Complicações com uso de esferas não integráveis e integráveis na reconstrução da cavidade anoftálmica

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorSchellini, Silvana Artioli-
Autor(es): dc.creatorHoyama, Erika-
Autor(es): dc.creatorPadovani, Carlos Roberto-
Autor(es): dc.creatorFerreira, Vera Lúcia R.-
Autor(es): dc.creatorRoça, Romualdo-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T16:58:11Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T16:58:11Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2000-06-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492000000300002-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/12670-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/12670-
Descrição: dc.descriptionObjetivo: Apresentar as complicações observadas com esferas de diferentes materiais na reconstrução da cavidade anoftálmica. Métodos: Foram avaliados retrospectivamente 117 portadores de cavidade anoftálmica, com tempo mínimo de seguimento de 6 meses, procurando correlacionar sexo, tipo de esfera utilizada, causa da perda do olho, diâmetro da prótese, tipo de cirurgia e a ocorrência das complicações (deiscências e expulsão da esfera). Resultados: As deiscências ocorreram principalmente com esferas de polímero vegetal. A expulsão da esfera ocorreu mais precocemente nos implantes integráveis e foi mais freqüente com as esferas não-integráveis (PMMA). A esfera de polietileno (Polipore) foi a que apresentou menos probabilidade de complicações. Conclusão: A esfera de polietileno é na atualidade a melhor alternativa para preenchimento da cavidade anoftálmica.-
Descrição: dc.descriptionPurpose: To observe the complications with spheres of different types of material used in anophthalmic cavity reconstruction. Methods: 117 patients with anophthalmic cavity were retrospectivelly studied. The minimum follow-up was 6 months. We correlated sex, type of used sphere, causes of eye loss, sphere diameter, surgery done and complications (dehiscence and sphere expulsion). Results: Dehiscence occurred mainly with vegetal polymer spheres. The integrated implants had earlier sphere expulsion than those nonintegrated and the latter extruded more than the others. The polyethylene sphere (Polipore) presented less complications than the others. Conclusion: Nowadays we consider the polyethylene sphere the best choice to fill the anophthalmic socket.-
Formato: dc.format175-178-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherConselho Brasileiro de Oftalmologia-
Relação: dc.relationArquivos Brasileiros de Oftalmologia-
Relação: dc.relation1.026-
Relação: dc.relation0,518-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectImplante de cavidade-
Palavras-chave: dc.subjectDeiscência-
Palavras-chave: dc.subjectExpulsão-
Palavras-chave: dc.subjectCavidade anoftálmica-
Palavras-chave: dc.subjectComplicações-
Palavras-chave: dc.subjectCavity implant-
Palavras-chave: dc.subjectDehiscence-
Palavras-chave: dc.subjectExpulsion-
Palavras-chave: dc.subjectAnoph-thalmic socket-
Palavras-chave: dc.subjectComplications-
Título: dc.titleComplicações com uso de esferas não integráveis e integráveis na reconstrução da cavidade anoftálmica-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.