Análise do perfil lipídico e da glicemia de mulheres participantes de um programa de atividade física moderada

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorRodrigues, Fernanda Bueno-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:43:41Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:43:41Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2009-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/120819-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/120819-
Descrição: dc.descriptionHá muito tempo pesquisadores estudam os malefícios à saúde causados pelo sedentarismo. Atualmente a inatividade física representa um grave problema de saúde pública. Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS (2009a), um estilo de vida sedentário é a principal causa de morte, doenças crônicos degenerativas e deficiências. Além disso, níveis insatisfatórios de atividade física associados a dietas hipercalóricas e com alto teor de gordura estão associados ao aumento de peso corporal, o que leva à desbalanços nos níveis lípedes circulantes, ou dislipidemia (DURSTINE, 2001). A disilipidemia está relacionada a alterações no metabolismo lipídico, incluindo níveis elevados de colesterol total, LDL colesterol, triglicerídeos e redução do HDL colesterol (DÂMASO, 2003). Em contrapartida, já é comprovado que a prática regular de atividade física aparece como uma ferramenta não medicamentosa na prevenção e tratamento de portadores de doenças crônicas. Estudos com indivíduos e grupos populacionais demonstram existir uma associação inversa entre os níveis de atividade física e a incidência de diversas doenças, como a hipertensão, a obesidade, os diabetes, a doença arterial coronariana e a depressão (NAHAS,2001). Sabe-se que a dislipidemia está associada a doenças de preocupação pública como obesidade, DM e doenças cardiovasculares. Por outro lado os benefícios da prática de atividade física já são consolidados. Assim, o objetivo deste estudo é verificar o efeito de um programa de atividade física moderado no perfil lipídico e na glicemia em mulheres acima de 50 anos através da análise do efeito de 7 meses de atividade física moderada nos seguintes parâmetros bioquímicos: colesterol, lipoproteína de baixa densidade (LDL), lipoproteína de alta densidade (HDL), triglicerídeos (TG) e glicemia. Conclui-se que o programa de atividade... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo)-
Formato: dc.format33 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectEsportes - Treinamento técnico-
Palavras-chave: dc.subjectLipoproteína de baixa densidade (LDL)-
Palavras-chave: dc.subjectLipoproteína de alta densidade (HDL)-
Palavras-chave: dc.subjectTriglicerídeos-
Título: dc.titleAnálise do perfil lipídico e da glicemia de mulheres participantes de um programa de atividade física moderada-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.