Inspeção de Precaução de Contato: relato de Experiência de uma Graduanda de Enfermagem Botucatu

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorFigueiredo, Marília Ferreira de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:37:36Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:37:36Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2010-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/119072-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/119072-
Descrição: dc.descriptionInfections Related to Healthcare (IRAS) is a problem of worldwide concern, responsible for much morbidity and lethality. The incidence of IRAS associated with resistant microorganisms has increased worldwide. It is also known that the etiology of bacterial resistance is multifactorial, thus controlling the spread of resistant microorganisms requires the implementation of control measures that involve the performance of standard and contact precautions, plus the use of antimicrobials. To diagnose the problem as to the likely accession of the measures of infection control was prepared in a form to inspect the practices of the health staff acting with patients in contact precautions. The inspections had an educational and awareness, no punitive measures were taken to staff as warnings, suspensions or complains of a breach of ethics. If any irregularities were found, the professional standards of care countershaft contact and the nurse responsible for the head nurse or unit area were notified and counseled about the correct practice of isolation. While an undergraduate student initiated precautionary inspections of contact in order to verify the actual use of isolation measures, since the professionals were unaware of my active participation in the Committee on Infection Control. Facilities and difficulties were encountered in the process, and from the inspections was possible interventions to facilitate compliance with standards for isolation imposed by contact. Since the instrument has significantly improved adherence to contact isolation practices, the members of the Infection Control regulated inspections and intend to use it as a permanent method-
Descrição: dc.descriptionAs Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS) representam um problema de abrangência mundial, responsável por grande parte de morbidades e letalidades. A incidência de IRAS associadas a microrganismos resistentes tem aumentado em todo o mundo. Sabe-se também, que a etiologia da resistência bacteriana é multifatorial, desta forma, o controle da disseminação de microrganismos resistentes requer a implementação de medidas de controle que envolvam o cumprimento das precauções padrão e de contato, além do uso racional de antimicrobianos. Para diagnosticar o provável problema quanto ao seguimento das normas de controle de infecção foi elaborado um impresso para inspecionar as práticas da equipe de saúde atuante com os pacientes em precaução de contato. As inspeções tinham caráter educativo e de conscientização, não foram adotadas medidas punitivas para os profissionais como advertências, suspensões ou denuncia de infração ética. Caso alguma irregularidade fosse encontrada, o profissional que contraveio às normas de precaução de contato e o enfermeiro responsável pela unidade ou enfermeiro chefe de área, eram notificados e orientados quanto às práticas corretas de isolamento. Enquanto aluna de graduação iniciei as inspeções de precaução de contato com a finalidade de verificar a utilização real das medidas de isolamento, já que os profissionais atuantes desconheciam a minha participação na Comissão de Controle de Infecção. Dificuldades e facilidades foram encontradas no processo, e a partir das inspeções foi possível realizar intervenções a fim de viabilizar o cumprimento das normas instituídas para isolamento por contato. Visto que o instrumento melhorou significativamente a adesão às práticas de isolamento de contato, os membros da Comissão de Controle de Infecção regulamentaram as inspeções e pretendem utilizá-la como método permanente-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectInfeccão hospitalar-
Título: dc.titleInspeção de Precaução de Contato: relato de Experiência de uma Graduanda de Enfermagem Botucatu-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.