Fatores protetores e de risco envolvidos na transmissão vertical do HIV-1

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorGianvecchio, Rosângela P.-
Autor(es): dc.creatorGoldberg, Tamara Beres Lederer-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T16:59:15Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T16:59:15Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2005-04-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2005000200025-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/13211-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/13211-
Descrição: dc.descriptionEste estudo avalia os fatores maternos e fetais envolvidos na transmissão vertical do HIV-1 em 47 pares de mãe e filho. As variáveis comportamentais, demográficas e obstétricas foram obtidas mediante entrevista; os dados referentes ao parto e ao recém-nascido, dos prontuários das maternidades. Durante o terceiro trimestre de gestação foi realizada a contagem da carga viral materna e dos linfócitos T CD4+. A média de idade foi de 25 anos e 23,4% das gestantes eram primigestas, e o fator comportamental mais prevalente foi não usar preservativos. Dentre as gestantes, 48,9% tinham células CD4+ superior a 500 células/mm³ e 93,6% se enquadravam na categoria clínica A; 95,7% submeteram-se à profilaxia com zidovudina durante a gestação ou no parto, a qual foi ministrada a todos os recém-nascidos; 50,0% delas foram submetidas à cesárea eletiva. Apesar de expostas a vários fatores de risco e protetores, nenhuma criança tornou-se infectada. A transmissão vertical resulta de um desequilíbrio entre os fatores, com predomínio dos de risco sobre os protetores.-
Descrição: dc.descriptionThis study aimed to evaluate maternal and fetal factors related to vertical transmission of HIV-1. Participants included 47 mother-child pairs. Behavioral, demographic, and obstetric data were obtained through interviews. Data related to delivery and newborns were collected from registries in the maternity hospitals. During the third trimester of pregnancy, CD4+ T lymphocytes and maternal viral load were measured. Mean age of the mothers was 25 years and 23.4% of the pregnant women were primigravidae. The most prevalent behavioral factor was lack of condom use. 48.9% of the women presented a CD4+ count greater than 500 cells/ mm³, and 93.6% belonged to clinical category A. 95.7% of the women received zidovudine prophylaxis during pregnancy or childbirth, and the medication was also administered to all the neonates. 50.0% of patients were submitted to elective cesareans. Despite several risk and protective factors, none of the children was infected. Vertical transmission is an outcome of an imbalance among factors, with a predominance of risk over protective factors.-
Formato: dc.format581-588-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherEscola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz-
Relação: dc.relationCadernos de Saúde Pública-
Relação: dc.relation0.971-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectSíndrome de Imunodeficiência Adquirida-
Palavras-chave: dc.subjectFatores de Risco-
Palavras-chave: dc.subjectHIV-
Palavras-chave: dc.subjectTransmissão Vertical de Doença-
Palavras-chave: dc.subjectAcquired Immunodeficiency Syndrome-
Palavras-chave: dc.subjectRisk Factors-
Palavras-chave: dc.subjectHIV-
Palavras-chave: dc.subjectVertical Disease Transmission-
Título: dc.titleFatores protetores e de risco envolvidos na transmissão vertical do HIV-1-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.