Microbiologia de alimentos: prestação de serviços e assessoria técnica

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorHoffmann, Fernando Leite-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:11:44Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:11:44Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-01-18-
Data de envio: dc.date.issued2017-01-18-
Data de envio: dc.date.issued2001-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://proex.reitoria.unesp.br/congressos/Congressos/1__Congresso/Inova__o_Tecnol_gica_e_sua_Dissemina__o/Trabalho02.htm-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/148099-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/148099-
Descrição: dc.descriptionPró-Reitoria de Extensão Universitária (PROEX UNESP)-
Descrição: dc.descriptionTendo em vista a preocupante e desenfreada proliferação de principalmente micro-estabelecimentos e/ou mesmo de indivíduos, não adequadamente orientados ou treinados, que a procura de colocação rápida no difícil mercado de trabalho, seja de forma oficial ou ainda, na clandestinidade, venham optar pela manipulação, oferta e/ou comércio de alimentos " in natura " ou processados de um modo geral, e ainda visando uma maior aproximação desta Universidade com a comunidade, essa iniciativa de extensão tem tratado ou se destinado já há doze ( 12 ) anos, utilizando-se de diversas metodologias, a orientar os interessados sobre as principais normas de procedimento a serem seguidas envolvendo desde a adequada escolha da matéria-prima até a obtenção do produto final ( alimento ), abrangendo fundamentalmente as denominadas boas práticas de manufatura, que além de fortalecer e garantir o emprego destes manipuladores de alimentos, visa resguardar principalmente a qualidade higiênico-sanitária dos produtos por eles comercializados e consequentemente a saúde do próprio consumidor. Dentre as principais maneiras usadas para a transmissão dos conhecimentos necessários ou a formação de atitude crítica, pode-se citar a realização de atendimentos individualizados, seminários, palestras, mini-cursos, cursos e ainda quando solicitada ou exigida, e que demanda maior custo operacional, a realização de análises microbiológicas de alimentos prontos, matérias-primas, ambiente, pessoal, equipamentos e/ou utensílios, com a finalidade de controle de qualidade, detecção de pontos críticos de controle, registro de estabelecimento ou produto, bem como o desenvolvimento de novas técnicas, ou ainda visando subsídios para assessoria ou orientação técnica. Tal iniciativa está inserida no contexto mais restrito de garantir a Saúde Pública e a Qualidade de Vida, no entanto, outros aspectos devem ser considerados como a Inovação Tecnológica e sua Disseminação e a Difusão de Conhecimentos. Saliente-se também que não só esta, mas iniciativas de extensão devem além da efetiva prestação de assistência a população, atender a outras necessidades ou características, voltadas para a capacidade formadora e/ou de pesquisa da Universidade, tais como Gerar novas condições formadoras para os alunos, intra e extra muros e Fundamentar a existência de linha de pesquisa. Como elemento favorável a essa iniciativa de extensão, pode-se citar uma melhor divulgação dos serviços prestados por esta Universidade e consequentemente, uma maior aproximação entre a comunidade e essa Unidade Universitária. Entretanto, dentre os elementos desfavoráveis, apesar de se tentar usar de toda a criatividade, o apoio e a boa vontade disponíveis, o principal é o econômico, principalmente como já citado, quando há a necessidade do desenvolvimento de atividades laboratoriais. Acreditando nas perspectivas do " 1o. Congresso de Extensão Universitária da UNESP ( 1o. CEU - PROEX ), nós do Laboratório de Microbiologia de Alimentos do Departamento de Engenharia e Tecnologia de Alimentos do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas - UNESP - Campus de São José do Rio Preto, continuamos a desenvolver essa dedicada atividade, crendo que a Universidade deve valorizar, investir e pode desenvolver este tipo de trabalho, atendendo a comunidade em suas necessidades, de um modo geral, e porque não através mesmo de uma valorização consciente e racional desses serviços, e de acordos e convênios mais efetivos, captar os tão disputados e almejados recursos para estas e outras atividades correlatas. Atualmente, apesar das dificuldades, que acredito não sejam só nossas, tem-se conseguido, o que já acho muito na atual conjuntura, divulgar os trabalhos de extensão desenvolvidos junto a comunidade, o que propiciou um maior reconhecimento, por parte da mesma, por esta Unidade Universitária.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Relação: dc.relationCongresso de Extensão Universitária-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Título: dc.titleMicrobiologia de alimentos: prestação de serviços e assessoria técnica-
Tipo de arquivo: dc.typeaula digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.