Dinâmica do nitrogênio em sistemas de produção sob semeadura direta

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCastoldi, Gustavo-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:50:54Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:50:54Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-05-14-
Data de envio: dc.date.issued2015-05-14-
Data de envio: dc.date.issued2014-07-29-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/123373-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/cathedra/30-04-2015/000829355.pdf-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/123373-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Agronomia (Agricultura) - FCA-
Descrição: dc.descriptionNitrogen cycling in the soil-plant system is quite complex, with diverse paths of input and output, and changes in soil and/or crop management can modify its dynamics affecting the N gain/losses balance. The integrated evaluation of these processes is essential for a better understanding of the N cycling in agricultural production systems. Our study aimed to evaluate N dynamics in soybean cropping systems in rotation with cover crops, with a focus on how the systems affect soil N storage and the major N losses from the soil-plant system. The experiment was carried out in a clay Rhodic Ferralsol, in Botucatu, São Paulo, Brazil. The experimental area has been cropped under no till for thirteen years, and the current treatments have been conducted since 2006. Congo grass (Brachiaria ruziziensis), grain sorghum (Sorghum bicolor) and a mix of both were cropped during fall/winter. In the spring, pear millet (Pennisetum glaucum), forage sorghum (Sorghum bicolor) and Sunn hemp (Crotalaria juncea) were cropped in sub-plots. Soybean (Glycine max) was cropped as summer crop. We assessed for two years the grain yield, dry matter, N accumulation and C/N ratio of the cropped species, as well as the soil N storage. We also quantified, for one year, N inputs via seeds, atmospheric deposition and pesticide spraying and N via NO3- leaching, NH3 emission from straw and above part of the plants and N2O emission from soil. Generally speaking, losses of N as NO3-, NH3 and N2O ranged, respectively, from 11.2 to 24.2, 19.0 to 10.6 and 1.2 to 9.7 kg ha-1 year-1, being the highest values observed in systems with Congo grass cropped in the fall/winter and Sunn hemp cropped in the spring season. These losses seem to have occurred due the highest N accumulation by these species. In the case of Sunn hemp, the largest contribution of N, even if it results in major losses, proved to be crucial for the positive balance of N in the ...-
Descrição: dc.descriptionO ciclo do N no sistema solo-planta é bastante complexo, com diversas vias de entrada e saída. Alterações no manejo do solo e das espécies cultivadas podem afetar sua dinâmica, de modo que a avaliação integrada desses processos é essencial para o melhor entendimento do ciclo do N em sistemas de produção agrícola. Objetivou-se avaliar a dinâmica do N em sistemas de produção de soja rotacionada com plantas de cobertura, com enfoque na contribuição dos sistemas para o estoque de N no solo e nas principais perdas de N. O experimento foi conduzido em um Latossolo Vermelho, de textura argilosa, em Botucatu, SP. A área vem sendo cultivada há treze anos em semeadura direta e os atuais tratamentos são os mesmos desde 2006. No outono/inverno foram cultivados brachiaria ruziziensis (Brachiaria ruziziensis), sorgo granífero (Sorghum bicolor) e estas espécies em consórcio; na primavera foram cultivados, em sub-parcelas, crotalária (Crotalaria juncea), milheto (Pennisetum americanum) e sorgo forrageiro (Sorghum bicolor), antecedendo a cultura da soja (Glycine Max) no verão. Avaliou-se por dois anos a produtividade de grãos, matéria seca, acúmulo de N e relação C/N das plantas envolvidas no sistema, bem como o estoque de N no solo. Avaliaram-se ainda, por um ano, as entradas de N via sementes, deposições atmosféricas e pulverizações, e as saídas via lixiviação de NO3-, emissão de NH3 a partir da palhada e da parte aérea das plantas e emissão de N2O a partir do solo. De modo geral, as perdas de N nas formas de NO3-, NH3 e N2O variaram, respectivamente, de 11,2 a 24,2, 10,6 a 19,0 e 1,2 a 9,7 kg ha-1 ano-1, sendo os maiores valores observados nos sistemas com brachiaria no inverno ou crotalária na primavera. Tais perdas parecem ser decorrentes do maior acúmulo de N nestas culturas. No caso da ...-
Formato: dc.formatxi, 134 f. : il. color., grafs., tabs-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectCultivos extensivos-
Palavras-chave: dc.subjectLixiviação-
Palavras-chave: dc.subjectAmonia-
Palavras-chave: dc.subjectSemeadura-
Palavras-chave: dc.subjectNitrogenio na agricultura-
Palavras-chave: dc.subjectNitrogen in agriculture-
Título: dc.titleDinâmica do nitrogênio em sistemas de produção sob semeadura direta-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.