Detecção sorológica e caracterização molecular de agentes transmitidos por artrópodes em animais selvagens e domésticos na região do Pantanal sul matogrossense

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorSousa, Keyla Carstens Marques de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:16:56Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:16:56Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-03-29-
Data de envio: dc.date.issued2017-03-29-
Data de envio: dc.date.issued2017-02-03-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/149980-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/149980-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionProcesso FAPESP: 2013/13186-5-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV-
Descrição: dc.descriptionAs enfermidades transmitidas por artrópodes vêm sendo recentemente estudadas em animais selvagens brasileiros, os quais podem atuar como hospedeiros tanto para os vetores quanto para os patógenos, muitos dos quais apresentam potencial zoonótico. O presente estudo tem como objetivo investigar a ocorrência de agentes transmitidos por artrópodes (agentes Anaplasmataceae, Bartonella spp., mycoplasmas hemotróficos, Rickettsia spp., Hepatozoon spp. e piroplasmideos) em animais selvagens, cães domésticos e seus respectivos ectoparasitos, amostrados na região do Pantanal sul matogrossense, por meio de métodos sorológicos e moleculares. Para tal, 31 Nasua nasua, 78 Cerdocyon thous, sete L. pardalis, 42 cães, 110 roedores e 30 marsupiais foram capturados. Os carrapatos recolhidos (1582) dos animais pertenciam às espécies Amblyomma sculptum, Amblyomma parvum, Amblyomma ovale, Amblyomma tigrinum, Rhipicephalus microplus, Rhipicephalus sanguineus sensu lato e Amblyomma auricularium. Adicionalmente, 80 pulgas Polygenis (Polygenis) bohlsi bohlsi foram recolhidas. Quatorze (17,9%) C. thous, sete (16,6%) cães e um (3,2%) N. nasua mostraram-se soropositivos (títulos≥80) para Ehrlichia canis, com títulos de anticorpos variando de 80 a 1280. Nenhum animal mostrou-se soropositivo Anaplasma phagocytophilum. Nove cães, dois C. thous, um N. nasua, oito roedores, cinco marsupiais e um pool de pulgas P. (P.) b. bohlsi mostram-se positivos para Ehrlichia spp. Todos os cães e o pool de pulgas P. (P.) b. bohlsi positivos para Ehrlichia spp. foram também positivos em para o ensaio em tempo real quantitativo (qPCR) para E. canis, baseado no gene dsb. Sete N. nasua, dois C. thous, um L. pardalis, quatro roedores, três marsupiais, 15 carrapatos A. sculptum, dois A. ovale, dois A. parvum e um pool de larvas de Amblyomma spp. foram positivos para Anaplasma spp. Co-positividade ou co-soropositividade para Ehrlichia spp. e Anaplasma spp. foi observada em dois cães, um N. nasua, um C. thous e dois marsupiais. Trinta e cinco roedores selvagens e três pools de pulgas P. (P.) b. bohlsi, mostraram-se positivos nos ensaios moleculares para Bartonella spp. A análise filogética revelou que pelo menos dois genótipos diferentes estão circulando entre os roedores amostrados no bioma Pantanal. Os resultados parciais sugerem que a pulga P. (P.) b. bohlsi possa estar atuando como um possível vetor de Bartonella nesta região. Vinte e quatro N. nasua, três C. thous, dois cães e um roedor mostraram-se positivos para Mycoplasma spp. A análise filogenética apontou que os cães, C. thous e N. nasua aparentam estar sendo parasitados pela mesma espécie de Mycoplasma spp., filogenéticamente relacionada a M. haemocanis/M. haemofelis e que provavelmente um novo genótipo de Mycoplasma spp. está circulando entre os N. nasua e C. thous amostrados no bioma Pantanal. Vinte e sete (64,2%) cães, 59 (7,6%) C. thous e seis (85,7%) L. pardalis mostraram-se soropositivas para pelo menos uma espécie de Rickettsia. Para 17 (40,4%) cães, 33 (42,3%) C. thous e dois (33,3%) L. pardalis, foram observadas reações homólogas para Rickettsia amblyommatis. Cento e dezesseis carrapatos (93 A. parvum, 14 A. sculptum, três A. auricularim e seis pools de larvas de Amblyomma) e uma amostra de sangue obtida de C. thous, mostraram-se postivas nos ensaios para as espécies de Rickettsia do grupo da febre maculosa. As amostras seqüenciadas obtidas dos carrapatos A. parvum, mostraram-se filogenéticamente relacionadas com 'Candidatus Rickettsia andeanae'. Uma alta ocorrência de Hepatozoon foi encontrada nos carnívoros amostrados (C. thous [91,02%], cães [45,23%], N. nasua [41,9%] e L. pardalis [71,4%]), porém nenhum artrópode mostrou-se positivo. Adicionalmente, 24 roedores e um marsupial também mostraram-se positivos para Hepatozoon spp. Com base na análise filogenética, os C. thous, L. pardalis, N. nasua, cães, roedores e marsupiais aparentam não estar sendo parasitados pela mesma espécie de Hepatozoon spp. Sete cães, um C. thous, cinco L. pardalis, três N. nasua, seis roedores, oito carrapatos A. parvum, dois A. sculptum e um A. ovale mostraram-se positivos para os ensaios PCR de piroplasmídeos. Genótipos filogeneticamente relacionados com Babesia canis vogeli foram detectados em seis cães e cinco roedores. Genótipos filogeneticamente relacionados com Babesia caballi foram detectados em um C. thous, um cão, um carrapato A. ovale e um A. sculptum e genótipos relacionados com Babesia bigemina e Babesia bovis foram detectados em quatro carrapatos A. parvum. Quatro sequências obtidas de A. parvum, três N. nasua e um roedor mostraram-se filogeneticamente relacionadas com Theileria equi. Por fim, Cytauxzoon spp. foi detectado em quatro L. pardalis .O presente trabalho mostra, portanto, a ocorrência de agentes transmitidos por artrópodes vetores em animais selvagens e domésticos no Panatanal sul matogrossense.-
