A tradução da obra Inferno, de Patrícia Melo, à luz da Linguística de Corpus

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorMartins, Elisangela Fernandes-
Autor(es): dc.creatorCamargo, Diva Cardoso de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:48:30Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:48:30Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-04-27-
Data de envio: dc.date.issued2015-04-27-
Data de envio: dc.date.issued2013-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://www.pgletras.uerj.br/linguistica/linguagem07.html-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/122501-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/122501-
Descrição: dc.descriptionNeste artigo, apresentaremos um estudo da tradução da obra Inferno da autora Patrícia Melo, com o título Inferno, por Clifford Landers. Buscamos refletir sobre como são projetados no exterior uma visão da realidade violenta de grandes centros urbanos brasileiros e sobre o quanto o tradutor conseguiu resgatar da nossa sociedade no texto traduzido. Partimos do pressuposto de que o tradutor, consciente ou inconscientemente, usa recursos durante o processo de mediação entre o texto de partida e o texto de chegada, que tornam a leitura da obra traduzida mais fácil. Baker (1996) propõe a investigação de tipos de comportamento linguístico característicos de textos traduzidos. O objetivo desse trabalho é identificar aspectos de normalização presentes na tradução. Para a investigação, recorremos aos Estudos da Tradução Baseados em Corpus (Baker, 1993, 1996; Camargo, 2005, 2007), à Linguística de Corpus (Berber Sardinha, 2004) e aos estudos sobre normalização de Scott (1998). Pode-se observar a ocorrência de mudança de registro de linguagem, omissões, adições, diferenças no comprimento das sentenças e relacionadas a imprecisões de expressões. Espera-se que o presente trabalho possa contribuir para uma maior conscientização das tendências apresentadas pelos tradutores, e para apresentar as possibilidades oferecidas pela intersecção dos Estudos da Tradução Baseados em Corpus e da Linguística de Corpus.-
Formato: dc.format452-465-
Idioma: dc.languagept_BR-
Relação: dc.relationCrítica Cultural-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectTradução literária-
Palavras-chave: dc.subjectLiteratura Brasileira traduzida-
Palavras-chave: dc.subjectEstudos da Tradução Baseados em Corpus-
Palavras-chave: dc.subjectMarcadores culturais-
Palavras-chave: dc.subjectPatrícia Melo-
Palavras-chave: dc.subjectInferno-
Título: dc.titleA tradução da obra Inferno, de Patrícia Melo, à luz da Linguística de Corpus-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.