Avaliação da atividade anti -ulcerogênica, antidiarréica e antiinflamatõria de astronium fraxinifolium Schott: Uma espécie medicinal do cerrado

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorSerikava, Silvia Massae Oide-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:44:38Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:44:38Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2010-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/121131-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/121131-
Descrição: dc.descriptionEste trabalho visa o estudo dos efeitos biológicos dos extratos hidroalcóolicos (HDA) obtidos das cascas e folhas de Astronium fraxinifolium (Anacardiaceae), uma espécie medicinal do Cerrado brasileiro. Com base nas indicações populares de uso da espécie no combate a diversos males como a diarréia, cólicas, inflamação e reumatismo e a confirmação pela literatura da atividade gastroprotetora da espécie congênere Astronium urundeuva, foram realizados modelos experimentais in vivo para caracterizar a propriedade anti-úlcera, antidiarrêica e antiinflamatória dos extratos hidroalcóolicos de cascas (A.f.cs) e folhas (A.f.fol) de A. fraxinifolium. A propriedade antiulcerogênica dos A.f.cs e A.f.fol, administrado pela via oral, em diferentes doses (125, 250 e 500 mg/kg) foi avaliada em modelos experimentais in vivo em que os ratos Wistar machos foram confrontados com agentes ulcerogênicos químicos como etanol absoluto e droga antiinflamatória não-esteroidal (DAINE). Os fatores envolvidos na gastroproteção dos extratos foram avaliados através da quantificação de glutationa total do raspado da mucosa, volume do suco gástrico, concentração de íons H+ e pH do suco gástrico. A atuação de fatores protetores da mucosa gástrica como óxido nítrico (NO) e compostos sulfidrílicos (SH) também foram analisados sob efeito de ambos os extratos. A propriedade antidiarrêica dos extratos (500 mg/kg, p.o.) também foi avaliada através da motilidade intestinal, índice de evacuações e acumulo de fluidos intestinais. Ambos os extratos (500 mg/kg, p.o. e 50 mg/kg, i.p.) também foram submetidos a avaliação em dois modelos experimentais (edema da pata induzida por carragenina e teste de formalina) onde as propriedades antiedematogênica e antiinflamatória foram analisadas em roedores. Ambos os extratos foram estudos fitoquimicamente em CLAE-DAE... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo)-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectPlantas dos cerrados-
Palavras-chave: dc.subjectAnacardicea-
Palavras-chave: dc.subjectPlantas medicinais-
Palavras-chave: dc.subjectMatéria médica vegetal-
Palavras-chave: dc.subjectUlceras - Prevenção-
Título: dc.titleAvaliação da atividade anti -ulcerogênica, antidiarréica e antiinflamatõria de astronium fraxinifolium Schott: Uma espécie medicinal do cerrado-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.