Caracterização físico-química e avaliação sensorial dos frutos de bananeira

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorSouza, Manoel Euzebio de-
Autor(es): dc.creatorLeonel, Sarita-
Autor(es): dc.creatorMartins, Rafaela Lopes-
Autor(es): dc.creatorSegtowick, Edilene Clea dos Santos-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T22:50:25Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T22:50:25Z-
Data de envio: dc.date.issued2016-07-07-
Data de envio: dc.date.issued2016-07-07-
Data de envio: dc.date.issued2013-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.14583/2318-7670.v01n01a03-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/140953-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/140953-
Descrição: dc.descriptionThis study aimed to evaluate the physical-chemical characteristics as well as sensorial acceptance of banana fruits genotypes in Botucatu/SP. The characteristics evaluated were: texture, PH, titratable acidity, soluble solids, total sugar, starch, potassium contents and sensorial acceptance. For the analysis were selected five fruits from the second bunch. The experimental design was completely randomized. There were eleven treatments (genotypes), five repetitions and two usable plants per plot. According to results in the AAA group, the ‘Caipira’ cultivar presented the highest potassium levels (7.24 gkg-1) and the lowest sensorial acceptance and the ‘Nam’ cultivar showed the highest soluble solids contents (6.33 ºBrix). In the AAB group the ‘Prata Zulu’ cultivar stood out for its high sugar (0.49%), starch contents (34.40%) and low acidity (0.12 % of malic acid). For the AAAB group the ‘Fhia 18’ cultivar had the highest sugar content (0.60%) and the ‘Prata Graúda’ cultivar had the highest sensorial acceptance levels of all genomic groups.-
Descrição: dc.descriptionO presente trabalho teve como objetivo avaliar as características físico-químicas, bem como a aceitação sensorial de frutos de genótipos de bananeira em Botucatu/SP. As características avaliadas foram: textura, pH, acidez titulável, sólidos solúveis, açúcares redutores totais, amido, teores de potássio e aceitação sensorial. Para a determinação das análises foram escolhidos 5 frutos da 2 a penca do cacho. O delineamento adotado foi o inteiramente casualisado, com 11 tratamentos (genótipos) e cinco repetições. Para cada repetição foram utilizados 5 frutos. Conforme os tratamentos empregados, no grupo AAA, o cultivar Caipira apresentou os maiores teores de potássio (7,24 g.kg-1 ), contudo menor aceitação, evidenciada pela avaliação global (AVG), sendo os maiores teores de sólidos solúveis observados na bananeira (6,33 ºBrix). O cultivar Prata Zulu do grupo AAB destacou-se em relação aos demais cultivares do mesmo grupo, apresentando maiores teores de açúcares (0,49%), amido (34,40%) e baixa acidez (0,12% de ácido málico). Para o grupo AAAB, ‘Fhia 18’ apresentou maiores teores de açúcares (0,60%) e ‘Prata Graúda’ foi a mais aceita entre todos os grupos genômicos.-
Formato: dc.format13-17-
Idioma: dc.languagept_BR-
Relação: dc.relationNativa-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectMusa spp.-
Palavras-chave: dc.subjectQuality genotypes-
Palavras-chave: dc.subjectSensorial acceptance-
Palavras-chave: dc.subjectMusa spp.-
Palavras-chave: dc.subjectGenótipos-
Palavras-chave: dc.subjectQualidade-
Palavras-chave: dc.subjectAceitação sensorial-
Título: dc.titleCaracterização físico-química e avaliação sensorial dos frutos de bananeira-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.