Youtube: práticas discursivas e identitárias no ciberespaço

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorMello, Yuri-
Autor(es): dc.creatorGregolin, Maria do Rosario de Fatima Valencise-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:54:45Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:54:45Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-07-15-
Data de envio: dc.date.issued2015-07-15-
Data de envio: dc.date.issued2014-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://drive.google.com/file/d/0B5v6scBU4iH0VkYtOXhjTmVULUk/edit-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/124895-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/124895-
Descrição: dc.descriptionInegavelmente, as mídias tradicionais como a televisão, o rádio e a mídia impressa detêm grande influência na sociedade contemporânea, tanto para o delineamento do pensamento coletivo, quanto para a sugestão à formação cultural por meio de enunciados produzidos por sujeitos que ocupam determinadas formações sócio- ideológicas. Entretanto, atualmente, um objeto que tem ganhado espaço privilegiado, diferente das mídias tradicionais, são as mídias digitais. Fluidos no grande oceano do ciberespaço que se constitui como um aglutinador de mídias, onde se mesclam mídias tradicionais e novas mídias, centros recepto-difusores encontram-se dispersos em toda parte e, efetivamente, em parte alguma, tornando-se, assim, um espaço onde a cultura participativa e (d)a interatividade ganham traços. Dessa maneira, o presente trabalho, embasado principalmente pelo aporte teórico da Análise do Discurso de linha francesa, tendo como fio condutor as reflexões de Michel Foucault, procura discutir questões de identidades produzidas e veiculadas nos meios digitais. Toma-se como corpus de análise vídeos caseiros de pessoas “anônimas” que transmitem-se pelo canal do YouTube, onde mostram suas habilidades vocais, artísticas e até mesmo conhecimentos de técnicas áudio-visuais para a produção de efeitos de sentido. Estes sujeitos fazem uso de técnicas de confissão para a construção e afirmação de uma identidade de “artista” e, por essas práticas, produzem novas subjetividades. Em torno destes vídeos, ainda, são originadas comunidades inteligentes de pertencimento pontuadas no próprio YouTube e em outras plataformas, como no Twitter, Facebook, My Space, etc. onde são mobilizados e compartilhados os savoir-faire desses sujeitos e virtualizadas e atualizadas as identidades à luz de uma cultura da convergência.-
Formato: dc.format80-92-
Idioma: dc.languagept_BR-
Relação: dc.relationMídia e Discurso na Amazônia-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectIdentidade-
Palavras-chave: dc.subjectPráticas discursivas-
Palavras-chave: dc.subjectDiscurso-
Palavras-chave: dc.subjectCiberespaço-
Palavras-chave: dc.subjectYouTube-
Título: dc.titleYoutube: práticas discursivas e identitárias no ciberespaço-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.