Deficiência: da conceituação aos posicionamentos de universitários

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorMattos, Beatriz Marques de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:06:17Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:06:17Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-01-03-
Data de envio: dc.date.issued2017-01-03-
Data de envio: dc.date.issued2016-08-29-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/147058-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/147058-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem - FC-
Descrição: dc.descriptionO desenvolvimento psíquico do homem se instaura a partir da apropriação dos significados compartilhados nas relações sociais. No processo de constituição do pensamento, ocorre a formação dos conceitos, representados pela palavra. A concepção de deficiência transitou por diferentes períodos e foi atribuída a distintas causas. Ainda hoje, atrela-se ao conceito de desvio, sendo comum a adoção do rótulo de deficiente e/ou incapaz aos sujeitos que se encontram nessa condição. O estigma produzido nas redes de significados atua como controle social, valorizando positivamente o normal em detrimento do anormal. Atualmente, constatam-se inúmeras conquistas em termos normativos, porém, ações excludentes são comuns nos espaços sociais, localizando a deficiência no organismo que a apresenta, desconsiderando a necessidade de ajustes no contexto. A universidade, figurada como uma instituição social, deve propagar ações inclusivas, dentre as quais as destinadas às pessoas com deficiência. O objetivo desta pesquisa consistiu em identificar e analisar como universitários se posicionam diante de enunciados que retratam diferentes concepções de deficiência. Seus participantes foram 1472 graduandos de distintos cursos das nove grandes áreas do saber – Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas, Engenharias, Ciências da Saúde, Ciências Agrárias, Ciências Sociais, Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes e Outros – de uma universidade pública do Estado de São Paulo. Em virtude de a instituição se constituir em unidades universitárias distribuídas por todo o Estado, adotou-se um modelo de aplicação à distância. Os dados foram coletados por meio da aplicação da Escala Concepções de Deficiência (ECD), pelo uso de um formulário, disponibilizado on-line na rede interna da universidade. Os resultados foram analisados estatisticamente, com o emprego de testes não-paramétricos. Os achados provenientes desta investigação indicaram qual o grau de concordância em relação às quatro concepções de deficiência examinadas. Evidenciouse, entre os respondentes, a tendência em concordar com enunciados correspondentes a uma concepção social da deficiência. Entretanto, pode-se observar resquícios de posicionamentos que localizam no organismo a condição de deficiência. Isso denota a relevância de se promover ações que visam a ampliar o diálogo sobre o fenômeno da deficiência, a fim de debater criticamente o preconceito presente nos discursos e nas atitudes destinadas a esse segmento populacional, com vistas ao reconhecimento da diversidade humana e ao aumento da sua participação na sociedade.-
Descrição: dc.descriptionThe psychic development of the man if it introduces from to assumption of meanings shared into social relations. In the process of Constitution of thought, the formation of the concepts represented by the word. The conception of disability transited in different periods and different causes were assigned to it. Even today, hooks up to the concept, being the adoption of the disabled label and/or unable to guys that are in this condition. The stigma produced in networks of meaning acts as social control, valuing positively normal abnormal detriment. Presently, several achievements, in normative terms, can be evidenced; however, exclusionary actions are common at the social spaces, in what the disability is located in the organism who holds it, disregarding the need of adjustments in the context. The University, figured as a social institution, must propagate inclusive actions, including those for people with disabilities. The objective of this research was to identify and analyze how university students position before utterances which treats about different disability conceptions. Its participants were 1472 undergraduate students from different courses of the nine major areas of knowledge – and the Earth Sciences, biological sciences, engineering, health sciences, agricultural sciences, social sciences, Humanities, Linguistics, letters and arts and others – of a public University located on the São Paulo State in Brazil. By virtue of the institution become University units distributed throughout the State, a model application in the distance. Data were collected through applying of the Disability Conception Scale (DCS), by using a form available online on the internal network of the University. The results were statistically analyzed with the use of non-parametric tests.The findings from this research indicate what degree of agreement in relation to four conceptions of disability examined. It was evidenced, among the respondents, a tendency of agreeing with utterances regarding to a social concept of disability. Nevertheless, it can be observed remains of positions which locate in the organism the disability condition. It denotes the relevance in promoting actions which aims to widen the dialogue about the disability phenomenon, in order to discuss critically the existent prejudice on discourses and attitudes towards this population, in order to recognizing the human diversity and the increasing of participation this group in several instances of society.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectUniversity-
Palavras-chave: dc.subjectConception-
Palavras-chave: dc.subjectPeople with disabilites-
Palavras-chave: dc.subjectScale-
Palavras-chave: dc.subjectUniversidade-
Palavras-chave: dc.subjectConcepção-
Palavras-chave: dc.subjectPessoa com deficiência-
Palavras-chave: dc.subjectEscala-
Título: dc.titleDeficiência: da conceituação aos posicionamentos de universitários-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.