Ligas Acadêmicas de Medicina: extensão das ciências médicas à sociedade

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorHamamoto Filho, Pedro Tadao-
Autor(es): dc.creatorVenditti, Vinicius Cunha-
Autor(es): dc.creatorOliveira, Cristiano Claudino-
Autor(es): dc.creatorVicentini, Henrique Claudio-
Autor(es): dc.creatorSchellini, Silvana Artioli-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T22:50:41Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T22:50:41Z-
Data de envio: dc.date.issued2016-07-07-
Data de envio: dc.date.issued2016-07-07-
Data de envio: dc.date.issued2011-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/366-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/141060-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/141060-
Descrição: dc.descriptionAcademic Leagues (AL) are student organizations directed led to study a specific knowledge area in order to help solvinge social demands. The contact of students with the community allows them to act as agents of social change and gives them the opportunity to attend professional queries. Botucatu Medical School from São Paulo State University has 17 AL which develop various activities in Botucatu and the surrounding region. This insertion of AL in the community may contribute in changing the relationship between universities and society. AL, however, cannot be scientific societies for precocious students’ specialization. To avoid this risk, AL must be evaluated to ensure that teaching, research and university extension are linked. This waySo, AL may contribute to the improvement of Brazilian Unified Health System. In this article we present ALs’ activities as examples of scientific knowledge in service of society. We also defend AL as ways of improving community institutional relations, and not reinforcement of university’s bias.-
Descrição: dc.descriptionLigas Académicas (LAs) son entidades estudiantiles destinadas a la profundización en determinada área del conocimiento para sanar demandas sociales. El contacto de los estudiantes con la comunidad les permite actuar como agentes de transformación social y les propicia la oportunidad de atender a indagaciones profesionales. La Facultad de Medicina de Botucatu, de la Universidad Estadual Paulista (FMB/UNESP), posee 17 LAs que desarrollan actividades en el municipio de Botucatu y región. Se cree que esta inserción de las LAs en la comunidad contribuye con la transformación de la relación entre universidad y sociedad. Las LAs, entretanto, no pueden ser simples sociedades científicas para especialización precoz de los estudiantes. Para evitar este riesgo, las LAs precisan ser evaluadas para que se garantice la articulación entre las actividades de la enseño enseñanza, pesquisa y extensión, visando la mejoría del Sistema Único de Salud brasileño. En este trabajo, mostramos las actividades de las LAs como ejemplos del conocimiento científico en beneficio de la comunidad, desde que las LAs no contribuyan con las imperfecciones universitarias.-
Descrição: dc.descriptionLigas Acadêmicas (LAs) são entidades estudantis destinadas ao aprofundamento em determinada área do conhecimento para sanar demandas sociais. O contato dos estudantes com a comunidade lhes permite atuar como agentes de transformação social e lhes propicia a oportunidade de atender a indagações profissionais. A Faculdade de Medicina de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista (FMB/UNESP), possui 17 LAs que desenvolvem diversas atividades no município de Botucatu e região. Acredita-se que esta inserção das LAs na comunidade contribui com a transformação da relação entre universidade e sociedade. As LAs, entretanto, não podem ser simples sociedades científicas para especialização precoce dos estudantes. Para evitar este risco, as LAs precisam ser avaliadas para que se garanta articulação entre atividades de ensino, pesquisa e extensão, visando à melhoria do Sistema Único de Saúde brasileiro. Neste artigo, apresentamos as LAs da FMB/UNESP como exemplos de extensão universitária em que o conhecimento científico é utilizado a serviço da sociedade, ponderando-se, por outro lado, a importância de que não reforcem vicíos acadêmicos, mas aperfeiçoem a relação entre Universidade e comunidade.-
Formato: dc.format126-133-
Idioma: dc.languagept_BR-
Relação: dc.relationRevista Ciência em Extensão-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectCommunity institutional relations-
Palavras-chave: dc.subjectMedicine-
Palavras-chave: dc.subjectStudents, medical-
Palavras-chave: dc.subjectEducation, medical-
Palavras-chave: dc.subjectRelaciones comunidad-institución-
Palavras-chave: dc.subjectMedicina-
Palavras-chave: dc.subjectEstudiantes de Medicina-
Palavras-chave: dc.subjectEducación médica-
Palavras-chave: dc.subjectRelações comunidade-instituição-
Palavras-chave: dc.subjectMedicina-
Palavras-chave: dc.subjectEstudantes de Medicina-
Palavras-chave: dc.subjectEducação médica-
Título: dc.titleLigas Acadêmicas de Medicina: extensão das ciências médicas à sociedade-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.