Associação entre longevidade e características de tipo, produção de leite e saúde do úbere de vacas da raça holandesa

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorStefani, Gabriela-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:00:53Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:00:53Z-
Data de envio: dc.date.issued2016-12-09-
Data de envio: dc.date.issued2016-12-09-
Data de envio: dc.date.issued2016-10-26-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/145379-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/145379-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Genética e Melhoramento Animal - FCAV-
Descrição: dc.descriptionA realização do presente estudo teve como objetivo estimar as associações genéticas entre produção de leite acumulada até os 305 dias (P305), escore de células somáticas (ECS), habilidade de permanência aos 60 meses de idade (Stay60) e características lineares de úbere e pernas e pés. Foram utilizadas 14.864 avaliações de Stay60, 17.200 classificações lineares, 24.147 registros de P305 e 14.307 de ECS da primeira lactação de fêmeas que pariram entre 19 e 36 meses de idade. Foram realizadas três análises multicaracterísticas contendo as características P305, ECS, Stay60, além das características de classificação linear. Os componentes de (co)variância foram estimados por meio de abordagem Bayesiana, empregando o programa THRGIBBS2F90. Para todas as características foram considerados como efeitos aleatórios no modelo, o genético aditivo e o residual. Como efeitos fixos, o grupo de contemporâneas foi incluído para todas as características, a idade da vaca ao parto como covariável (efeito linear) para P305 e ECS, e idade da vaca na classificação (efeito linear) para as de tipo. Para a Stay60 não foi incluída a covariável idade. As estimativas de herdabilidade obtidas nas análises foram de 0,24±0,02, 0,08±0,02 e 0,09±0,03 para P305, ECS e Stay60, respectivamente. As herdabilidades para as características lineares de úbere variaram de 0,16 a 0,39, e as de pernas e pés, de 0,13 a 0,21. As correlações genéticas estimadas foram de 0,08±0,09 entre P305 e ECS, -0,25±0,12 entre P305 e Stay60 e 0,11±0,20 entre ECS e Stay60. As correlações de maiores magnitudes com as características de tipo foram entre a P305 e a largura do úbere posterior e a profundidade de úbere (0,34 e -0,40), entre a ECS e a profundidade de úbere e pernas traseiras vista posterior (-0,39 e 0,39), e entre a Stay60 e a colocação dos tetos posteriores e as pernas traseiras vista lateral (0,33 e -0,47). A correlação negativa entre P305 e a Stay60 sugere que vacas com produção de leite muito elevada tendem a permanecerem menos tempo no rebanho. A característica pernas traseiras-vista lateral apresentou elevada resposta correlacionada na Stay60, podendo ser usada como um preditor precoce da longevidade dos animais.-
Descrição: dc.descriptionThe aim of this study was to estimate genetic associations between milk production truncated to 305 days (P305), somatic cell score (ECS), stayability at 60 months of age (Stay60) and type traits of udder and feet and legs.Were used 14,864 evaluations for Stay60, 17,200 type classifications, 24,147 records of P305 and 14,307 of ECS of first lactation belonging to Holstein females that calved between 19 and 36 months old. Three standard multi-trait analyses were carried out, containing P305, ECS, Stay60 and the type traits. The (co)variance components were estimated using Bayesian approach, using the THRGIBBS2F90 program. For all traits were considered as random effects the genetic additive and residual. As fixed effects, the contemporary group was included for all traits, the covariate age of cow at calving (linear effect) for P305 and ECS, and age of cow at classification (linear effect) for type traits. For Stay60 the covariate age of cow was not included in the model. Posterior means of heritability estimates were 0.24±0.02, 0.08±0.02 and 0.09±0.03 for P305, ECS and Stay60, respectively. The udder traits heritabilities ranged from 0.16 to 0.39, and feet and legs, from 0.13 to 0.21 The genetic correlations estimates were 0.08±0.09 between P305 and ECS, 0.25±0.12 between P305 and Stay60, and -0.11±0.20 between ECS and Stay60. The higher correlations magnitudes with the type traits were between P305 and rear udder width, and udder depth (0.34 and -0.40), and between ECS and udder depth and rear legs-rear view (- 0.39 and 0.39), and between Stay60 and fore teat placement and rear legs-side view (-0.33 and 0.47). The negative correlation between P305 and Stay60 suggests that cows with very high milk production tend to remain less time in the herd. The trait rear legs-side view presented a high correlated response in Stay60 (75% of selection efficiency), and can be used as an early predictor of animal longevity.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectBovinos de leite-
Palavras-chave: dc.subjectCorrelação genética-
Palavras-chave: dc.subjectHerdabilidade-
Palavras-chave: dc.subjectLongevidade-
Palavras-chave: dc.subjectDairy cattle-
Palavras-chave: dc.subjectGenetic correlation-
Palavras-chave: dc.subjectHeritability-
Palavras-chave: dc.subjectLongevity-
Título: dc.titleAssociação entre longevidade e características de tipo, produção de leite e saúde do úbere de vacas da raça holandesa-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.