Zoneamento ecológico econômico do município de Altinópolis, SP

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCrivelenti, Rafael Castro-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:51:49Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:51:49Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-06-17-
Data de envio: dc.date.issued2015-06-17-
Data de envio: dc.date.issued2014-01-07-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/123718-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/cathedra/12-05-2015/000826337.pdf-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/123718-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Agronomia (Ciência do Solo) - FCAV-
Descrição: dc.descriptionSince Brazil's colonization, occupation of territory occurred in a predatory manner. This process of exploitation of natural resources occurred through the practice of deforestation for timber and / or for opening of new agricultural frontiers. However, these practices may cause some negative effects, such as soil degradation and vegetation, siltation of streams and loss of biodiversity. The ecological economic zonation has been considered a viable strategy to direct the implementation of public policies that contribute to territorial planning at the municipal level. The objective of this study was to characterize the environment through the development of a conceptual model of zoning for the city of Altinópolis, SP. With the aid of geographical information systems (GIS) we generated maps to define six areas of use: protection, restoration, urban area, special use, agricultural potential and potential recharge to the aquifer. From our analysis we found that 30% of the municipality showed use restrictions under current forest legislation. Furthermore, we identified that 45% of land have potential for groundwater recharge and 70% of the territory have agrosilvicultural potential favored by soil, climate and local relief. We also observed a loss of 76 quliometers of watercourses through degradation processes, due to the decrease in 18% of the existing 641 springs. These results points to the need to implement public policies that encourage conservation of existing forests and also the restoration of degraded areas, especially areas of groundwater recharge. Future economic activities also need to be explored adequately to provide further strengthening of the primary economic sector of the municipality-
Descrição: dc.descriptionDesde a colonização brasileira, a ocupação do território ocorreu de maneira predatória. Este processo de exploração dos recursos naturais aconteceu por meio da prática de desmatamentos para exploração da madeira e/ou para abertura de novas fronteiras agropecuárias. Entretanto, estas práticas podem provocar alguns efeitos negativos, como: a degradação dos solos e da vegetação, o assoreamento dos córregos e perda de biodiversidade. O zoneamento ecológico econômico tem sido considerado uma estratégia viável para direcionar a implantação de políticas públicas que visem contribuir no planejamento territorial em nível municipal. Assim, o objetivo deste trabalho foi elaborar um modelo de zoneamento para o município de Altinópolis, SP. Com o auxílio de sistemas de informação geográfica (SIG), foram gerados mapas para definir seis zonas de uso: proteção, restauração, área urbana, uso especial, potencial agrícola e potencial de recarga para o aquífero. A partir dos dados analisados 30% do município apresentaram restrições de uso segundo a legislação florestal vigente. Identificou-se que 45% do território possuem potencial para recarga dos aquíferos e 70% do território apresentam potencial agrossilvipastoris favorecido pelo solo, clima e relevo locais. Observou-se uma perda de 76 quilômetros de cursos de água por meio de processos de degradação, devido ao recuo em 18% das 641 nascentes existentes. Estes resultados apontam para a necessidade de implementação de políticas públicas que incentivem a conservação das florestas existentes e também a restauração das áreas degradadas, especialmente as áreas de recarga. Futuras atividades agrícolas também necessitam ser exploradas adequadamente para propiciar um maior fortalecimento do principal setor econômico do município, a agricultura-
Formato: dc.formatxxi, 112 p. : il.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectAgua - Conservação-
Palavras-chave: dc.subjectSolos - Conservação-
Palavras-chave: dc.subjectPlanejamento-
Palavras-chave: dc.subjectSistemas de informação geografica-
Palavras-chave: dc.subjectZoneamento economico-
Palavras-chave: dc.subjectPlanning-
Título: dc.titleZoneamento ecológico econômico do município de Altinópolis, SP-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.