O percurso da memória nos romances de Antônio Torres: a constituição do eu na fronteira entre o sertão e a cidade

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorGonçalves, Rogério Gustavo-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:47:47Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:47:47Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-04-09-
Data de envio: dc.date.issued2015-04-09-
Data de envio: dc.date.issued2014-02-24-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/122249-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/122249-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionProcesso FAPESP: 2010/05456-4-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Letras - IBILCE-
Descrição: dc.descriptionThis project consists of a comparative study of the trilogy composed of the novels Essa terra (1976), O cachorro e o lobo (1997) and Pelo fundo da agulha (2006), by Antônio Torres. Using the memorialistic element as analysis object, I examine the way the narrators articulate it in the three novels’ plots, associating it with the spatial data predominant in these narratives. I work with the hypothesis that, by the memory of their narrators or their characters, the antinomy between the city and the backwoods is essentially recovered, with the objective to verify that the recurrence of this contrast characterizes a thematic obsession of the author. Several issues arise then related to this fundamental spatiotemporal opposition that pervades these novels, which goes from the characterization of man’s existential problems to relevant aspects of Brazilian social reality. Thereby, besides the verification of the narrative categories of time and space in these novels, I aim to present, as part of my hypothesis, the importance of the procedures employed as a formal solution to the introduction and development of the issues discussed. I seek to demonstrate how the memorialistic instance guides the author’s process of composition as a factor of spatial alternation, evidencing a consonance relation between the novels’ structure and content, in order to mirror the psychological condition of the characters, especially of the trilogy protagonist, Totonhim, associated to his identity constitution-
Descrição: dc.descriptionEste trabalho consiste em um estudo comparado da trilogia de Antônio Torres, composta pelos romances Essa terra (1976), O cachorro e o lobo (1997) e Pelo fundo da agulha (2006). Tomando o elemento memorialístico como objeto de análise, examinamos o modo como os narradores o articulam nos enredos dos três romances, relacionando-o com os dados espaciais predominantes nessas narrativas. Trabalhamos com a hipótese de que, nesses romances, assim como na obra de Antônio Torres de uma maneira geral, pela memória de seus narradores ou personagens recupera-se, essencialmente, a antinomia entre a cidade e o sertão, com o intento de comprovar que a recorrência a esse contraste se caracteriza como uma obsessão temática do autor. Relacionadas a essa oposição basilar espaço-temporal que perpassa esses romances, surgem diversas questões, que vão da caracterização de problemas existenciais do homem, passando por aspectos relevantes da realidade social brasileira. Desse modo, além da averiguação das categorias narrativas de tempo e espaço nos romances, o objetivo é mostrar, como parte de nossa hipótese, a importância dos procedimentos utilizados como solução formal para a apresentação e desenvolvimento dos temas abordados. Buscamos mostrar como a instância memorialística norteia o processo de composição de Antônio Torres e é fator de alternância espacial, evidenciando uma relação de consonância entre estrutura e conteúdo romanescos, de modo a espelhar a condição psicológica dos personagens, sobretudo do protagonista da trilogia, Totonhim, associada à sua constituição identitária-
Formato: dc.format202 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectTorres, Antônio 1940- Crítica e interpretação-
Palavras-chave: dc.subjectLiteratura brasileira - História e crítica-
Palavras-chave: dc.subjectFicção brasileira - História e crítica-
Palavras-chave: dc.subjectMemória na literatura-
Palavras-chave: dc.subjectEspaço e tempo na literatura-
Palavras-chave: dc.subjectIdentidade (Psicologia) na literatura-
Palavras-chave: dc.subjectBrazilian literature History and criticism-
Título: dc.titleO percurso da memória nos romances de Antônio Torres: a constituição do eu na fronteira entre o sertão e a cidade-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.