Influência da aplicação de cargas estáticas axias e não axais em próteses parciais fixas de três elementos, análise pela extensometria

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCosta, Isadora Andrade da-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:36:55Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:36:55Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2010-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/118772-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/118772-
Descrição: dc.descriptionUm bloco de poliuretano recebeu três implantes de hexagono externo, no posicionamento compensado. Para cada implante foi conectado o pilar protético microunit. Foram realizados cinco enceramentos com três coifas plásticas cada um, que foram fundidos em monobloco numa liga de cobalto-cromo. Foram colados quatro extensomêtros tangenciando cada implante, sendo dois extensomêtros para o implante central. Após o acabamento, as estruturas foram fixadas nos respectivos locais com o parafuso de retenção com torque de 10 Ncm, obtidos com um torquímetro. Para aplicação de carga sobre os corpos-de-prova foram selecionados cinco pontos de aplicação de carga. O dispositivo de aplicação de carga–DAC foi utilizado 30 kg de cargas verticais estáticas, empregando uma ponta esférica de 2 mm de diamêtro, durante 10 segundos em cada um dos pontos estabelecidos, sendo, neste instante registradas as micro deformações de cada extensômetro. Foi utilizado o teste de análise de variância T Student e o nível de significância foi o valor convencional de 5%. Para cada implante foi analisada a microdeformação ocorrida. Os resultados obtidos mostraram que houve uma diferença estatisticamente significativa entre os pontos não-axiais D e E (t = 5,21 df = 4, p = 0,006 < 0,05) e não foi estatisticamente significativa para os dados axial entre os pontos B e C (t = 6, 57, df = 4, p = 0,003 < 0,05 / 3). Conclui-se que,a aplicação de carga ao redor de três implantes de hexágono externo no posicionamento compensado,mostra que os pontos não-axiais sofrem maior micro deformação do que os pontos axiais-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectProtese dentaria parcial-
Palavras-chave: dc.subjectExtensometria-
Palavras-chave: dc.subjectHexagono externo-
Título: dc.titleInfluência da aplicação de cargas estáticas axias e não axais em próteses parciais fixas de três elementos, análise pela extensometria-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.