t-test, p ≤ 0.05). Similarly, regarding treated limb, a statistical difference was observed between T20 and T30, T20 and T40, T30 and T60, and T40 and T60 (Fisher test, p ≤ 0.1). Process 3 showed a 3rd degree effect (p < 0.05), which, incidentally, no equation was found to elucidate the untreated limb. Furthermore, a discreet (- 0.32) negative product Pearson correlation (p ≤ 0.1) was observed between products 1 and 3 (p =0,02) for the treated limb which was more pronounced (-0.63) at T10 (p = 0.09). Results suggest local action of the cooled water most promptly on the treated limb. Process 3 data on this appendix responded differently throughout treatment when compared to the untreated limb. Moreover, although there was no difference in between processes (p > 0.05), mainly between processes 1 and 2, it is possible to indicate there was physiological implications associated to the cryotherapy significant because of the high variability observed for the processes. Mean variations observed for the treated limb strongly suggest activation of the sympathetic nervous system in response to treatment. Activation of the sympathetic nervous system was likely responsible for reduction on variables of process 1 and increase in pressure values of process 2 for the treat limb. Response of treated limb to treatment throughout time, investigated by Pearson‟s product correlation, suggests activation of local neuronal control mechanisms, in order to maintain local flow. This response was more significant at T10. It is believed powerful protection mechanisms present within the hoof may have been activated and its action most likely minimized local and systemic effects of cryotherapy over digital palmar artery hemodynamics. It is suggested that the local action of the cooled water on digital microcirculation may interfere with the local hemodynamics of the digital palm arteries.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectCavalo-
Palavras-chave: dc.subjectDoppler espectral-
Palavras-chave: dc.subjectFluxo arterial-
Palavras-chave: dc.subjectGelo-
Palavras-chave: dc.subjectVascularização-
Palavras-chave: dc.subjectArterial flow-
Palavras-chave: dc.subjectEquine-
Palavras-chave: dc.subjectIce-
Palavras-chave: dc.subjectSpectral Doppler-
Palavras-chave: dc.subjectVascularization-
Título: dc.titleCrioterapia digital em equinos: avaliação doppler ultrassonográfica arterial-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.