Estudo geoelétrico em ocorrência de manganês supergênico no município de Itapira (SP) por meio do método da eletrorresistividade

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorPaes, Rafael-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:42:14Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:42:14Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2013-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/120381-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/120381-
Descrição: dc.descriptionThe geophysical methods are used as tools that, together with other data, assist in target detail and sizing of ore bodies. This paper presents the results of the application of DC resistivity geophysical method on a manganese mineral occurrence located in Itapira, in the northern portion of São Paulo state, hosted predominantly in schists and quartzits of Itapira Group. The integration of geophysical data resulted in the elaboration of electrical resistivity models, where it was possible observe that the mineralized body, composed predominantly of manganese oxides and hydroxides, has a pattern of high resistivity (above 5000 Ω.m) both surface and subsurface. The contrast with the host rock is characterized mainly by different minerals assemblages and by the presence of local groundwater. The results accomplished in this paper reveal that the application of DC resistivity method is valid in primary evaluations of supergene deposits-
Descrição: dc.descriptionOs métodos geofísicos são largamente utilizados como ferramentas que, em conjunto com outros dados, auxiliam no detalhamento de alvos minerais e no dimensionamento dos corpos mineralizados. Este trabalho apresenta os resultados da aplicação do método geofísico da eletrorresistividade em uma ocorrência mineral de manganês localizada no município de Itapira, no norte do estado de São Paulo, hospedada predominantemente em xistos e quartzitos do Grupo Itapira. A integração dos dados geofísicos resultou na elaboração de modelos de eletrorresistividade, onde foi possível observar que o corpo mineralizado, composto predominantemente por óxidos e hidróxidos de manganês, possui um padrão de alta resistividade (acima de 5000 Ω.m) tanto em superfície quanto em subsuperfície. O contraste com a rocha encaixante é marcado principalmente pelas diferentes assembleias minerais e pela presença local do nível freático. Os resultados obtidos neste trabalho revelam que a aplicação do método da eletrorresistividade é efetivo na avaliação primária de depósitos supergênicos-
Formato: dc.format46 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectGeofisica-
Palavras-chave: dc.subjectManganes-
Palavras-chave: dc.subjectOxidos-
Palavras-chave: dc.subjectResistencia eletrica-
Palavras-chave: dc.subjectItapira (SP)-
Título: dc.titleEstudo geoelétrico em ocorrência de manganês supergênico no município de Itapira (SP) por meio do método da eletrorresistividade-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.