Crítica e afirmação da vida em Nietzsche: sobre os "sins" e "nãos" de Zaratustra

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorOliveira, Leonardo Araújo-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T23:00:39Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T23:00:39Z-
Data de envio: dc.date.issued2016-11-21-
Data de envio: dc.date.issued2016-11-21-
Data de envio: dc.date.issued2016-09-22-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/144666-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/144666-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Filosofia - FFC-
Descrição: dc.descriptionA presente dissertação tem como objetivo avaliar a relação de um tema que, em uma primeira aproximação, tem sua força em um procedimento negativo – a crítica –, com uma ideia que parece ser constituída de uma potência integralmente positiva – a afirmação da vida. Entre as obras de Nietzsche, Assim falou Zaratustra ganhará destaque. Esse texto comporta, de maneira muito marcante, as ideias de negação e de afirmação. Os significantes “não” e “sim” são recorrentes durante o texto, assim como as noções de destruição e criação, que, como veremos, estão relacionadas à negação e à afirmação. Os conceitos de vontade de poder e de eterno retorno serão ressaltados no desenvolvimento do texto, devido a sua ligação direta com o tema da afirmação da vida. Contudo, mostraremos que esses últimos também podem ser lidos como conceitos críticos. Além disso, evidenciaremos que a crítica vai além do registro negativo, bem como que a afirmação nietzschiana incorpora tipos de negação.-
Descrição: dc.descriptionThe present thesis has as objective to assess the relationship on a subject that, in a first glance, has its strength in a negative procedure – the criticism –, with an idea that seems to be constituted by an entirely positive potency – the affirmation of life. Among Nietzsche's works, Thus spoke Zarathustra will stand out. This text holds, in a very remarkable way, the ideas of denial and affirmation. The significants "no" and "yes" are recurrent throughout the text, as well as the notions of destruction and creation, which, as we shall see, are related to denial and affirmation. The concepts of will of power and eternal return will be emphasized during the development of the text, due to its direct connection with the affirmation of life theme. However, we will show that these latest can also be read as critical concepts. Moreover, we will show that criticism goes beyond the negative registry, and as well that the nietzschean affirmation embodies types of denial.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectAfirmação-
Palavras-chave: dc.subjectCrítica-
Palavras-chave: dc.subjectNegação-
Palavras-chave: dc.subjectVida-
Palavras-chave: dc.subjectAffirmation-
Palavras-chave: dc.subjectCriticism-
Palavras-chave: dc.subjectDenial-
Palavras-chave: dc.subjectLife-
Título: dc.titleCrítica e afirmação da vida em Nietzsche: sobre os "sins" e "nãos" de Zaratustra-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.