Fácies e associação de fácies da formação Pirambóia na região de Descalvado/SP

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCôrtes, Ariane Raissa Pinheiro-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:36:52Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:36:52Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2013-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/118748-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/118748-
Descrição: dc.descriptionPrograma de Formação de Recursos Humanos em Geociências e Ciências Ambientais Aplicadas ao Petróleo-
Descrição: dc.descriptionThe Pirambóia Formation is a lithostratigraphic unit of the Paraná Basin, positioned between the Corumbataí (lower) and Botucatu (upper) Formations on the eastern edge of the basin. This unit is focused by many studies due to its great importance as an essential component in the Guarani Aquifer System (SAG) and the petroleum system “Irati-Pirambóia”, as excellent reservoirs. The Pirambóia Formation is historically the subject of several controversies on issues like age, contact relationships with the upper unit and depositional paleoenvironment. Despite these aspects, the Pirambóia Formation is commonly taken to be of Triassic age and is considered a product of wet aeolian systems, with plenty of wet interdunes and subordinate fluvial facies. In this work, by using techniques such as facies analysis, depositional architecture and facies association, facies of this unit were characterized and their depositional paleoenvironment was inferred particularly in Jundu Mining, region of Descalvado in northeastern São Paulo. Techniques such as grain size and petrographic analyses, aimed to characterize this unit as a potential reservoir rock. Five facies were described for the Pirambóia Formation in the studied region: St, Sh, Sm, Sr and Gt facies, generated by sedimentary processes of the bottom load type, mostly under low flow regime (with exception for the Sh facies, which is formed by upper flow regime processes). In addition to that, four facies associations were recognized from the architectural elements, primarily contained within the main channel: complex channel bars, composed by foreset macroforms (FM), sandy bedforms (SB) and gravel bars and bedforms (GB); flood deposits, constituted by laminated sand sheets (LS); deposits of hyperconcentrated flows and eolian deposits. It was interpreted that the Pirambóia Formation in Descalvado (SP) is the record of the sedimentation of braided rivers, with dunes and interdunes deposits...-
Descrição: dc.descriptionA Formação Pirambóia é uma unidade litoestratigráfica da Bacia do Paraná, posicionada entre as Formações Corumbataí (inferior) e Botucatu (superior) na borda leste da bacia. Esta unidade é alvo de diversos estudos dada a sua grande importância como componente primordial no Sistema Aquífero Guarani (SAG) e no sistema petrolífero “Irati-Pirambóia”, atuando como excelente rocha-reservatórios. A Formação Pirambóia é historicamente foco de diversas controvérsias quanto à idade, suas relações de contato com a unidade sobreposta e paleoambiente deposicional. Apesar disto, a unidade de estudo é comumente considerada como de idade triássica e produto da deposição em sistemas eólicos úmidos, com abundância de interdunas úmidas e com fácies fluviais subordinadas. Neste trabalho, a partir de técnicas de análises de fácies, da arquitetura deposicional e da associação de fácies, foi realizada a caracterização faciológica da unidade em questão e interpretado seu paleoambiente deposicional, particularmente na Mineração Jundu em Descalvado, nordeste do Estado de São Paulo. Secundariamente, através de técnicas de análises granulométricas e petrográficas, visou-se a caracterização física desta unidade como potencial rocha-reservatório. Foram descritas cinco fácies para a Formação Pirambóia na região de estudo: fácies St, Sh, Sm, Sr e Gt, gerados a partir de processos sedimentares do tipo carga de fundo, a maioria sob regime de fluxo inferior (com exceção da fácies Sh, regime de fluxo superior). Além disso, foram reconhecidos quatro associações de fácies a partir dos elementos arquiteturais contidos principalmente dentro do canal fluvial principal: Complexos de barras de canal, constituido pela macroforma de acreção vertical (FM), forma de leito arenosa (SB) e forma de leito do tipo barras conglomeráticas (GB); depósitos de enchentes, constituido pelos lençóis de areia laminados (LS);...-
Formato: dc.format105 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectGeologia estratigráfica-
Palavras-chave: dc.subjectFacies (Geologia)-
Palavras-chave: dc.subjectSedimentação e depósitos-
Palavras-chave: dc.subjectArenito-
Palavras-chave: dc.subjectDescalvado (SP)-
Palavras-chave: dc.subjectParaná, Bacia-
Título: dc.titleFácies e associação de fácies da formação Pirambóia na região de Descalvado/SP-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.