Estimulação precoce: atendimento multidisciplinar de bebês com atraso no desenvolvimento sensório-motor

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorBraccialli, Lígia Maria Presumido-
Autor(es): dc.creatorReganhan, Walquiria Gonçalves-
Autor(es): dc.creatorBaleotti, Luciana Ramos-
Autor(es): dc.creatorTuler, Silvana Falcão-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:12:04Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:12:04Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-01-18-
Data de envio: dc.date.issued2017-01-18-
Data de envio: dc.date.issued2003-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://proex.reitoria.unesp.br/congressos/Congressos/2__Congresso/Sa_de/Saude102.htm-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/148238-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/148238-
Descrição: dc.descriptionPró-Reitoria de Extensão Universitária (PROEX UNESP)-
Descrição: dc.descriptionO desenvolvimento sensório-motor de um bebê com necessidades especiais é estimulado se oferecermos oportunidades para que ele vivencie experiências e sensações diversificadas e adequadas para a fase em que se encontra. Portanto, intervir precocemente é fundamental para a reabilitação e inclusão social destas crianças. Desta forma, o presente trabalho tem como objetivos: oferecer atendimento multidisciplinar, nas áreas de fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional, a bebês com atraso no desenvolvimento sensório-motor; orientar familiares de crianças, inseridas no programa, sobre a importância da estimulação precoce, a utilização de técnicas corretas de manuseio e estimulação da criança em casa; proporcionar aos estagiários da pedagogia, fonoaudiologia e fisioterapia a atuação em um programa de intervenção precoce O programa vem sendo desenvolvido no Centro de Estudos da Ciência e da Saúde – UNESP – Marília desde 1997. A clientela atendida é constituída de bebês, de ambos os sexos, na faixa etária entre 0 e 3 anos que apresentam atraso no desenvolvimento sensório-motor. Todos os bebês inicialmente são avaliados pelos profissionais engajados no programa. A avaliação tem como objetivo detectar as dificuldades e potencialidades de cada criança em relação aos diferentes aspectos do desenvolvimento e direcionar o planejamento de atendimento. A seguir, os bebês, são encaminhados para atendimento individualizado nos setores de fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional. O atendimento é realizado duas vezes por semana, por um período de 30 minutos em cada área. Semanalmente os pais participam dos atendimentos, observando a atuação de cada profissional e recebendo orientações em relação às técnicas adequadas de manuseio e de estimulação precoce. Tem-se a preocupação de ensinar as técnicas corretas e de enfatizar os motivos e objetivos desejados em cada situação, tornando os pais participantes do processo. Além dos atendimentos aos clientes e aos familiares são realizadas orientações aos professores de educação infantil visando à inclusão destas crianças. Periodicamente os profissionais que atuam no programa reúnem-se com o objetivo de discutir as potencialidades e dificuldades encontradas, as metas a serem alcançados, as estratégias e recursos a serem utilizados, bem como a evolução dos bebês.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Relação: dc.relationCongresso de Extensão Universitária-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Título: dc.titleEstimulação precoce: atendimento multidisciplinar de bebês com atraso no desenvolvimento sensório-motor-
Tipo de arquivo: dc.typeaula digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.