Processos morfofonológicos desencadeados pelos sufixos -s/ção e -mento na formação de substantivos deverbais no Português de Araraquara/SP e Araxá/MG

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorSilva, Gislene da-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:16:38Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:16:38Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-03-22-
Data de envio: dc.date.issued2017-03-22-
Data de envio: dc.date.issued2017-01-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/149855-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/149855-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionProcesso FAPESP: 2015/04178-4-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa - FCLAR-
Descrição: dc.descriptionEsta dissertação tem como objetivo realizar um estudo sobre os processos morfofonológicos desencadeados pelos sufixos -s/ção e -mento, na formação dos substantivos deverbais presentes em jornais antigos das cidades de Araxá-MG e Araraquara-SP. O corpus deste trabalho é composto de jornais antigos publicados nas duas cidades durante a primeira metade do século XX (de 1901 a 1950), que foram digitalizados para a coleta das ocorrências de substantivos deverbais. A pesquisa partiu da coleta de todas as palavras terminadas em -s/ção e -mento presentes nos textos dos jornais selecionados. Depois dessa etapa, realizamos a separação daquelas ocorrências que eram substantivos deverbais. A partir dos substantivos deverbais formados com -s/ção e -mento, fizemos a divisão daqueles que apresentam alterações na base verbal e, por fim, a separação de acordo com a conjugação do verbo da base (-ar, -er, -ir), para realizarmos as análises dos processos morfofonológicos que desencadearam as alterações nas bases verbais presentes nesses substantivos. Depois de identificarmos os diversos processos morfofonológicos desencadeados pelos sufixos na formação de substantivos deverbais, efetuamos as análises desses processos tendo como modelo a teoria de Geometria de Traços (CLEMENTS; HUME, 1995; COLLISCHONN, 1996; CAGLIARI, 1998). Os resultados obtidos mostram que o principal processo morfofonológico presente nos substantivos deverbais formados com o sufixo -s/ção é a Haplologia (apagamento de uma sílaba), que ocorre, por exemplo, em editar → editação → edição, suceder → sucedessão → sucessão e discutir → discutissão → discussão. Dentre todos os casos de substantivos deverbais formados com o sufixo -s/ção, com bases verbais das três conjugações e que apresentam algum processo morfofonológico, a Haplologia ocorre em 60% desses substantivos. Em relação ao sufixo –mento, o principal processo encontrado foi o alteamento da vogal temática dos substantivos formados com bases verbais da segunda conjugação (-er), como nos casos de acolher → acolhimento e fornecer → fornecimento, em que a vogal média-alta [e] passa a vogal alta [i]. Esse processo é resultado da neutralização em [i] das vogais temáticas verbais da segunda e terceira conjugações, desencadeada pelo sufixo -mento, como mostram Villalva e Silvestre (2014).-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectPortuguês brasileiro-
Palavras-chave: dc.subjectAnálise linguística-
Palavras-chave: dc.subjectMorfofonologia-
Palavras-chave: dc.subjectSufixação-
Palavras-chave: dc.subjectFormação de substantivos-
Título: dc.titleProcessos morfofonológicos desencadeados pelos sufixos -s/ção e -mento na formação de substantivos deverbais no Português de Araraquara/SP e Araxá/MG-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.