Uso de esponja cirúrgica em enxertos cutâneos associado ao plasma rico em plaquetas em coelhos (Oryctolagus cuniculus)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorPazzini, Josiane Morais-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:17:08Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:17:08Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-04-12-
Data de envio: dc.date.issued2017-04-12-
Data de envio: dc.date.issued2017-03-23-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/150128-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/150128-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionCNPq: 147728/2016-9-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Cirurgia Veterinária - FCAV-
Descrição: dc.descriptionEnxertos cutâneos são segmentos da epiderme e derme completamente removido da região doadora e transferidos para o local receptor, sem a presença de pedículo vascular. O curativo compressivo é recomendado por otimizar o contato do enxerto com o leito da ferida. O sucesso da cicatrização dos enxertos depende de adequada angiogênese, e por serem desprovidos de pedículo vascular o procedimento cirúrgico pode ser comprometido. Assim, para evitar complicações o plasma rico em plaquetas (PRP) é uma substância que estimula a angiogênese e auxilia na reparação tecidual. Sendo assim, delineou-se um estudo a fim de avaliar a eficácia do gel de PRP associado com esponjas cirúrgicas favorecerem a integração do enxerto ao leito receptor nos modelos de enxertos em camada e malha. Foi realizado no Hospital Veterinário da UNESP, câmpus de Jaboticabal – SP, um estudo com 64 coelhos, separados em oito grupos, com oito animais, todos submetidos à técnica de cirurgia reconstrutiva para confecção de enxerto. Os grupos foram compreendidos em: Gprpc (gel de PRP sem associação da esponja cirúrgica no enxerto de camada), Gprpce (gel de PRP associado com esponja cirúrgica como forma de curativo no enxerto de camada), Gcc (solução fisiológica 0,9% sem associação da esponja cirúrgica no enxerto de camada), Gcce (solução fisiológica 0,9% associada com esponjas cirúrgicas no enxerto de camada), Gprpm (gel de plasma PRP sem associação da esponja cirúrgica no enxerto de malha), Gprpme (gel de PRP associado com esponja cirúrgica como forma de curativo no enxerto de malha), Gcm (solução fisiológica 0,9% sem associação da esponja cirúrgica no enxerto de malha), e Gcce (solução fisiológica 0,9% associada com esponjas cirúrgicas no enxerto de malha). Realizaram-se avaliações macroscópicas das lesões após três, sete e 14 dia. Realizou-se as avaliações microscópicas com 15 dias do procedimento cirúrgico após a eutanásia dos animais. Os dados obtidos foram submetidos à análise estatística (teste t emparelhado, teste de Kruskal-Wallis, análise de variância (teste F), teste de Tukey, sendo p<0,05). A concentração plaquetária da amostra final do PRP foi significativa quando comparada com a inicial, indicando aumento do número de plaquetas; presença de edema foi significativa nos grupos Gprpc e Gcce com 3 e 7 dias; exsudato foi significativo no 3º e 7º no Gprpme e Gprpm; coloração no 14º dia foi signifivativa no Gprpm e Gprpc; aspecto cosmético no 7º dia foi significativo no Gprpce e no 14º dia foi significativo no Gprpc e Gcc; presença das células mononucleares foi significativo no Gcme; presença de polimorfonucleares foi significativa no Gcme e Gcc; proliferação de fibroblastos foi significativa no Gprpc e Gprpm; a colagenização avaliando colágeno tipo I e III houve diferença significativa, sendo presença significativa o tipo I no Gprpme; hemorragia foi significativa no Gcme.Dessa forma, conclui-se que o emprego do plasma rico em plaquetas na forma de gel em enxertos cutâneos associando no pós-operatório esponjas cirúrgicas como curativo compressivo favorecerem sua integração ao leito receptor sem a presença prévia de tecido de granulação.-
Descrição: dc.descriptionSkin grafts are segments of the epidermis and dermis completely removed from the donor region and transferred to the receptor site without the presence of vascular pedicle. Pressure dressing after surgery is recommended to optimize the contact of the graft to the wound bed, and allow proper angiogenesis. The success of the healing of the grafts depends on proper angiogenesis, and being devoid of vascular pedicle the surgical procedure may be compromised. Thus, to avoid complications platelet rich plasma (PRP) is a substance that has been investigated for having angiogenesis factors which stimulate and aid in tissue repair. Thus, it outlined a study to assess the efficacy of PRP gel employment associated with surgical sponges to improve the integration of the graft in the recipient bed models grafts mesh and tier. It was held at the Veterinary Hospital UNESP, campus of Jaboticabal - SP, a study of 64 rabbits, divided into eight groups with eight animals, all underwent reconstructive surgery technique for making graft. The groups were comprised of: Gprpc received PRP gel unassociated surgical sponge in the tier graft, Gprpce received PRP gel associated with surgical sponge as a way of dressing in tier graft, Gcc received 0.9% saline without association surgical sponge in tier graft, Gcce received 0.9% saline solution associated with surgical sponges in the tier graft, Gprpm received plasma PRP gel unassociated surgical sponge in mesh graft, Gprpme received PRP gel associated with surgical sponge as way of dressing in mesh graft, Gcm receive 0.9% saline solution without associated surgical sponge in mesh graft and Gcce receive 0.9% saline solution associated with surgical sponges in mesh graft. Evaluations were performed macroscopic lesions after three, seven, and 14 days of surgery. To evaluate the wound healing took place microscopic evaluations with 15 days of surgery after euthanasia of animals. The data were submitted to statistical analysis (paired t test, Kruskal-Wallis test, F test, Tukey test, p <0.05). Platelet concentration of PRP final sample was significant when compared to the baseline, indicating an increase in platelets; edema was significant in Gprpc and Gcce with 3 and 7 days, respectively; exudate was significant in 3rd and 7th in Gprpme and Gprpm respectively; coloring on the 14th day was significant in Gprpm and Gprpc; cosmetic appearance on the 7th day was significant in Gprpce and at day 14 was significant in Gprpc and Gcc; presence of mononuclear cells was significant in Gcme; presence of polymorphonuclear, was significant in Gcme and Gcc; fibroblast proliferation was significant in Gprpc and Gprpm; colagenous evaluating collagen type I and III were no significant differences when compared, with a significant presence in the type I in Gprpme; hemorrhage was significant in Gcme. It is concluded that the use of platelet-rich plasma in the form of gel skin grafts involving postoperative surgical sponge as a pressure dressing to improve the integration of the graft to the receptor without previous presence of granulation tissue.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectEnxertos cutâneos-
Palavras-chave: dc.subjectCurativo compressivo-
Palavras-chave: dc.subjectAngiogênese-
Palavras-chave: dc.subjectPRP-
Palavras-chave: dc.subjectCoelho-
Título: dc.titleUso de esponja cirúrgica em enxertos cutâneos associado ao plasma rico em plaquetas em coelhos (Oryctolagus cuniculus)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.