Avaliação do efeito fotodinâmico na viabilidade de promastigotas de leishmania Major, utilizando sal de curcumina como agente fotossensibilizador

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorRodrigues, Grazielle de Araujo Lourenço-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:02:42Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:02:42Z-
Data de envio: dc.date.issued2016-12-09-
Data de envio: dc.date.issued2016-12-09-
Data de envio: dc.date.issued2013-06-27-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/145448-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/capelo/2016-09-20/000869373.pdf-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/145448-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionA Terapia Fotodinâmica é uma modalidade médica baseada na interação entre luz e fotossensibilizador, na presença do oxigênio, visando causar morte celular. Quando iluminado com comprimento de onda adequado, interage com o oxigênio celular resultando em espécies reativas capazes de induzir a inviabilização de células, acometendo sua morte. O controle da biodistribuição do agente fototerapêutico assegura a seletividade da terapia, visto que o processo dinâmico só ocorre na área irradiada. O tratamento de patologias dermatológicas pela Terapia Fotodinâmica está em desenvolvimento desde o final dos anos 70, porém pouco explorado, possivelmente devido a descobertas de drogas antimicrobianas. Após pouco tempo de uso dessas drogas como agentes terapêuticos, observou-se a resistência de alguns micro-organismos, fato que dificulta o tratamento, tornando-se necessário o desenvolvimento de novos métodos terapêuticos, como por exemplo, a retomada de estudos sobre a terapia fotodinâmica antimicrobiana. A Leishmaniose cutânea é uma dentre as variantes da doença tegumentar freqüente nas regiões brasileiras, principalmente no norte e nordeste do país. Uma infecção causada pelo protozoário Leishmania Major afeta pele e mucosa com o desenvolvimento de úlceras. Seu tratamento consiste basicamente de poucos fármacos como os antimoniais e a pentamidina, que além de apresentarem efeitos colaterais importantes, muitas vezes são ineficazes devido à aquisição de resistência pelo parasito. Este estudo teve por objetivo avaliar a ação do efeito fotodinâmico na viabilidade de promastigotas de Leismaniase Major, utilizando Sal de Curcumina como agente fotossensibilizador-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectFototerapia-
Palavras-chave: dc.subjectLuz - Efeito fisiologico-
Palavras-chave: dc.subjectLeishmaniose - Tratamento-
Palavras-chave: dc.subjectCurcumina - Uso terapêutico-
Palavras-chave: dc.subjectLeishmaniasis-
Palavras-chave: dc.subjectLight - Physiological effect-
Título: dc.titleAvaliação do efeito fotodinâmico na viabilidade de promastigotas de leishmania Major, utilizando sal de curcumina como agente fotossensibilizador-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.