Projeto de esterilização de caninos e felinos no município de jaboticabal de 2007 a 2012: dados populacionais

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCampos, Lilian Weijenborg-
Autor(es): dc.creatorTucci, Letícia Camargo Todaro-
Autor(es): dc.creatorTartarelli, Amanda Raffaelli-
Autor(es): dc.creatorLeal, Leonardo Martins-
Autor(es): dc.creatorPrada, Tiago Carmagnani-
Autor(es): dc.creatorTosta, Paulo Antonio-
Autor(es): dc.creatorMacente, Beatrice Ingrid-
Autor(es): dc.creatorGutierrez, Raquel Ribeiro-
Autor(es): dc.creatorToniollo, Gilson Hélio-
Autor(es): dc.creatorLui, Jeffrey Frederico-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:06:55Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:06:55Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-01-02-
Data de envio: dc.date.issued2017-01-02-
Data de envio: dc.date.issued2013-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://www.inscricoes.fmb.unesp.br/publicacao.asp?codTrabalho=OTcwMg==-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/146910-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/146910-
Descrição: dc.descriptionPró-Reitoria de Extensão Universitária (PROEX UNESP)-
Descrição: dc.descriptionIntrodução: Inúmeros fatores têm contribuído para o aumento populacional descoordenado de cães e gatos em todo mundo. Entre eles, pode-se destacar a falta de conscientização à posse responsável e em conseqüência o abandono de animais; a ausência de controle reprodutivo levando a presença de muitos animais errantes em todos os municípios brasileiros. Métodos: De julho de 2007 a junho de 2013, animais de ambos os sexos das espécies canina e felina da região do Município de Jaboticabal eram cadastrados para posteriormente serem esterilizados em projetos de extensão apoiados pela PROEX/UNESP. Os animais eram provenientes de proprietários de baixa renda e de voluntários que identificavam os locais de maior agrupamento e que poderiam causar transtornos à população. Nas fêmeas caninas e felinas adotou-se a técnica da ovariohisterectomia tradicional com adaptações, como o uso do gancho de castração. Nos machos, foram utilizadas as técnicas de orquiectomia pré-escrotal em caninos e escrotal em felinos. Todos os procedimentos preconizados de higiene, assepsia, analgesia e preventivos de pré e pós-cirurgia foram utilizados. Resultados e Discussão: No período de seis anos foram esterilizados 5877 animais das espécies canina e felina de ambos os sexos. Destes, 3249 eram fêmeas caninas e 2628 felinas, totalizando 4107 animais, ou seja, 70% de fêmeas de ambas as espécies. Com relação aos machos, 757 eram da espécie canina e 1013 da felina, totalizando 1770 animais (30%). Entre os cães machos, procurou-se dar mais ênfase a animais bravios e de temperamento incontrolável. Considerações Finais: Para um Município de 75 mil habitantes, a esterilização de 5877 animais foi muito significativa, mas não o suficiente para acabar com os problemas de excesso de animais abandonados em Jaboticabal. Um dos motivos é o fato de ser a única cidade da região que desenvolve um projeto de controle populacional de cães e gatos eficiente, e isto leva ao abandono de inúmeros animais, vindos provavelmente, de cidades vizinhas onde não há essa prática de esterilização contínua.-
Formato: dc.format09702-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Relação: dc.relationCongresso de Extensão Universitária-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectCastração canina-
Palavras-chave: dc.subjectCastração felina-
Palavras-chave: dc.subjectControle populacional-
Título: dc.titleProjeto de esterilização de caninos e felinos no município de jaboticabal de 2007 a 2012: dados populacionais-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.