O Parlasul e as eleições diretas de parlamentares regionais nos membros fundadores: análises e perspectivas

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorSilva, Matheus Felipe-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:14:56Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:14:56Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-03-14-
Data de envio: dc.date.issued2017-03-14-
Data de envio: dc.date.issued2015-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/149264-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/capelo/2016-12-05/000873659.pdf-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/149264-
Descrição: dc.descriptionConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)-
Descrição: dc.descriptionEl Parlamento del Mercosur es una importante instancia de representación de los ciudadanos en el proceso de integración regional en el Mercado Común del Sur. La implementación de elecciones directas para parlamentarios regionales con mandato exclusivo en la institución es una herramienta fundamental en el enfrentamiento del déficit democrático presente en los procesos de integración. A pesar de esta perspectiva favorable, el surgimiento del Parlasur es posterior al de Mercosur y su estructura, en la cual siempre mantuvo una cultura de intergubernamentalismo en la toma de decisiones, existiendo mayor expresión de las instancias Ejecutivas del bloque en los procesos decisorios de la integración. Así, el Parlasur sufre de no ejercer sus funciones con plenitud como se espera de un Poder Legislativo, restringiéndose a una esfera consultiva. Su esfera representativa todavía no fue consolidada, especialmente porque, hasta el momento, solo Paraguay y Argentina hicieron sus elecciones directas de parlamentarios regionales. La otra parte del problema del Parlasur es su escaso dialogo con la esfera nacional, específicamente los Congresos Nacionales, que son los responsables por la reglamentación de dichas elecciones-
Descrição: dc.descriptionO Parlamento do Mercosul é uma importante instância de representação dos cidadãos dentro do processo de integração regional no Mercado Comum do Sul. A implementação de eleições diretas para parlamentares regionais com mandato exclusivo na instituição é uma ferramenta fundamental no enfrentamento do deficit democrático presente nos processos de integração. Apesar dessa perspectiva favorável, o surgimento do Parlasul é posterior ao do Mercosul e sua estrutura, na qual sempre manteve uma cultura de intergovernamentalismo na tomada de decisões, havendo a proeminência das instâncias Executivas do bloco nos processos decisórios da integração. Desse modo, o Parlasul padece do não exercício pleno das funções que se espera do Poder Legislativo, restringindo-se a uma esfera consultiva. Sua esfera representativa ainda não foi consolidada, especialmente porque, até o momento, apenas Paraguai e Argentina realizaram suas eleições diretas de parlamentares regionais. A outra face do problema do Parlasul é o seu escasso diálogo com a esfera nacional, especificamente os Congressos Nacionais, que são os responsáveis pela regulamentação de ditas eleições-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectMERCOSUL-
Palavras-chave: dc.subjectEleições-
Palavras-chave: dc.subjectDemocracia-
Palavras-chave: dc.subjectCiência política-
Palavras-chave: dc.subjectPolitical science-
Título: dc.titleO Parlasul e as eleições diretas de parlamentares regionais nos membros fundadores: análises e perspectivas-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.