Descrição: dc.descriptionThe diseases transmitted by arthropods have been recently studied in Brazilian wildlife, which can act as hosts for vectors and pathogens, many of which have zoonotic potential. The present work aimed to investigate the occurrence of tick-borne agents (Anaplasmataceae agents, Bartonella spp., hemotropic mycoplasmas, Rickettsia spp., Hepatozoon spp. and piroplasms) in wild animals, domestic dogs and their respective ectoparasites, in southern Pantanal region, central-western Brazil, by serological and molecular assays. For this reason, 31 Nasua nasua, 78 Cerdocyon thous, seven L. pardalis, 42 dogs, 110 rodents and 30 marsupials were captured. The ticks collected (1582) from animals belonged to the species Amblyomma sculptum, Amblyomma parvum, Amblyomma ovale, Amblyomma tigrinum, Rhipicephalus microplus, Rhipicephalus sanguineus sensu lato and Amblyomma auricularium. Additionally, 80 Polygenis (Polygenis) bohlsi bohlsi fleas were collected. Overall, 14 (17.9%) C. thous, seven (16.6%) dogs and one (3.2%) N. nasua were seroreactive (titer≥80) to Ehrlichia canis, with titers ranging from 80 to 1280. No animal showed to be seroreactive for A. phagocytophilum antigen. Nine dogs, two C. thous, one N. nasua, eight rodents, five marsupials and one P. (P.) b. bohlsi pool were positive for Ehrlichia spp. All positive dogs and the only P. (P.) b. bohlsi pool positive for Ehrlichia spp. were also positive in specific E. canis-qPCR based on dsb gene. Seven N. nasua, two dogs, one C. thous, one L. pardalis, four rodents, three marsupials, 15 A. sculptum, two A. ovale, two A. parvum and one Amblyomma larvae pool were positive for Anaplasma spp. Co-positivity or co-seropositivity for Ehrlichia spp. and Anaplasma spp. was observed in two dogs, one N. nasua, one C. thous and two marsupials. Thirty-five rodents and three P. (P.) b. bohlsi flea pools, showed to be positive to Bartonella spp. in the molecular assays. The phylogenetic analysis revealed that at least two different genotypes are circulating among the rodents sampled in the Pantanal biome. Partial results suggest that the flea P. (P.) b. bohlsi may be acting as a possible Bartonella vector in this region. Twenty-four N. nasua, three C. thous, two dogs and one rodent, were positive for Mycoplasma spp. Phylogenetic analysis indicated that dogs, C. thous and N. nasua appear to share the same Mycoplasma spp. species, closely related to M. haemocanis / M. haemofelis and probably a new genotype of Mycoplasma spp. is circulating among the N. nasua and C. thous sampled in the Pantanal biome. Overall, 27 (64.2%) dogs, 59 (75.6%) C. thous and six (85.7%) L. pardalis were seroreactive to at least one Rickettsia species. For 17 (40.4%) dogs, 33 (42.3%) C. thous, and two (33.3%) L. pardalis, homologous reactions to Rickettsia amblyommatis were suggested. One hundred and sixteen ticks (93 A. parvum, 14 A. sculptum, three A. auricularim and six Amblyomma larvae pools) and one blood sample obtained from C. thous showed positive results for Rickettsia spotted fever group species. The sequenced samples obtained from A. parvum ticks showed to be closely related to 'Candidatus Rickettsia andeanae'. A high occurrence of Hepatozoon was found in carnivores (C. thous [91.02%], dogs [45.23%], N. nasua [41.9%] and L. pardalis [71.4%]), however no arthropod showed positive results. Additionally, twenty-four rodents and a marsupial also showed positivity to Hepatozoon spp. Based on phylogenetic analysis, C. thous, L. pardalis, N . nasua, dogs, rodents and marsupials appear not to share the same of Hepatozoon species. Seven dogs, one C. thous, five L. pardalis, three N. nasua, six rodents, eight A. parvum, two A. sculptum and one A. ovale were positive for piroplasmids-PCR assays. Genotypes closely related to Babesia vogeli were detected in six dogs and five rodents. While genotypes closely related to Babesia caballi were detected in one C. thous, one dog, one A. ovale and one A. sculptum, genotypes closely related to Babesia bigemina and Babesia bovis were detected in four A. parvum ticks. Four sequences obtained from A. parvum, three N. nasua and one wild rodent were closely related to Theileria equi. Lastly, Cytauxzoon spp. was detected in four L. pardalis. The present work shows the occurrence of vector-borne agents in wild and domestic animals in southern mato grosso Pantanal.-
Idioma: dc.languageen-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectAgentes Anaplasmataceae-
Palavras-chave: dc.subjectBartonella spp.-
Palavras-chave: dc.subjectMicoplasmas hemotróficos-
Palavras-chave: dc.subjectRickettsiales-
Palavras-chave: dc.subjectHepatozoon sp.-
Palavras-chave: dc.subjectPiroplasmídeos-
Título: dc.titleDetecção sorológica e caracterização molecular de agentes transmitidos por artrópodes em animais selvagens e domésticos na região do Pantanal sul matogrossense-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.