A importância do trabalho educativo do professor para o desenvolvimento da atenção e memória voluntária em crianças diagnosticadas com TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade) na escola

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorFracon, Thais Lima-
Autor(es): dc.creatorViotto Filho, Irineu Aliprando Tuim-
Autor(es): dc.creatorPonce, Rosiane de Fátima-
Autor(es): dc.creatorPereira, Janaina dos Santos-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T22:52:46Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T22:52:46Z-
Data de envio: dc.date.issued2016-07-19-
Data de envio: dc.date.issued2016-07-19-
Data de envio: dc.date.issued2014-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://www.unesp.br/portal#!/prograd/e-livros-prograd/-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/141791-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/141791-
Descrição: dc.descriptionConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)-
Descrição: dc.descriptionO crescente número de crianças diagnosticadas com Transtorno Déficit Atenção/Hiperatividade (TDAH) vem se tornando motivo de preocupação. Muitos “diagnósticos” se baseiam apenas no comportamento em sala de aula, o que faz com que muitas crianças sejam rotuladas como hiperativas e consequentemente medicadas de forma indiscriminada, prejudicando seu desenvolvimento e aprendizagem. Diante desse fato, realizamos um Projeto de Intervenção e Pesquisa objetivando superar o senso comum de que todo aluno desatento e/ou inquieto tem TDAH e deve receber medicação para ser “controlado”. Reforçamos que mediante atividades ludo-pedagógicas estas crianças podem superar as dificuldades apresentadas na escola e que práticas diferenciadas planejadas de forma intencional pelo professor são essenciais para o desenvolvimento infantil. O referencial teórico metodológico utilizado é baseado na Teoria Histórico-cultural proposta por Vigotsky (1996, 2001). O projeto se desenvolveu com observações sistemáticas em uma escola municipal de Pres. Prudente/SP e posterior intervenção no LAR (Laboratório de Atividades Ludo-pedagógicas), com crianças de 06 a 08 anos diagnosticadas com TDAH, visando o desenvolvimento das funções psicológicas superiores, em especial a atenção e memória voluntária. Os resultados obtidos nas observações até o momento apontam que as crianças realmente apresentam dificuldades de aprendizagem na escola, entretanto, nas intervenções no LAR, mostram-se atentas e concentradas durante as atividades propostas. A partir disso concluímos que o trabalho lúdico-educativo do professor com atividades diferenciadas na escola são de extrema importância para a superação de dificuldades e desenvolvimento desses sujeitos.-
Formato: dc.format3382-3391-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Publicador: dc.publisherPró-Reitoria de Graduação (PROGRAD UNESP)-
Relação: dc.relationCongresso Nacional de Formação de Professores-
Relação: dc.relationCongresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectAtividades ludo-pedagógicas-
Palavras-chave: dc.subjectProfessor mediador-
Palavras-chave: dc.subjectTDAH-
Título: dc.titleA importância do trabalho educativo do professor para o desenvolvimento da atenção e memória voluntária em crianças diagnosticadas com TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade) na escola-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.